(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Concluídas as obras da alafeminina na Cadeia Pública

Geral Comentários 24 de junho de 2011

Transferência das detentas que foram levadas para Goiânia depende de iniciativa da Justiça, o que já está sendo providenciado desde o início da semana. Um alívio para familiares, advogados, juízes e promotores.


Com a presença da juíza Lara Gonzaga Siqueira, titular da Vara de Execução Penal de Anápolis e coordenadora do Conselho da Comunidade na Execução Penal, foi inaugurado esta semana (22/06) a Ala Feminina do Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc”, conhecido como Cadeia Pública de Anápolis. Com capacidade para receber 36 mulheres, a nova ala feminina vai permitir que a Cadeia Pública de Anápolis volte a receber mulheres condenadas (ou na condição de presas provisórias), solucionando um problema que se arrastava desde o ano de 2009, quando ocorreu a interdição judicial da ala feminina do presídio.
A construção desta ala feminina foi o resultado de um trabalho desenvolvido pelo Conselho da Comunidade na Execução Penal, entidade coordenada pela juíza Lara Gonzaga Siqueira Vara de Execução Penal e presidida pelo ex-delegado da Polícia Civil, Franklin Delano Pfrimmer. O Conselho da Comunidade, que conta também com o trabalho de Mauro Scortegagna, diretor da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC), vem se empenhando para melhorar a condição do sistema prisional em Anápolis, em uma atitude que busca o envolvimento da sociedade.
Durante a inauguração da ala feminina, o empresário Edson Tavares, do Porto Seco de Anápolis, destacou a disposição do empresariado anapolino para colaborar nesta questão, não apenas através de doações para a realização de reformas e ampliações no presídio (o que tem ocorrido com frequência), mas também através da oferta de empregos, visando uma efetiva reintegração das pessoas condenadas. ‘“Este é um problema da cidade e a sociedade precisa se envolver”, disse o empresário.
Edson Tavares lembrou que a construção da ala feminina não resolve os problemas do sistema prisional de Anápolis. “Sabemos que temos um longo caminho a percorrer e que inclui, certamente, a construção de um novo presídio em Anápolis, uma meta que vem mobilizando a sociedade, o empresariado, a Prefeitura Municipal e que precisa contar com o apoio dos governos Estadual e Federal”. O Centro de Inserção Social de Anápolis vive hoje o drama da superlotação, pois foi construído para receber 90 presos, mas está com 370 detentos.


Conselho
Instituído no ano de 2010, por iniciativa da juíza Lara Gonzaga Siqueira, com o apoio do promotor Delson Leone Júnior, o Conselho da Comunidade na Execução Penal vem se constituindo em um canal de participação da sociedade local na questão prisional. Através da mobilização de autoridades e empresários, o Conselho colabora com a administração da Cadeia Pública e vem apoiando o trabalho realizado pelo coordenador da unidade prisional, Danilo de Carvalho Silva.
Em relatório divulgado no mês de maio, o Conselho relacionou os principais problemas que vem mobilizando a entidade, entre os quais estão algumas reformas e ampliações no presídio, como a reforma da área externa, com instalação de sanitários e bebedouros para os visitantes; reforma no alojamento da Polícia Militar; instalação de câmeras de segurança; reforma das celas, pintura geral, reforma dos sistemas hidráulico e elétrico, reforma da cozinha e do ambulatório médico-odontológico e ainda a reforma do templo religioso.
Outra preocupação do Conselho da Comunidade diz respeito às reivindicações dos servidores por melhores condições de trabalho, “como o aumento do atual e insignificante efetivo operacional”, falta de material adequado, como algemas e coletes à prova de balas. Atualmente o trabalho é realizado por servidores da Agencia Prisional, com o apoio da Polícia Militar.
Durante a solenidade de inauguração da ala feminina, o diretor executivo do Conselho da Comunidade, Mauro Scortegagna, fez um apelo aos reapresentes da Agência Prisional, no sentido de dotar o Centro de Reinserção das condições funcionais e materiais necessários ao seu funcionamento.

Membros
O Conselho da Comunidade é supervisionado pela juíza Lara Gonzaga Siqueira e pelo promotor Delson Leone Júnior e tem como presidente de honra o juiz Abílio Wolney Neto. A sua diretoria é presidida pelo ex-delegado da Polícia Civil, Franklin Delano Pfrimmer e tem como membros Afonso Rodrigues de Carvalho (SINTRAVE/GO), Irmã Rita Cecílio Coelho (Santa Casa de Misericórdia), Mauro Scortegagna (APAC), Lázio Alves Gomes (empresário), Márcia Alves Lima (APAC), Walmir Jacinto (Câmara Municipal), Gilmar Alves dos Santos (OAB) e Adriano Gouveia Lima, da Unievangélica. O Conselho Fiscal é integrado pela promotora Maysa Morgana Torres, pelo empresário Wilson Oliveira (presidente da Associação Comercial de Anápolis) e pelo procurador do Estado Luiz Carlos Duarte Mendes.
Também integram o Conselho, na condição de membros, o Comandante da Base Aérea de Anápolis, Coronel Aviador Alcides Barbacovi; os empresários Amélio Luiz Benedetti (Isoeste); Cláudio Shwodeur (Hering); Denil Tadeu Batista e Gilbert Guiotti Junior (Colatex); o Secretario Municipal de Desenvolvimento Social, Francisco Ferreira Rosa; o delegado da Polícia Civil Jerônimo Rodrigues Borges; o vice-prefeito de Anápolis, empresário João Gomes; o professor José Rodrigues Junior; a assistente social Marilena das Dores Souza; a advogada Maristela Rodrigues da Silva; o major Maxwell Franco; o Ten. Cel. Paulo Inácio Silva; o comandante da Polícia Militar de Goiás, Cel. Raimundo Nonato e Vânia Assis Montalvão Siqueira, da Santa Casa de Anápolis. Como coordenadores de ações participam os professores Pablo Borges Rigo e Adriano Gouveia Lima, da Unievangélica; o empresário Ridoval Chiareloto, a professor Maria Lúcia Costa Beber e as voluntárias Ana Valéria Lourenço e Vilma Vilaça.

Autor(a): Luiz Carlos Mendes

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Prefeitura quer novas regras para a exploração do serviço funerário

27/04/2017

A Prefeitura de Anápolis vai criar novas regras para a exploração do serviço funerário. As atuais são consideradas obso...

Membros do Conselho da Juventude empossados em concorrida solenidade

27/04/2017

Aconteceu na manhã da última terça-feira, 25, no miniauditório da Prefeitura de Anápolis, a posse dos membros do Conselh...

Município quita dívidas trabalhistas de ex-servidores comissionados

19/04/2017

A Prefeitura de Anápolis começa a quitar dívidas trabalhistas do município, que estão pendentes desde 2011, para ex-serv...

Ovos de chocolate com diferenças salgadas, aponta pesquisa do Procon

12/04/2017

O Procon de Anápolis divulgou a pesquisa sobre os preços de produtos para a páscoa- ovos de chocolate e caixas de bombons....