(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Clique na imagem para ler a coluna - Ed.492

Causos de Polícia Comentários 31 de outubro de 2014

Notas Gerais


O “di menor”
“Pega ladrão... pega ladrão...”, gritava, desesperadamente, o Everton, correndo atrás de dois sujeitos nas proximidades do Terminal Urbano. Nisto, a viatura comandada pelo Sargento Márcio ia passando. Os militares correram atrás da dupla. Um conseguiu escapar, mas, o outro, o menor (17 anos) de inicial K foi detido. Com ele, estava o celular do Everton. Sem muito esforço o “di menor” confessou que era o autor e que não foi a primeira vez que cometera um furto. Foi levado, mais uma vez, para o plantão.

Assaltadas no trabalho
Aline e Adriana são duas moças trabalhadoras e honestas. Esta semana elas estavam em seu local de trabalho, no Jardim Europa, quando dois elementos (um gordo aparentando 30 anos e um alto e jovem) chamaram no interfone e disseram que eram funcionários de uma empresa de engenharia e que estavam ali para acertarem alguns detalhes. As duas, coitadas, abriram. Mas, os “engenheiros” eram, de fato, dois bandidões, que levaram os aparelhos celulares das vítimas, além de R$ 150 mil em dinheiro e cheques. Ato contínuo, fugiram em um carro Golf de cor prata. Antes, deixaram as duas presas em uma sala. Ocorrência atendida pelo Cabo Hercílio e pelo Soldado Cavalcante.

Confusão geral
Uma da tarde e estourou uma confusão no Residencial Flor de Lis envolvendo o Marcos Paulo; o Damásio, o Adriano e a Simone. Tudo por conta da colocação de material para construção e uma moto sobre a calçada. Marcos Paulo pegou uma faca e Adriano pegou um enxadão. Todo mundo correu, mas alguém chamou a polícia. Em dois minutos já estavam lá o Sargento Edvaldo e o Soldado Lusimar. Foi o mesmo que jogar água no fogo. Todo mundo ficou bonzinho. Mesmo assim, os brigões foram levados para o plantão policial.

Visita fatal
Vantuir chegou à casa de sua cunhada, na Vila Nossa Senhora D’Abadia, pouco mais de nove da noite. Desceu para tocar a campainha. Foi quando sentiu uma coisa fria encostando em seu pescoço. Assim que se virou, deparou com um revólver que não tinha mais tamanho apontado para sua cabeça. Ele pensou que iria embora desse mundo cruel naquele momento. Mas, deu sorte. O bandido queria, somente, seu dinheiro, coisa de R$ 3 mil em cheques e R$ 150 em dinheiro vivo. O cara havia descido de um carro Gol de cor branca e não conversou muito. “Tio, sei que o senhor tem grana aí. Passa logo, que fica tudo na boa”, falou o assaltante. Vantuir, sem nada a fazer, entregou tudo, inclusive as chaves de sue carro, um Eco Sport e, depois, chamou a polícia, sendo atendido pelo Cabo Plínio e pelo Soldado Branco.

Casos de família
Albert é casado com Helena. Esta semana os dois se desentenderam, mais uma vez, depois de tomarem todas. Albert, então, resolveu estrangular Helena, agarrando seu pescoço e apertando com as duas mãos. Ela gritou, gritou e foi socorrida pelo irmão, o Edgard. Este, estava separando a briga, quando Albert aplicou-lhe uma mordida que mais parecia a de um Pit Bull. Ficou o buraco no braço. Albert, não satisfeito, disse que iria matar todo mundo. Só não contava com a chegada do Cabo Mota e do Soldado Douglas. Quando viu os policiais, ele desconversou, disse que estava nervoso, que amava a Helena e que gostava, muito, do cunhado Edgard. Mas, não convenceu os agentes da lei, que o levaram para mostrar sua brabeza ao delegado de plantão. Chegando lá, ele ficou quietinho, na maior humildade do mundo.

Até de bike
João Maike vinha pela Avenida Comercial, Bairro de Lourdes, quando foi abordado por dois elementos em duas bicicletas. Dois garotos, por sinal. “E, aí, gente fina, vai rolar alguma coisa?” perguntou um deles. “Tô fora, cara, sou da paz”, respondeu o João. “Seguinte, chefia, a gente precisa de uns trocos e qualquer coisa que você passar, já tá bom”, disse o outro assaltante. Para provar que não estavam brincando, exibiram um revólver que mais parecia um canhão. Diante de tamanho convencimento, João Maike entregou o celular e R$ 150 em dinheiro. A dupla agradeceu e sumiu pedalando. João chamou a polícia e foi socorrido pelo Sargento Almeida e pelo Soldado Félix. Os dois saíram em perseguição e localizaram o Wellington, um dos assaltantes. Ele acabara de completar 18 anos (no dia 08 de setembro) e foi preso com um revólver Smith And Wesson, calibre 32. O outro se escafedeu. Os policiais disseram que vão encontrá-lo. Mais cedo, ou, mais tarde.

Confusão no trânsito
O Charles, de 29 anos, bateu sua moto Honda na moto Honda do Paulo, este com 53 anos. Foi no centro da Cidade. Com ferimentos, ambos foram levados para o Hospital Municipal. Lá, o Charles ficou sabendo pela enfermeira que o atendia, que o Paulo estava bêbado. A polícia foi acionada e o Sargento Santos, juntamente com o Soldado Hygor, levou os dois para o Posto da Polícia Rodoviária Federal, e solicitou que eles assoprassem um aparelhinho carinhosamente chamado de bafômetro. Eles assopraram e, para a surpresa de todos, quem estava com álcool no sangue era o Charles. Paulo estava “limpo”. Mas, como não tinha habilitação, foi feito um TCO (termo circunstanciado de ocorrência) em seu desfavor, além de uma multa por dirigir sem habilitação.

Briga doméstica
Vilma disse ao Cabo Plínio e ao Soldado Branco, que o seu marido, o Theomar, pediu-lhe as chaves do carro para dar umas voltas. Ela negou e o Theomar ficou uma fera, o que motivou o acionamento dos militares que conduziram o casal para o plantão de polícia. Em lá chegando, o delegado passou uma carraspana nos dois e falou que não iria perder tempo com briguinha de marido e mulher. Mandou-os de volta para casa.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...