(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Câmara aprova licença de 30 dias da vereadora Vilma

Política Comentários 22 de fevereiro de 2018

Neste período, não será necessário à Casa fazer a convocação do suplente para assumir a vaga da parlamentar


Durante a sessão ordinária da última terça-feira,20, os vereadores aprovaram, por unanimidade dos votos, pedido de licença, por motivos de saúde, da vereadora Vilma Rodrigues (PSC). Desde o início de fevereiro a vereadora está internada no Hospital Araújo Jorge em Goiânia fazendo tratamento para combater um craniofaringioma, um tumor benigno localizado na base do cérebro.
O presidente da Câmara Municipal, Amilton Filho (SD) explicou o que o Regimento Interno da Câmara Municipal e também a Lei Orgânica do Município determina sobre a necessidade do afastamento de vereadores de suas atividades no Legislativo por problemas de saúde.
“Nosso Regimento Interno preconiza que esse tipo de solicitação do vereador precisa do aval do plenário. Mas para que não haja qualquer tipo de especulação ou dúvida, vamos esclarecer como tudo funciona”, disse Amilton Filho.
O presidente detalhou que no dia 5 de fevereiro, quando os vereadores tinham que se apresentar para as atividades de plenário, para realização da primeira sessão ordinária do ano, a assessoria da vereadora Vilma Rodrigues apresentou uma documentação médica para justificar sua ausência com validade até o dia 18 de fevereiro.
“Como infelizmente essa ausência precisa ser prolongada, agora, no dia 19 foi protocolado um requerimento com pedido de licença da vereadora por mais 30 dias. O documento foi subscrito pelo líder do PSC na Casa, vereador Lélio Alvarenga”, mostrou.
Ainda de acordo com o presidente da Câmara Municipal, essa nova licença da vereadora Vilma Rodrigues não exige que se faça a convocação do suplente de seu partido. O novo documento aprovado pelo plenário na manhã desta quarta-feira, tem validade até o dia 21 de março.
“Deus queira que não, mas caso haja necessidade, a partir do dia 21 de março, se sua família ou os médicos que acompanham a vereadora julgar necessário prorrogar a licença, temos o prazo de 15 dias para convocar e dar posse ao suplente. Torcemos para que no dia 21 de março a vereadora possa retomar o seu espaço na casa e exercer o seu mandato conferido pelo povo de Anápolis”, concluiu Amilton Filho.
A vereadora Vilma Rodrigues foi eleita pelo PSC com 3.557 votos em sua primeira eleição disputa, no mês de outubro de 2016. Ela entrou para história política da cidade como a mulher mais bem votada das eleições municipais. No ranking geral, Vilma Rodrigues é a segunda vereadora a conseguir mais votos em uma eleição, ficando apenas atrás do recordista, Antônio Roberto Gomide, que em 2016 somou 11.647 votos.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

Derrota nas urnas e prisão. O inferno astral vivido por Marconi Perillo

11/10/2018

O ex-governador de Goiás por quatro mandatos, ex- Senador e ex-deputado Federal, Marconi Perillo (PSDB), vive um verdadeiro ...

Bezinho, suplente de Kajuru, fala sobre vitórias e projetos

11/10/2018

Considerado um fenômeno nas urnas das eleições deste ano, o vereador de Goiânia, Jorge Kajuru Reis da Costa Nasser, ocupa...

Vanderlan diz que revisão do pacto federativo é uma das prioridades, caso seja eleito no domingo

08/10/2018

Postulante ao Senado da República, Vanderlan Cardoso (PP) cumpriu uma extensa agenda de campanha em Anápolis, na última te...

Votar nulo ou branco não faz diferença

08/10/2018

Todo ano de eleição surgem as mesmas dúvidas: se mais da metade dos eleitores votarem em branco ou anularem o voto, a elei...