(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Cerest traz espetáculo “Cidade Azul”

Cultura Comentários 31 de maio de 2013

A peça será assistida por alunos da rede municipal de ensino e autoridades que defendem os direitos das crianças e adolescentes


Com o objetivo de marcar a passagem do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, lembrado em 12 de junho, a Secretaria Municipal de Saúde e o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), trazem para Anápolis o espetáculo Cidade Azul, da Companhia Trucks, de São Paulo.
As apresentações serão feitas para crianças da rede municipal de ensino de 03 a 05 de junho no Teatro Municipal. Na segunda-feira, 03, às 19 horas, no mesmo local, o espetáculo também será oferecido para as autoridades do município engajados na defesa dos direitos da criança e do adolescente. O espetáculo que fala principalmente da desigualdade social, chama a atenção sobre os riscos que uma criança corre quando está nas ruas.
O objetivo é que os alunos entendam que possuem direitos à educação, pleno desenvolvimento físico e psicológico, lazer e principalmente lembrá-los que essas condições de trabalho são prejudiciais a sua saúde. De acordo com dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui hoje cerca de um milhão e meio de crianças e adolescentes exploradas no trabalho. A maior concentração é no Nordeste, mas foram as regiões Sul e Centro-Oeste que apresentaram maior crescimento de mão de obra de crianças e adolescentes no campo.
“Lugar de criança é na escola, no lazer e em casa, rodeadas de todo carinho e afeto”, destaca a coordenadora do Cerest, Ana Cláudia Dezzen. Segundo ela, a ideia de trazer o espetáculo em Anápolis foi de mobilizar o município a buscar as crianças que trabalham e não frequentam a escola e enquadrá-las de forma efetiva dentro de sua própria infância. “Uma das grandes preocupações do Cerest hoje, é que sabemos que existem crianças trabalhando, sendo exploradas, mas não existem notificações e queremos mudar isso”, diz.
Ainda, para Ana Cláudia Dezzen, nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Anápolis, investiu muito em educação e em estratégias para que as crianças tenham mais qualidade de vida. “São muitos os projetos que tiram as crianças das ruas como o Samuzinho, Bombeiro Mirim, Cidadão do Futuro, Projovem, Esporte para Todos, Zatopek, Peti, Programa Viva a Vida, além das escolas de artes, música, teatro e dança e o Centro de Educação Unificada (CEU) que é uma escola de tempo integral”, conta.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Cultura

Escola de artes oferece oficina de gravura em metais

16/11/2018

A Escola de Artes Oswaldo Verano, unidade cultural de formação mantida pela Prefeitura, vai ofertar uma oficina de aplicaç...

Monty Python chega a Anápolis pela Companhia Cotovelo, do DF

16/11/2018

A Companhia Cotovelo é uma companhia de Brasília formada por quatro integrantes que trabalham no espaço Casa dos Quatro, o...

Lei Goyazes prorroga prazo para inscrições de projetos

25/10/2018

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), por meio do Programa de Incentivo à Cultura – Lei Goyaze...

“Drama de um doente imaginário” em cartaz

27/09/2018

Um senhor hipocondríaco decide casar sua filha com um médico para abater os custos com a sua saúde. Este é o início da ...