(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Chegou a hora de fazer um check-up médico?

Saúde Comentários 16 de fevereiro de 2017

Exames preventivos podem identificar fatores de risco cardiovasculares e estágios iniciais de alguns tipos de câncer inaparentes


Há quem ainda pense que check-up médico é sinônimo de exames muitas vezes desnecessários e onerosos. Mas ninguém discute que a maioria dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares e os estágios iniciais do câncer são assintomáticos e precisam ser diagnosticados precocemente.
Não fossem os exames preventivos, como então identificar males inaparentes como hipertensão, glicose e colesterol elevados, alterações iniciais dos rins, disfunções da tireoide, nódulos mamários, lesões no colo uterino e câncer de próstata?
Há consenso que, seja sob o nome de check-up ou de consulta preventiva, ninguém deve deixar de realizar avaliações médicas periódicas. Crianças devem visitar anualmente o pediatra. Adolescentes devem ir ao ginecologista à partir da puberdade. Adultos devem fazer o check-up de prevenção de doenças crônicas à partir dos 30 anos, ou antes se houver alguma dúvida ou sintoma.
No Brasil, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte, seguida do câncer. Quem tem história familiar de infartos, derrames, angioplastias coronárias, cirurgias de pontes de safena ou mamária e doenças cardíacas congênitas deve estar mais atento e buscar uma avaliação cardiológica mais precoce.
Há, em geral, dois tipos de check-up: o executivo – em que se faz uma série de exames e consultas de diferentes especialidades em um só dia; e o individualizado – no qual o cardiologista ou o clínico, em uma consulta, solicita os exames pertinentes às necessidades de cada indivíduo, gênero, idade, profissão etc.
Sejam eles mais complexos ou mais objetivos, os check-ups constituem uma importante forma de preservar a saúde e prevenir doenças. Defina a forma de check-up que mais se adapta ao seu estilo e ao seu bolso, escolha o médico ou o serviço de saúde de confiança, mas não deixe de incluí-lo em sua lista de metas a serem cumpridas neste e em

Autor(a): Everthon Daer

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Saúde

Anápolis tem alta incidência de sífilis

20/10/2017

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o Boletim Epidemiológico da Sífilis, publicação técnica da Coordenação Estad...

Goiás registra queda nos casos de catapora

05/10/2017

A catapora, cientificamente chamada varicela, é uma infecção viral primária, aguda, altamente contagiosa, caracterizada p...

Protesto contra a falta de insulinas

28/09/2017

A falta de regularidade na dispensação de insulinas e insumos aos diabéticos cadastrados em um programa mantido pela Prefe...

Região de Anápolis mantém baixa em novos casos de dengue

21/09/2017

Anápolis pode fechar 2017 com bons indicadores em relação à dengue. Desde o início do ano, o Município mantém uma baix...