(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Cobrada uma maior fiscalização sobre serviço do lixo

Tributos Comentários 19 de abril de 2017

Vereador Jean Carlos (PTB), afirma que a ação pode evitar que, no ano que vem, população sobre com mais aumento da TSU


O vereador Jean Carlos (PTB) usou a tribuna, nesta quarta-feira,19, para informar que passada a data de vencimento da Taxa de Serviços Urbanos (TSU), é hora de a Câmara Municipal se debruçar em soluções para que a população não sofra com novos aumentos em 2018.
“Discutimos aqui o impacto da TSU e deixei de abordar alguns aspectos para não causar insegurança jurídica na população. Quero dizer que não vamos deixar passar esse aumento, que não foi causado pela gestão atual, mas pelos gastos da administração passada”, discursou Jean.
O petebista frisou a necessidade de revisão do Código Tributário, mas também disse que é preciso fiscalizar os gastos atuais com a limpeza pública, que é a base de cálculo para a TSU do próximo ano. “Quero convidar os vereadores para ir ao aterro sanitário, para na prática saber o que ocasionou um gasto de R$ 20 milhões para R$ 29 milhões entre um ano e outro”, explicou.
Jean Carlos informou que o gasto global do contrato com a GC Ambiental implica em uma média de R$ 2,8 milhões, que devem ser pagos à concessionária por mês, mas em outubro de 2015, a fatura chegou a R$ 4,1 milhões. Segundo ele, é preciso saber o motivo desses valores tão diferentes.
Com um levantamento da fiscalização, Jean Carlos acredita que será possível propor a modernização nos mecanismos de checagem do lixo que chega ao aterro sanitário. “O preço da tonelada está sendo observado?”, argumentou o vereador, que também disse que vai verificar se a prefeitura está cobrando de terceiros, que depositam resíduos no local para a gestão da GC Ambiental, como preconiza o Código de Resíduos Sólidos.
Defesa
O vereador Domingos Paula (PV), por sua vez, apresentou aos colegas, em plenário, alguns da Administração atual. “São dados que impressionam, executados em 109 dias desse novo governo”, ressaltou o parlamentar.
Segundo Domingos, foram limpos 8 mil lotes baldios, além de quase 300 áreas públicas, quantidade muito maior do que o tamanho de pelo menos 60 municípios goianos.
Domingos Paula citou ainda a varrição de 61 mil quilômetros de vias públicas e o plantio de cerca de 7 mil mudas nesse período. O vereador prometeu apresentar, nas próximas sessões, números da saúde e educação, como uma prestação frequente da gestão do prefeito Roberto Naves (PTB). (Com informações da Assessoria da Câmara Municipal)

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Tributos

Estado busca receber R$ 340 milhões de sonegação

21/09/2017

Cerca de mil autos de infração, referentes a 200 contribuintes em débito de ICMS foram encaminhados, esta semana, à Deleg...

Recuperação de dívidas reforça a receita dos cofres municipais

21/09/2017

A Prefeitura de Anápolis espera arrecadar cerca de R$ 18 milhões com o último Programa de Recuperação de Crédito (Refis...

Receita Federal fiscaliza imóveis

31/08/2017

Desencadeada em Goiás no último dia 28, pela Receita Federal, para complementar as ações de fiscalização da regularidad...

Arrecadação estadual cai 13%

20/07/2017

A arrecadação de tributos estaduais nas cidades com jurisdição na Delegacia Regional de Fiscalização de Anápolis caiu ...