(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Compras e vendas externas seguem com baixas

Economia Comentários 10 de novembro de 2016

Números da balança comercial de Anápolis expõem resultados negativos tanto para as exportações, como para as importações


As exportações feitas por Anápolis, no período de janeiro a outubro deste ano, somaram US$ 148,3 milhões. As importações registraram um volume de US$ 962,5 milhões. No ano passado, as vendas externas alcançaram o valor de US$ 199,7 milhões e as compras externas, US$ 1,457 bilhão. Portanto, nos dois casos, houve queda, de 25,72% e 33,97%, respectivamente. A corrente de comércio, que é resultado da soma de valores das exportações e importações, registrou queda de 32,98%. Neste ano, a movimentação foi de US$ 1,110 bilhão, contra US$ 1,657 do ano passado.
Comparando-se o mês de outubro com o mesmo mês de 2015, os resultados, também, não são nada animadores. Neste ano, o valor exportado em outubro foi de US$ 18,8 milhões, contra US$ 22,4 milhões de outubro de 2015, ou seja, uma variação negativa de 16,02%. Nas importações, no mês de outubro deste ano, o valor registrado foi de US$ 78 milhões e, no ano passado, US$ 157,8 milhões. Uma queda de 50,58%. O quadro é quase o mesmo em relação à corrente de comércio. Neste ano, no mês de outubro, o valor apurado foi de US$ 96,8 milhões e, em outubro de 2015, US$ 180,3 milhões, uma diferença negativa de 46,27%.
Mesmo com as quedas acentuadas, Anápolis permanece entre os 10 maiores municípios exportadores de Goiás. No ranking nacional, ocupa a 185ª posição. Em relação às importações, o Município ocupa a 1ª posição em Goiás e 29ª na avaliação nacional. Na corrente de comércio, Anápolis é, também, 1º colocado no ranking regional e 50º lugar no nacional.
Os municípios que lideram a lista das exportações em Goiás são: Rio Verde; Itumbiara; Alto Horizonte; Barro Alto; Palmeiras de Goiás; Ouvidor; Luziânia; Goiânia, Anápolis e Crixás. No País, os municípios que mais exportam, são: São Paulo (SP); Rio de Janeiro (RJ); São José dos Campos (SP); Parauapebas (PA); Angra dos Reis (RJ); Paranaguá (PR); Santos (SP); Itajaí (SC), São Bernardo do Campo (SP) e Petrópolis (RJ).

Produtos e mercados
Tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja lideram a pauta das exportações feitas por Anápolis, com 83,36% de participação. Nas importações, com 37,85% de participação, lideram a pauta os itens: sangue humano; sangue animal preparado para usos terapêuticos, profilácticos ou de diagnóstico; anti-soros; outras frações do sangue; produtos imunológicos modificados, mesmo obtidos por via biotecnológica; vacinas, toxinas e culturas de microrganismos.
Os principais destinos das exportações feitas por Anápolis são: Países Baixos (Holanda); Estados Unidos; Coréia do Sul; Paraguai; Cuba; França; Índia; Bolívia; Argentina e Nigéria. Por outro lado, os principais fornecedores internacionais, são: Alemanha; Coréia do Sul; Estados Unidos; Suíça; China; Índia; Japão; Itália; Canadá e México.

EXPORTAÇÕES (US$)
Janeiro - 9.205.533
Fevereiro - 8.972.089
Março - 7.293.276
Abril - 23.875.432
Maio - 30.011.507
Junho - 24.383.147
Julho - 2.016.277
Agosto - 22.772.027
Setembro - 959.772
Outubro - 18.855.441

IMPORTAÇÕES (US$)
Janeiro - 98.910.076
Fevereiro - 89.289.663
Março - 117.963.476
Abril - 78.113.228
Maio - 99.151.669
Junho - 85.939.825
Julho - 88.692.955
Agosto - 124.188.296
Setembro - 102.296.919
Outubro - 78.037.895

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...