(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Colônia de Férias agita alunos do PETI

Geral Comentários 12 de julho de 2013

Programação, nas dependências do Clube da AABB, conta com atividades esportivas, lazer e alimentação


A 5ª edição da Colônia de Férias voltada para as crianças do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) tiveram a primeira semana com uma programação intensa na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB). As atividades são desenvolvidas com o apoio dos programas Escola Viva e Esporte para Todos e da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT).
A primeira semana de atividades se encerra nesta sexta sexta-feira,12 e, no próximo dia 16, as ações recomeçam e vão até 19 de julho. A colônia de férias é uma opção de lazer e diversão de qualidade para as crianças e adolescentes que fazem parte do PETI em Anápolis.
Este ano o evento também é estendido aos alunos do Projovem Adolescente. Diariamente cerca de 600 crianças e adolescentes são atendidos na Colônia de Férias. Além da alimentação reforçada, a programação conta com oficinas, atividades esportivas e atrações culturais e de lazer. Uma equipe com mais de 100 monitores cuidam para que as atividades sejam realizadas.
As irmãs Rebeca e Tainara que participam do Peti da Vila Mariana declaram que as atividades promovidas ajudam nos estudos. “Temos reforço escolar que ajuda nas tarefas e também aprendemos muito nas oficinas. Nossa família acha muito bom o programa porque tira a gente das ruas para fazer algo produtivo”, comentou.
Keveny Lemes integra as ações do Peti de Goialândia há um ano e observa que a Colônia de Férias promovida pela Prefeitura permite um momento de lazer. “É a segunda vez que participo e acho muito bom porque me ajuda a fazer amigos e ainda brinco muito”, falou.
A coordenadora geral do Peti, Águeda Zimmer, ressalta que todas as atividades são planejadas com antecedência para atender as expectativas das crianças. “Temos uma integração muito importante das secretarias municipais que nos permitem atender bem todas as idades. O objetivo é levar os melhores serviços nesse período de férias para que as crianças aproveitem bastante”, disse.

Sobre o PETI
O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) articula um conjunto de ações que visam a retirada de crianças e adolescentes, com idade entre 06 e 15 anos, das práticas de trabalho infantil e das situações de risco social. Em Anápolis, são 30 núcleos que atendem cerca de 3.500 crianças. Eles funcionam em nos bairros e nos três distritos do município.
O referido programa compõe o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e tem três eixos básicos: transferência direta de renda a famílias com crianças ou adolescentes em situação de trabalho e de vulnerabilidade social, oferta de serviços de convivência e fortalecimento de vínculos para as crianças e adolescentes, e acompanhamento familiar.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...