(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Clube completa 110 anos de serviços prestados

Geral Comentários 27 de fevereiro de 2015

Entidade participou, ao longo da sua história na Cidade, de ações para o desenvolvimento social, político e econômico da comunidade.


O Rotary Internacional completou, no dia 23 de fevereiro, 110 anos de existência. A instituição foi criada em Chicago (USA), no ano de 1905, pelo advogado estadunidense Paul P. Harris. Como uma das principais organizações de serviços à sociedade existente atualmente, o Rotary se destacou, à época de sua criação, como ‘um lugar onde profissionais com diversas formações poderiam trocar ideias e formar amizades significativas e para a vida toda’ - conforme definido no site www.rotary.org.
A instituição foi instalada no Município em 17 de outubro de 1941, sob a presidência de Achiles de Pina. Em Anápolis, o Rotary, composto por mais de 200 membros, é destaque por suas ações em favor dos menos assistidos e por se envolver em questões de cunho político-social que afetam a comunidade. Destacam-se campanhas em prol de crianças e adolescentes carentes; trabalhos de apoio a portadores de Síndrome de Down; atuação para a erradicação da Poliomielite no mundo; combate ao analfabetismo, defesa do meio ambiente e prevenção da violência e ao uso de drogas.
À época da gestão do ex-prefeito Pedro Sahium (2005-2008), o Rotary, em um trabalho conjunto com a Câmara de Vereadores e a população, atuou para que a área onde está o Parque Ipiranga não fosse leiloada, vitória reconhecida pelos membros rotários da Cidade. A Escola Estadual Rotary Donana, fundada pelos rotarianos, na década de 60, em Anápolis, é uma instituição em pleno funcionamento e atende a centenas de alunos.
O Rotary Clube de Anápolis mantém, ainda, uma parceria com a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), em que promove ações em educação, esporte, cultura e lazer para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Iniciativas ecológicas; campanhas de Natal, doações de cadeiras de rodas, palestras e entregas de cestas básicas, também, se destacam entre os projetos nos quais a ONG está envolvida.
De acordo com o presidente da Comissão de Imagem Pública do Rotary para os Estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal, Vander Lúcio Barbosa, “o Rotary promove reuniões entre seus companheiros e outros representantes da sociedade organizada, para debater, estudar e apresentar soluções para as autoridades constituídas, se for o caso”.
Vander Lúcio Barbosa destaca ainda que “o Rotary não é uma entidade política”. “Mas, lá, nós discutimos a política em todas as suas variações e mantemos relações de parcerias com outras organizações sociais e com governos de todas as esferas. Nós sempre estamos atentos aos bons costumes, aos bons valores”, acrescenta. Ele se mostra, ainda, animado com o trabalho da instituição: “O Rotary não é entidade filantrópica, mas, lá, nós praticamos a filantropia. Nós temos como princípio cidadão, como rotarianos, o de ajudar as comunidades menos assistidas em todos e quaisquer campos sociais”.
Vander Lúcio é o presidente eleito do Rotary Clube Oeste de Anápolis, para o ano-calendário 2015-2016; e tomará posse em julho. Para o juiz de Direito da Infância e da Juventude de Anápolis, Carlos Jose Limongi Sterse, membro do Rotary Clube Anápolis, “o Rotary é uma instituição que visa a prática do servir. Onde quer que o Rotary esteja, ele é um referencial. As pessoas que o compõem são pessoas de bem e que estão ali para trabalhar em prol da comunidade. Cada um com o seu conhecimento e com a sua especialidade. Unidos, esses conhecimentos e dons se potencializam e revertem em benefícios para a comunidade”.
O ex-prefeito de Anápolis, Eurípedes Junqueira (1974-1975), companheiro de Limongi no mesmo Clube, destacou que a entidade “é uma instituição internacional que tem como princípio o dar de si antes pensar em si. Tem como principal objetivo, além deste princípio maior, objetivo de unir os profissionais liberais em um elo de companheirismo e amizade em todo o mundo, buscando uma oportunidade de servir à comunidade a qual cada um pertence”.
William Leyser O’Dwyer, secretário estadual de Comércio Exterior é, também, um rotariano associado à ONG. “O Rotary tem sido um aliado do poder público, no sentido de fomentar a amizade e companheirismo entre vários setores, ou seja, através da ação dos rotarianos”. Ele conta com entusiasmo que sua família já faz parte da entidade há quase 70 anos, por meio de seu avô. “Isso significa a importância que o Rotary exerce na vida da minha família. Meu avô, meu pai eu e meus filhos fazemos e fizemos parte desta vitória. Isto aí já é uma declaração de que o Rotary é importante para nós. E, com isso, se temos alguma atividade na comunidade, significa que o Rotary esteve sempre ao nosso lado”, exalta.
Titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, Aline Soares Vilela é membro do Rotary Clube Jundiaí, único da cidade composto apenas por mulheres de vários segmentos. “Como rotariana, para mim é um prazer fazer parte desta organização que tem 110 anos de trabalhos prestados aos menos favorecidos, alicerçado na premissa maior de dar de si”, destaca. O Rotary Jundiaí atua na assistência a crianças vulneráveis. Ela destaca a “importância de inclusão dessas crianças na sociedade”.
Natalina Fernandes é presidente do Rotary Clube Anápolis Leste. Em Anápolis, é presidente da União Literária Anapolina e da Academia Anapolina de Letras. Ocupa, também, a cadeira 14 da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás. “O Rotary é a maior organização internacional do mundo em prestação de serviços humanitários. É devido à sua importância que ele tem mais de um século de existência. São mais de 34.000 clubes no mundo, realizando projetos sustentáveis, transformando vidas, dando oportunidades a quem nunca teve”, exalta.
A odontóloga Vera Lúcia Camilo, também, é membro do Rotary Leste. Ela foi eleita governadora do distrito 4530 para o próximo ano-calendário, sendo a única mulher da região a ocupar o cargo até hoje. “Eu não imaginava a dimensão, a grandeza que é o Rotary”, vislumbra. Ela destaca a iniciativa da entidade para acabar com a poliomielite no mundo. “Nós já conseguimos muito sucesso”. E, destaca as ações da instituição, “ajudando a comunidade a se desenvolver”. “O que vamos levar desse mundo se não pudermos ajudar a uma pessoa?”, indaga. “Seja um presente para o mundo”, aconselha, citando a frase que será o próximo lema das ações do Rotary em nível internacional.
O advogado William Baird Fanstone é um dos companheiros filiados ao Rotary Clube Anápolis Norte. Ele destaca que a entidade tem “serviços prestados” em importantes instituições, como a Santa Casa de Misericórdia. “O Rotary é uma atividade interessante porque ele não é filantrópico, mas ajuda muito (às pessoas)”, pontua. Bill Fanstone destaca a presença na instituição de “profissionais de várias áreas” e exalta o “companheirismo” entre os membros. E, menciona pessoas que “não conheceria se não fosse pelo Rotary”. Disse, ainda, que a presença de sua família no Rotary teve início com seu pai, James Fanstone, fundador do Hospital Evangélico Goiano.
O produtor fotográfico Wender Maycon Pinheiro faz parte do Rotary Club Novas Gerações. “O meu conceito de Rotary, o primeiro princípio do Rotary é a amizade. A partir do momento em que você participa do Rotary, você consegue fazer novos amigos e, a partir daí, uma nova família, que é a família rotária”, explicita. Wender menciona o motivo de tantas pessoas contribuírem para o trabalho do Rotary: “Conseguimos fazer boas ações, muitas portas se abrem, porque as pessoas confiam muito nos rotarianos”. Ele exalta importantes “benfeitorias na cidade”, como a Caminhada Anual da Síndrome de Down do Rotary Jundiaí. E ressalta iniciativas como programas de intercâmbio que permitem a jovens de todo o mundo estudarem em Anápolis. E que leva anapolinos para diversas partes do globo.
O empresário Munir Caixe é membro do Rotary Club Anápolis Oeste. “Eu fui o primeiro presidente e fundador em 1963”, relembra. “São 42 anos de Rotary”, diz em tom de euforia. “Se eu estou até hoje na ativa, frequentando o Rotary, acredito que seja porque o Rotary é uma entidade que presta serviços aos menos favorecidos. E, eu acredito demais nesta instituição”, explicita. Munir citou que o Rotary é o principal arrecadador financeiro mundial para o combate à Poliomielite no mundo e mencionou campanhas de doação de sangue, e doação de agasalhos. A instituição foi responsável pela implantação de um consultório odontológico na Escola Municipal “Clóvis Guerra”, na Vila Jaiara, e de um posto de saúde no povoado de São Vicente (Igrejinha).
No mesmo Rotary está o oftalmologista Pedro Paulo Caiado Canedo. Ele explicou que “o Rotary implementa, através dos diversos clubes no mundo inteiro, projetos comunitários que procuram sanar problemas críticos das sociedades”. “As preocupações atuais que influenciam a atuação no Rotary, que através do espírito coletivo de cooperação mostram a importância do servir”, concluiu.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...