(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Cinco eleições em uma, além de muita indefinição para as urnas

Política Comentários 05 de janeiro de 2018

Quadro político, neste começo de ano, ainda carrega dúvidas, seja para as eleições majoritárias ou proporcionais


As eleições deste ano prometem muitas novidades. Por enquanto, a movimentação entre os partidos e pretensos candidatos se restringe às conversas e definições de estratégias. A eleição presidencial, por exemplo, está numa espécie de compasso de espera sobre o futuro do ex-presidente Lula. Se vier a sofrer condenação em segunda instância na Justiça Federal, o petista pode ficar fora da disputa, o que deixa o cenário totalmente modificado. Se for candidato, Lula é um nome de peso e, dessa forma, seus adversários terão de alinhar forças para derrotá-lo. Este alinhamento deve ter reflexo nos estados e, dessa forma, todos acabam neste compasso de espera.
A eleição para o Governo de Goiás tem, por equanto, uma polarização entre dois pretensos candidatos: o vice-governador José Eliton, do PDSB, e o senador Ronaldo Caiado, do DEM. Obviamente, outros nomes vão surgir na disputa e esta polarização pode se desfazer. Mas, o fato é que, neste caso, fica evidente que o os tucanos e democratas não estarão juntos. O PT tem como prioridade a eleição de Lula, se o mesmo for candidato. Pode, até, não lançar nome e apoiar outro partido, como o PMDB, se este seguir com o seu presidente Daniel Vilela, outro pretenso candidato a Governador. Mas, a ala ligada ao prefeito de Goiânia, Iris Rezende, está mais propensa a apoiar Ronaldo Caiado.
Há muita gente apostando que a disputa poderá ter uma novidade: uma provável candidatura do atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy. Ele se projetou na Câmara Federal, foi indicado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia, para fazer parte da equipe de Michel Temer e já teve passagem no Governo de Goiás, na então cobiçada Secretaria de Indústria e Comércio. Ou seja, tem credenciais para entrar na disputa. Mas, ele pode também optar em disputar a reeleição para Deputado Federal, com chance muito grande de vitória. Por equanto, Baldy não dá pistas sobre o seu projeto político e, ainda, vai definir o partido ao qual irá se filiar.
A disputa das duas vagas de Goiás no Senado da República também está em compasso de espera. Neste caso, aguarda-se a definição do governador Marconi Perillo se ele vai, ou não, disputar o cargo. Com a projeção que tem o seu nome, ele dificilmente não seria eleito. A não ser por algum fator novo. Assim, restaria uma vaga, já com dois fortes concorrentes: os atuais senadores Wilder Morais (PP) e Lúcia Vânia (PSB).
A eleição para Deputado Estadual também segue sem muita definição. É certo que quase a totalidade dos 41 parlamentares vão buscar a reeleição para o cargo. No caso de Anápolis, a expectativa é que sejam lançados muitos nomes, o que acaba por pulverizar os votos, além daqueles que são dados para candidatos de fora. As estratégias de alianças e dobradinhas com candidatos a deputados federais são muito importantes nesta eleição, que tem um número significativo de concorrentes. Na eleição de 2014, foram 847 concorrentes. O que dá uma média superior a 20 candidatos por vaga. É um “vestibular” concorrido.
A partir de abril, com as filiações e desincompatibilizações definidas, é provável que se forme um cenário mais sólido para o eleitor que, por equanto, acompanha de longe tudo o que está acontecendo e as intermináveis especulações (inclusive, desta matéria). Mas, isso também faz parte do jogo, que está, apenas, começando.

Autor(a): Claudius Brito

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Política

“Coloco o meu trabalho e minha história para o eleitor de Goiás”, diz Odilon

14/09/2018

Pela terceira vez na disputa de uma vaga na Assembleia Legislativa de Goiás, o advogado e empresário Odilon de Oliveira, do...

Lúcia Vânia teve movimentada agenda em Anápolis esta semana

14/09/2018

Candidata à reeleição pelo PSB, a Senadora Lúcia Vânia cumpriu agenda em Anápolis na última quarta-feira, 12. O primei...

Kátia Maria diz que “time de Lula” está motivado para buscar votos

06/09/2018

A candidata do Partido dos Trabalhadores, Kátia Maria, fez campanha em Anápolis na última quarta-feira, 05. Ela participou...

Alckmin: campanha em Goiás começa com o “pé direito” por Anápolis

06/09/2018

O candidato à presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckimin, esteve em Anápolis na noite da última quarta-feira,0...