(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Colégio do Calixtolândia oferece projetos sociais e nutricionais a alunos

Educação Comentários 04 de setembro de 2015

O ‘Estadual Professor Salvados Santos’, como é conhecido, promove ações, por meio de palestras e atividades no contra turno, que contribuem para melhorar o desempenho dos estudantes


Ser um suporte para que os seus alunos pratiquem atividades que os mantenha longe do perigo das ruas e das drogas. E, ainda, tenham uma vida saudável e nutritiva. Estes são alguns dos objetivos dos projetos desempenhados no Colégio Estadual “Professor Salvador Santos”, no Bairro Calixtolândia. Um deles, conforme apresentou o diretor José Cassimiro Dias Neto, é o Alimentação Saudável. São promovidas palestras para que os estudantes aprendam a se alimentar melhor.


Durante os encontros, nutricionistas e profissionais da área esportiva falam sobre os perigos de uma nutrição com alimentos gordurosos e que não fornecem nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. “O nosso foco, aqui, é a alimentação saudável com os alunos. Nós recebemos muitos alunos com deficiência de vitaminas, por causa dos recursos financeiros que as famílias têm, que são poucos. Às vezes, a escola tem esse papel primordial de auxiliar essa falta de alimentação, e, principalmente, o conhecimento”, pontua o diretor.


A Educação Alimentar é um dos propósitos desta iniciativa: “Há alunos que não eram acostumados a comer vegetais. Mas, a partir do conhecimento da importância disso, até como disciplina (escolar), eles viram a necessidade de estarem se alimentando melhor”. O Projeto Alimentação Saudável mantém uma parceria com o Mercado do Produtor, em que pequenos comerciantes doam alimentos que são revertidos a pessoas carentes do Calixtolândia; e a famílias de alunos do Colégio. Igrejas, estudantes, comunidade e a direção se envolvem nesta ação social.


O Colégio existe desde 1998. Atualmente, oferece Ensino Fundamental do 6º ao 9º anos, nos turnos matutino e vespertino; e Educação de Jovens e Adultos para o Ensino Médio. O prédio onde funciona a instituição, na Igreja Anglicana Episcopal do Brasil, é alugado pelo Governo Estadual desde 2011. Já existe, conforme apresentou José Cassimiro, um terreno doado pela Prefeitura para a construção de um novo espaço. Ele acrescenta que os recursos para a obra estão aprovados, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


A maioria das famílias desses alunos é carente. Uma das ações que contribui para diminuir a vulnerabilidade social dos estudantes é o Programa Mais Educação, do Governo Federal, realizado no contraturno escolar. “Esse é um programa que vem auxiliar o aluno, tirá-lo da rua. Por quê? Porque ele ficava muito tempo ocioso. Ele é uma educação integral”, explica José Cassimiro.


O diretor acrescenta que são fornecidos, pelo Governo Federal, recurso para lanches dos alunos; e materiais esportivos utilizados nas atividades do contraturno. Conforme elucida, abordando o caso de quem estuda de manhã, “eles vão para casa, almoçam nos seus lares, têm o contato da família. Terminam seu almoço, vêm para a unidade escolar, começam a fazer as aulas de reforço, tem o lanche e depois têm as aulas de atividade física”.


“A opção deles é vir para a escola”, declara. José Cassimiro destaca o empenho dos monitores, também pagos com verba federal, no desenvolvimento esportivo dos alunos. Este programa gera frutos importantes, como títulos em competições esportivas locais conquistadas pelos estudantes - No Caratê, o Colégio já foi segundo lugar nos Jogos da Primavera.


Ressalte-se, ainda, a melhoria do desempenho acadêmico por meio de projetos e ações promovidas no Colégio: “As notas deles (alunos) melhoraram demais, justamente por quê? Porque eles têm a opção de lazer, eles têm atividade física. Escola é um lugar de entretenimento, de compartilhar ideias, de compartilhar respeito. E, principalmente, de sociabilização saudável, notadamente quando eles têm esse trabalho de ajudar ao próximo, de ajudar a si mesmo, ao seu corpo”. Além das iniciativas citadas, são oferecidas atividades culturais e bazares de roupas envolvendo alunos. O programa Mais Educação foi responsável, conforme apresentou, pelo aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Colégio (IDEB).


Outras iniciativas


O Colégio Estadual “Professor Salvador Santos” mantém uma parceria com a ONG Makanudos, do Estado de São Paulo, ‘organização sem fins lucrativos, formada por jovens líderes comprometidos com a transformação social. Atua em parceria com escolas públicas..., realizando projetos que contribuem para conscientização, prevenção, valorização do jovem na sociedade’. Representantes da ONG promovem palestras sobre educação sexual e o perigo do uso de drogas. O relacionamento com os pais e responsáveis também é focado nos encontros. As atividades são realizadas uma vez por mês; e envolvem alunos do 8º e do 9º anos.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Educação

Saúde na Escola conta com 100% de adesão em Goiás

15/03/2019

Os 246 municípios goianos se cadastraram no Programa Saúde na Escola com apoio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás ...

Institutos Federais vão formar novos agentes digitais

07/03/2019

Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs) terão até 29 de março para aderir ao Programa Nacional d...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...

UniEVANGÉLICA amplia parcerias com as universidades estrangeiras

07/03/2019

O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA é uma instituição que oferece várias oportunidades para que seus ...