(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Coleta de medicamentos vencidos e sobras acontece em Anápolis

Saúde Comentários 21 de setembro de 2012

A iniciativa estará ocorrendo simultaneamente, até o mês de dezembro, em 13 estados brasileiros


O Grupo Temático de Medicamentos de Goiás – GTM/GO inicia nos próximos dias, a “Coleta Amostral de Descarte Correto”, que estará ocorrendo simultaneamente em 13 estados das cinco regiões do País, abrangendo uma população de aproximadamente 33.132.000 habitantes, com base em dados do IBGE. Em Goiás, a campanha será realizada em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis.
O presidente do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo), Marçal Henrique Soares, coordenador do GTM/GO, explica que essa iniciativa é coordenada, em âmbito nacional, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, sob instrução do CORI- Comitê Orientador, que é formado pelos ministérios da Saúde, Meio Ambiente, Agricultura, Fazenda e Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior. O objetivo é o atendimento à lei 12.305/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.
“Os resíduos a serem recolhidos são exclusivamente os domiciliares (medicamentos vencidos ou sobras), os quais terão destinação final adequada imediatamente após a coleta”, destaca Marçal Soares, acrescentando que o descarte deverá ser feito nas farmácias parceiras, que receberão uma urna especial personalizada para coleta destes resíduos domiciliares que serão depositados pelos consumidoresusuários.
Os dados da coleta amostral, ressalta o coordenador do GTM/GO, serão armazenados em software próprio e as informações registradas subsidiarão o acordo setorial entre os participantes da cadeia de medicamentos, a ser firmado a partir de março de 2013.

Término
Marçal Soares observa que a coleta dos descartes termina no mês de dezembro próximo e, até lá, espera que haja grande adesão a este trabalho que é inédito no Brasil. “Nós queremos que a ação em Goiás seja um modelo para o País”, afirma o presidente do Sindifargo e coordenador do GTM/GO, conclamando a população para que colabore, uma vez que a retirada dos medicamentos vencidos ou sobras é um benefício às próprias pessoas, evitando incidentes com crianças ou mesmo adultos, usos indevidos e, além disso, é também uma ação de responsabilidade ambiental, considerando que o descarte do material será feito da maneira mais correta.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Obras do Centro Pediátrico 24 horas seguem o cronograma

12/01/2018

A obra do Centro Pediátrico 24h, construída ao lado do Cais Mulher, no Bairro Maracanã, iniciou o ano de 2018 se preparand...

Ambulatório de Queimados registra aumento de demanda

29/12/2017

No Ambulatório de Queimados do Hospital Municipal Jamel Cecílio são atendidos, em média, 80 pacientes por dia, vítimas d...

Casos de AIDS têm aumento de 70% no Município

29/12/2017

O número de pacientes soropositivos para a Aids, teve um aumento de cerca de 70 por centro este ano, comparado aos anos ante...

SAMU promove simulação de acidentes no Parque da Cidade

22/12/2017

Visando capacitar e avaliar a atuação dos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Prefeitura...