(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Comissão priorizará investigações de contratos da Delta e Gerplan

Política Comentários 12 de maio de 2012

O primeiro ato da CPI foi a escolha do presidente, do vice e do relator, funções que serão desenvolvidas pelos deputados Helio de Sousa, Mauro Rubem e Talles Barreto


A Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa que irá investigar a possível ligação de políticos goianos com a contravenção, foi instalada oficialmente na quinta-feira,10. E, segundo foi anunciado, um dos principais objetivos, será a averiguação sobre os contratos operados pela empresa Delta em algumas localidades do Estado, como é o caso de Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. Na primeira reunião, foram definidos os nomes dos parlamentares que irão comandar os trabalhos. O deputado Helio de Sousa (DEM) foi escolhido para presidir a CPI; o deputado Mauro Rubem (PT), para a vice-presidência e o relator da Comissão, será o deputado Talles Barreto (PTB).
O relator Talles Barreto afirmou que a sociedade está cobrando uma CPI que esclareça os fatos. “Vamos conduzir os trabalhos nesse sentido, dar uma satisfação à sociedade. Ao final dos trabalhos, vamos produzir um relatório que será encaminhado aos Ministérios Públicos Estadual e Federal e outras instituições, para que o processo seja concluído.”
Mauro Rubem lembrou que muitas pessoas procuram desacreditar as CPI’s. “Mas vamos trabalhar para alcançar os objetivos propostos. É fundamental a resposta dessa Casa para a sociedade. Temos de fazer nosso papel, buscar a verdade. O PT vai se desdobrar para produzir os esclarecimentos que a sociedade espera”. O vice-presidente Mauro Rubem afirmou ainda que o segundo e importante foco dessa CPI é que os trabalhos sirvam para uma reflexão no sentido de mudar a lei eleitoral. Disse que o problema com o senador Demóstenes Torres (ex-DEM) tem origem nos financiamentos paralelos de campanha. “É preciso fazer a reforma política, por que o modelo atual está errado.”
O presidente Helio de Sousa afirmou que a CPI não tem a função de acusar, de condenar e de julgar ninguém. “Só questionamos os atos. E a CPI será importante para que as pessoas envolvidas façam sua defesa.” Helio informou que apresentará ao Diretor-Geral da Assembleia, Milton Campos, pedido para que os Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios subsidiem a CPI principalmente em relação a contratos do Estado e das prefeituras com as empresas Delta e Gerplan.
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi criada para investigar a possível ligação de políticos goianos com a contravenção, além de contratos firmados com a construtora Delta e a Gerplan, entre 1995 e 2012.

Os membros da CPI

Titulares
Helio de Sousa (DEM)- Presidente
Mauro Rubem (PT)- Vice-presidente
Talles Barreto (PTB)- Relator
Túlio Isac (PSDB)
Daniel Vilela (PMDB)

Suplentes
Lincoln Tejota (PSD)
Carlos Antônio (PSC)
Isso Moreira (PSDB)
Wagner Siqueira (PMDB)
Luiz Cesar Bueno (PT)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Situação fiscal do Estado provoca embate entre Caiado e Marconi

10/01/2019

A situação fiscal de Goiás tem elevado o tom do debate entre o atual Governador, Ronaldo Caiado (DEM) e o ex-Governador Ma...

Presidente da Câmara destaca as suas prioridades e desafios do cargo

10/01/2019

Eleito recentemente para presidir a Câmara Municipal, o Vereador Leandro Ribeiro (PTB), em entrevista exclusiva ao Jornal CO...

Torcida Premiada e Desestatização estão na pauta da sessão

27/12/2018

Nesta sexta-feira, a Câmara Municipal se reúne, em caráter extraordinário, para apreciar e votar quatro projetos enviados...

Caiado garante o pagamento da folha de janeiro dos servidores

27/12/2018

O governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) garantiu, durante coletiva de imprensa na quarta-feira, 26, que tomará todas as med...