(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Comando do Terceiro CRPM anuncia patrulha ciclística e força tática logística

Segurança Comentários 23 de agosto de 2018

Aplicação das medidas depende da entrega de bicicletas e de assinatura de convênio com a Prefeitura de Anápolis


Dando sequência à política de valorização de unidades especializadas, um trabalho mais segmentado que proporciona nova dinâmica às ações da corporação, o comandante do 3º Comando Regional da Polícia Militar, tenente coronel Newton Nery Castilho anuncia para o próximo mês o início das atividades de uma patrulha ciclística, prevista em sua primeira fase para ser implantada em Anápolis e Pirenópolis e, posteriormente, em outras cidades do Estado onde o 3º CRPM tem atuação.
Além da patrulha ciclística, o comandante anunciou a implantação de um policiamento temático regional em três cidades próximas a Anápolis com intenso fluxo turístico - Pirenópolis, Corumbá de Goiás e Abadiânia. Ele esclareceu que este policiamento será um reforço que visa proporcionar mais tranquilidade aos turistas que visitam os três municípios citados e tornar o turismo mais seguro, principalmente em épocas de eventos culturais e religiosos e feriados prolongados.
Paralelamente a estas duas novas ações, o tenente coronel Castilho anunciou a formatação de um convênio com a Prefeitura de Anápolis para a criação de uma força tática logística, com a utilização de novas viaturas e armamentos no combate e prevenção aos mais variados tipos de crimes. Esta força tática será operacionalizada por policiais militares em seus horários de folga e por voluntários da corporação, que passarão a receber um reforço em suas remunerações, através de um banco de horas financiado com recursos dos cofres públicos do Município.
A implantação da patrulha ciclística depende, apenas, da entrega de 16 bicicletas já adquiridas pela Polícia Militar, o que deve ocorrer em setembro. Em sua fase inicial a patrulha ciclística irá atuar nas áreas de abrangência do 4º BPM e, na medida das possibilidades, do 28º BPM e do 37º BPM, este último em Pirenópolis. Esta patrulha vai atuar em praças, parques e em eventos que atraiam muitas pessoas como os esportivos, religiosos e turísticos, sempre com o apoio de viaturas da PM. Além de oferecer mais segurança, a patrulha ciclística vai dar visibilidade a este trabalho e também aproximar as pessoas que frequentam estes locais com a polícia.

Unidades
especializadas
O tenente coronel Newton Nery de Castilho garantiu que a implantação de unidades especializadas como a CPE; Patrulha Maria da Penha, Patrulha Rural e Patrulha Escolar, dentre outras contribui na luta das forças de segurança para reduzir os índices de criminalidade. As últimas estatísticas mostram essa redução. Outras unidades especiais contribuem para reduzir os índices de criminalidade.
O Comandante relacionou entre as unidades mais importantes, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD), que envolve a PM, escolas e famílias, de acordo com ele, um programa modelo para o Brasil, e o Comando de Operações de Divisas (COD) que atua no entorno do Distrito Federal, com foco no eixo Corumbá de Goiás e Pirenópolis, o radiopatrulhamento aéreo, o patrulhamento tático especial da ROTAM e a Cavalaria da PM, que atuam, também, em locais próximos às entradas e saídas de grandes eventos, com esquemas táticos de policiamento para proporcionar mais segurança aos frequentadores, evitar furtos e roubos, tráfico e uso de drogas e acompanhamento de pessoas até pontos de ônibus e terminais urbanos.
O comandante do 3º CRPM reconhece que trabalha com um efetivo reduzido, de pouco mais de mil policiais militares, entre homens e mulheres que atuam em escalas. Conta também com mais de 90 viaturas, distribuídas por toda Regional. Esse efetivo humano e a frota de viaturas tornam praticamente impossíveis fazer a cobertura de todas as ações de prevenção e policiamento. Garantiu, no entanto, que mesmo assim esse efetivo é capaz de fazer a cobertura das prioridades, incluindo o atendimento emergencial, através do telefone 190. Ele lembrou que o 3º CRPM atua em uma ampla circunscrição, em 23 municípios que considera como “o coração de Goiás” e que para compensar o pequeno efetivo planeja as suas ações potencializando as escalas extras remuneradas, pagas pelo Estado e pelo Município. Estas escalas remuneradas proporcionam um incremento de 30% no atual efetivo ordinário. Dependendo da grandiosidade de alguns eventos, as escalas remuneradas chegam a ocupar 70% do efetivo, uma ação que por si só afasta os potenciais criminosos que agem nestas ocasiões e dá visibilidade ao trabalho da PM, principalmente quando atua em pontos estratégicos da Cidade.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Segurança

Ministério Público cobra investimento no sistema prisional

07/12/2018

O coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público de Goiás, Luciano Miranda Meireles, juntamente...

Parceria prevê mais 350 câmeras

07/12/2018

A Prefeitura de Anápolis, representada pelo Observatório Municipal de Segurança, e a empresa Enel devem bater o martelo, n...

Milhões de brasileiros são vítimas de fraudes

23/11/2018

Um levantamento da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil...

Promotor exige lanche noturno para presos

16/11/2018

O Promotor de Justiça Marcelo Celestino instaurou incidente de desvio de execução contra a Diretoria-Geral de Administraç...