(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Comandante quer ver “a tropa na rua”

Polícia Comentários 25 de janeiro de 2013

Coronel PM Divino Alves de Oliveira defende a presença da polícia mais próxima dos cidadãos e fala em melhoria em curto prazo


Com o currículo que demonstra experiência de comando em diferentes unidades da Polícia Militar em Goiás, o novo titular do terceiro Comando Regional da instituição, que abrange Anápolis e duas dezenas de outros municípios limítrofes, o Coronel Alves, que assumiu a titularidade do posto há uma semana, chega dizendo que pretende implantar uma nova filosofia de trabalho. Segundo ele, o objetivo principal é assegurar à comunidade a sensação de segurança e que, para isso, vai cobrar mais empenho de seus comandados. De acordo com o novo Comandante do Terceiro CRPM, uma das principais providências a serem adotadas é a interação com a sociedade. “Vamos utilizar todos os meios disponíveis: rádio; jornal; televisão; redes sociais, telefones, etc. Tudo o que permitir o contato mais eficiente e mais rápido entre a comunidade e a Polícia deve ser empregado”. De antemão ele, inclusive, publicou o número de seu telefone celular (9631 0077) para que qualquer cidadão ligue e ofereça apoio como denúncias informações e outros tipos de comunicação que possam auxiliar no trabalho de segurança da Cidade.
Indagado sobre o plano de metas estipulado pelo Comandante Geral da PM, Coronel Edson Araújo Costa, que esteve em Anápolis por ocasião da passagem de Comando - saída do Coronel Alexandre Elias e sua entrada - ele disse que algumas das metas serão cumpridas antes do prazo determinado. E, dentre essas metas está o funcionamento do GIRO (policiamento foi com motocicletas) e a readequação do COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) motivo de queixas e reclamações generalizadas em Anápolis. Outro ponto que o novo Comandante do Terceiro CRPM disse que vai enfatizar é o funcionamento do Centro de Internação Para Menores Infratores, que, há anos, funciona no interior do Quarto Batalhão de Polícia Militar. “Vou lutar para que aquela instituição deixe o quartel, até porque ali não é lugar para esse tipo de serviço”, disse.

Estratégias
A destinação de mais 100 homens e mulheres para o reforço do policiamento em Anápolis até junho é outra meta a ser atingida, assim como tirar policias que estejam exercendo atividades burocráticas, ou em desvio de função, para atuarem no policiamento ostensivo da Cidade estão em entre os objetivos do novo comandante. Além disso, de acordo com o Coronel Alves, a partir de agora, a comunidade anapolina vai observar, com mais frequência, o policiamento aéreo, feito com helicóptero, recurso indispensável no policiamento de grandes cidades. Também serão realizadas as blitzens sistemáticas, interceptando veículos e pedestres em atitudes suspeitas. Sobre a falta de acomodações para presos eventuais, o Coronel Alves disse que “isso não é problema da Polícia Militar. Vamos prender quando a lei permitir e entregar no distrito. Daí em diante é com a Polícia Civil, com a qual pretendemos manter o mais estreito e respeitoso relacionamento possível, com o Ministério Público e o Poder Judiciário. O papel da PM é prender quando a situação exigir”, assegurou.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Polícia

Juiz sugere sistema de proteção a vítimas de furtos e roubos

09/11/2017

Uma sugestão do juiz Mateus Milhomem de Sousa, do 1º Juizado Especial Criminal da comarca de Anápolis enviada, no dia 11 d...

Polícia no combate a receptação e drogas

09/11/2017

Na última quarta-feira,08, as equipes CPE CMDO e CPE 9797 estavam em patrulhamento tático pelo setor Calixtópolis, quando ...

Cai quadrilha especializada em clonagem de veículos

20/10/2017

A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva) cumpriu 14 mandados de prisão na man...

Mortes violentas abalaram a Cidade

12/10/2017

A morte do médico veterinário João Paulo Alarcão, assassinado a tiros dentro de seu veículo, quando estava em companhia ...