(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Começam as obras da nova ponte na GO 222

Geral Comentários 18 de junho de 2011

Interditada desde o dia 06 de dezembro do ano passado, a ponte na rodovia que liga Anápolis a Nerópolis começa a ser reconstruída 10 metros mais extensa


Equipes de engenheiros, agrimensores, topógrafos e outros técnicos da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (AGETOP) iniciaram os trabalhos para o restabelecimento do tráfego na GO 222, proximidades de Goialândia, a cerca de 20 quilômetros de Anápolis. A obra de arte desmoronou durante uma pesada chuva no dia 06 de dezembro de 2010, dificultando o tráfego de veículos entre Anápolis e Nerópolis. Houve, inclusive, o registro de alguns acidentes no local, depois que a ponte caiu. O acidente provocou, dentre outras coisas, prejuízos para o escoamento da safra agropecuária e hortigranjeira de uma importante região produtiva, além de impedir uma alternativa de tráfego entre Anápolis e Goiânia, rota preferida por centenas de usuários daquela região. Quando da queda da ponte, aventou-se a possibilidade de se conseguir junto ao Governo Federal, via Ministério da Defesa, uma ponte móvel metálica, montada pelo Exército, a exemplo do que ocorreu na região de Itauçu na mesma época, o que, entretanto, acabou não se viabilizando, uma vez que, por conta das enchentes em outras partes do Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, todas as unidades disponíveis estavam sendo utilizadas.
Quando do desmoronamento, criou-se uma alternativa de trânsito, através de uma variante passando-se pelo município de Campo Limpo de Goiás, o que, todavia, aumentava o trajeto em mais 30 quilômetros. Outra solução precária encontrada foi a construção de uma ponte de madeira, em um desvio que atravessa uma propriedade rural. Mesmo assim, limitando-se a seis toneladas, o peso máximo dos veículos em trânsito. O dono da fazenda, juntamente com alguns vizinhos e colaboradores, fez a ponte, mas cobra uma espécie de “pedágio” para quem a atravessa, sobre justificativa de ser uma colaboração dos usuários. Não houve questionamentos sobre a legalidade de tal cobrança, tendo em vista a ponte estar em terreno particular, como opção para que deseja ganhar tempo nas viagens, evitando passar por Campo Limpo.

Demora
O início das obras, depois de seis meses, foi explicado como necessário por conta da elaboração de editais para a licitação do serviço, assim como pelo fato de o Governo Estadual haver perdido o prazo legal para a edificação sem a necessidade de concorrência pública. Em casos de urgência e emergência, a lei faculta tal procedimento. Mas, como se observava o processo de transição do Governo Alcides Rodrigues para o Governo Marconi Perillo, o processo não teve a sequência devida, perdendo-se o prazo. Pesou, ainda, o fato de as chuvas se prolongarem até o mês abril.
Agora, com a estiagem e sem qualquer impedimento legal, ou recurso de parte das empresas concorrentes, o processo deve ser acelerado. Há cálculos iniciais dando conta de que em 120 a 150 dias a ponte esteja liberada. De acordo com a AGETOP, o sistema de construção difere, em muito, do que se observou quando da abertura da Rodovia, nos anos 80. Hoje, o processo é mais rápido e mais prático, trabalhando-se com pré-moldados e com tecnologia de ponta. A nova ponte vai ficar praticamente no mesmo local da anterior, todavia, com uma extensão maior. Terá por volta de 40 metros no total, ao contrário dos 30 da estrutura original.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Adoção de selo eletrônico é adiada

22/06/2017

A Secretaria da Fazenda informa que a obrigatoriedade de uso do Selo Fiscal Eletrônico para as embalagens descartáveis de ...

Jovem anapolino abre portas para o difícil universo das fragrâncias

15/06/2017

O jovem anapolino Helder Machado Owner é um exemplo de que o empreendedorismo não tem barreiras. A primeira coisa para aven...

Subseção da OAB entrega Moção a juíza de Anápolis

09/06/2017

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões da comarca de Anápolis, Aline Vieira Tomás, recebeu, na segunda-feira...

Controle da folha de pagamento é um desafio para a Prefeitura

02/06/2017

Dentro do que preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o Prefeito Roberto Naves e a equipe econômica apresentaram, ...