(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Colégio do Calixtolândia oferece projetos sociais e nutricionais a alunos

Educação Comentários 04 de setembro de 2015

O ‘Estadual Professor Salvados Santos’, como é conhecido, promove ações, por meio de palestras e atividades no contra turno, que contribuem para melhorar o desempenho dos estudantes


Ser um suporte para que os seus alunos pratiquem atividades que os mantenha longe do perigo das ruas e das drogas. E, ainda, tenham uma vida saudável e nutritiva. Estes são alguns dos objetivos dos projetos desempenhados no Colégio Estadual “Professor Salvador Santos”, no Bairro Calixtolândia. Um deles, conforme apresentou o diretor José Cassimiro Dias Neto, é o Alimentação Saudável. São promovidas palestras para que os estudantes aprendam a se alimentar melhor.


Durante os encontros, nutricionistas e profissionais da área esportiva falam sobre os perigos de uma nutrição com alimentos gordurosos e que não fornecem nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. “O nosso foco, aqui, é a alimentação saudável com os alunos. Nós recebemos muitos alunos com deficiência de vitaminas, por causa dos recursos financeiros que as famílias têm, que são poucos. Às vezes, a escola tem esse papel primordial de auxiliar essa falta de alimentação, e, principalmente, o conhecimento”, pontua o diretor.


A Educação Alimentar é um dos propósitos desta iniciativa: “Há alunos que não eram acostumados a comer vegetais. Mas, a partir do conhecimento da importância disso, até como disciplina (escolar), eles viram a necessidade de estarem se alimentando melhor”. O Projeto Alimentação Saudável mantém uma parceria com o Mercado do Produtor, em que pequenos comerciantes doam alimentos que são revertidos a pessoas carentes do Calixtolândia; e a famílias de alunos do Colégio. Igrejas, estudantes, comunidade e a direção se envolvem nesta ação social.


O Colégio existe desde 1998. Atualmente, oferece Ensino Fundamental do 6º ao 9º anos, nos turnos matutino e vespertino; e Educação de Jovens e Adultos para o Ensino Médio. O prédio onde funciona a instituição, na Igreja Anglicana Episcopal do Brasil, é alugado pelo Governo Estadual desde 2011. Já existe, conforme apresentou José Cassimiro, um terreno doado pela Prefeitura para a construção de um novo espaço. Ele acrescenta que os recursos para a obra estão aprovados, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


A maioria das famílias desses alunos é carente. Uma das ações que contribui para diminuir a vulnerabilidade social dos estudantes é o Programa Mais Educação, do Governo Federal, realizado no contraturno escolar. “Esse é um programa que vem auxiliar o aluno, tirá-lo da rua. Por quê? Porque ele ficava muito tempo ocioso. Ele é uma educação integral”, explica José Cassimiro.


O diretor acrescenta que são fornecidos, pelo Governo Federal, recurso para lanches dos alunos; e materiais esportivos utilizados nas atividades do contraturno. Conforme elucida, abordando o caso de quem estuda de manhã, “eles vão para casa, almoçam nos seus lares, têm o contato da família. Terminam seu almoço, vêm para a unidade escolar, começam a fazer as aulas de reforço, tem o lanche e depois têm as aulas de atividade física”.


“A opção deles é vir para a escola”, declara. José Cassimiro destaca o empenho dos monitores, também pagos com verba federal, no desenvolvimento esportivo dos alunos. Este programa gera frutos importantes, como títulos em competições esportivas locais conquistadas pelos estudantes - No Caratê, o Colégio já foi segundo lugar nos Jogos da Primavera.


Ressalte-se, ainda, a melhoria do desempenho acadêmico por meio de projetos e ações promovidas no Colégio: “As notas deles (alunos) melhoraram demais, justamente por quê? Porque eles têm a opção de lazer, eles têm atividade física. Escola é um lugar de entretenimento, de compartilhar ideias, de compartilhar respeito. E, principalmente, de sociabilização saudável, notadamente quando eles têm esse trabalho de ajudar ao próximo, de ajudar a si mesmo, ao seu corpo”. Além das iniciativas citadas, são oferecidas atividades culturais e bazares de roupas envolvendo alunos. O programa Mais Educação foi responsável, conforme apresentou, pelo aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Colégio (IDEB).


Outras iniciativas


O Colégio Estadual “Professor Salvador Santos” mantém uma parceria com a ONG Makanudos, do Estado de São Paulo, ‘organização sem fins lucrativos, formada por jovens líderes comprometidos com a transformação social. Atua em parceria com escolas públicas..., realizando projetos que contribuem para conscientização, prevenção, valorização do jovem na sociedade’. Representantes da ONG promovem palestras sobre educação sexual e o perigo do uso de drogas. O relacionamento com os pais e responsáveis também é focado nos encontros. As atividades são realizadas uma vez por mês; e envolvem alunos do 8º e do 9º anos.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Câmpus do IFG Anápolis tem nova diretora eleita

30/11/2017

A Comissão Eleitoral Central publicou no final da noite desta quarta-feira, 29, o resultado preliminar da eleição para dir...

Associação Educativa Evangélica celebra os 500 anos da Reforma Protestante

03/11/2017

Serão necessários mais 500 anos para que as futuras gerações tenham a noção da importância da celebração realizada n...

Saúde na Escola atende a quase 40 mil estudantes

20/10/2017

A Prefeitura de Anápolis, em parceria com o Governo Federal, está desenvolvendo o Programa de Saúde na Escola (PSE), um co...

Oficinas gratuitas oferecidas no programa Semana Cidadã

06/10/2017

A 1ª edição da Semana Cidadã, uma parceria entre a UniEVANGÉLICA e a Prefeitura Municipal de Anápolis, através da Secr...