(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Comando desloca efetivo administrativo para as ruas

Segurança Comentários 28 de maro de 2013

Medida foi uma das primeiras adotadas pelo novo comandante geral da corporação, coronel Sílvio Benedito Alves


Desde a última terça-feira,26, o expediente administrativo na Polícia Militar nas regionais de Goiânia, Aparecida, Luziânia, Anápolis, será só pela parte da manhã e os policiais à tarde e à noite, estarão nas ruas. Esta foi uma das primeiras medidas anunciadas pelo novo comandante da corporação, coronel Sílvio Benedito Alves. Também foi determinado ao comandante da Academia de Polícia Militar, que os alunos que lá estão fazendo curso, são cerca de 900 alunos, estudarão de manhã e estarão à disposição do serviço de policiamento à tarde e à noite.
Sobre mudanças nos comandos da corporação, o coronel afirmou que o governador Marconi Perillo e o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, deram carta branca para fazer as movimentações necessárias, “para que possamos cumprir as metas de redução de índices de criminalidade”, enfatizou o comandante. Dentre as primeiras alterações, estão a do coronel Juraí Alves de Sousa, que era chefe do Estado Maior, assume como subcomandante. O coronel Victor Dragalzew Júnior que está vindo, da 5ª Regional no Entorno de Brasília, para ser o novo chefe do Estado Maior. “Estaremos, juntamente com todo nosso staff, fazendo as mudanças que acharmos necessárias”, frisou.
Sobre os desafios que irá enfrentar, o coronel Sílvio Benedito Alves reconheceu que um dos principais é relativo à demanda por efetivo. Porém, disse, “estamos com um concurso em andamento de 1.180 policiais militares. E agora, para a nossa satisfação, receberemos imediatamente 1,3 mil policiais militares egressos do serviço militar das Forças Armadas. Com certeza a gente estará ai com apoio bem maior de efetivo”.

Parceria
Para o comandante, a questão da segurança pública não passa somente por uma situação de polícia, seja ela de Polícia Militar ou da Polícia Civil, “mas tem que haver o envolvimento de todos: segmentos organizados como Rotary, maçonaria, associações comerciais e industriais, a Federação de Agricultura, líderes comunitários, conselheiros comunitários, presidentes de associação de bairros, os órgãos de vigilância, enfim, a comunidade organizada”, ponderou, acrescentando que pretende visitar as entidades e instituições buscando essa parceria, “porque o nosso inimigo é um só: o criminoso que está ai tentando furtar/roubar o patrimônio das pessoas ou ceifar suas vidas”, pontuou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Segurança

Projeto tem o apoio do Exército, da Marinha e da Aeronáutica

08/12/2017

A audiência pública realizada no último dia 4 na sede da Associação Comercial e Industrial de Anápolis, para debater a ...

Caso do Uber - Acusado diz: “queria somente divertir”

08/12/2017

O acusado de roubar na semana um veículo Uber e restringir a liberdade do motorista Cleyton da Silva Nascimento já está pr...

Treinamento para delegadas, agentes e escrivãs

30/11/2017

A 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Anápolis realiza vários cursos de atualização voltados para delegados, agen...

Ruas do centro terão policiamento ostensivo durante o fim de ano

30/11/2017

O policiamento nas regiões de maior presença do comércio em Anápolis, terão o policiamento reforçado neste final de ano...