(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Celulares irregulares serão bloqueados em dezembro

Segurança Comentários 11 de outubro de 2018

São irregulares os celulares não certificados ou que tenham o IMEI adulterado, clonado ou tenham passado por outras fraudes


Portadores de aparelhos de telefone celular irregulares estão sendo notificados através de mensagens enviadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que não poderão mais utilizar as redes de nenhuma operadora nacional. O programa ‘Celular Legal’, criado pela Anatel, passou a funcionar nos estados de Goiás, Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Tocantins, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul desde o dia 23 de setembro último. E, a partir do dia 8 de dezembro, todos os celulares que foram notificados serão bloqueados.
Os consumidores que estejam utilizando aparelhos irregulares antes dessa data não serão desconectados caso não alterem o seu número. Já aqueles que conectarem a rede aparelhos irregulares durante esse período serão notificados por SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas redes de telecomunicações.
Essa ferramenta funciona em parceria com as prestadoras de telefonia móvel, a Polícia Federal e as Secretarias de Segurança Pública do estado no combate ao uso de aparelhos celulares roubados, furtados, extraviados ou adulterados e não certificados pela Anatel.
Os consumidores que estiverem utilizando aparelhos irregulares receberão mensagens alertando sobre o problema na seguinte forma:
Mensagem de notificação - Os aparelhos irregulares receberão mensagens, enviada pelo número 2828: “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em XX dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”
Mensagem de bloqueio - À véspera do bloqueio dos aparelhos que será feito a partir de 8 de dezembro de 2018, o consumidor receberá a última mensagem apresentando a seguinte informação: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX”
Orientação - O consumidor deve buscar comprar os aparelhos em lojas de confiança e evitar compras de origem da China ou marcas e modelos que não são vendidos no Brasil, alem de verificar se o celular é certificado pela Anatel.
Celulares estrangeiros - No Brasil, celulares comprados no exterior vão continuar funcionando, desde que sejam certificados por organismos estrangeiros equivalentes à agência reguladora. Não são considerados irregulares os aparelhos adquiridos por consumidores no exterior que, apesar de ainda não certificados no Brasil, tenham por origem fabricantes legítimos.
É importante ressaltar que, caso as operadoras não tenham enviado mensagens notificando sobre o problema e, ainda assim, o consumidor tenha o celular bloqueado, ele poderá procurar o Procon Goiás para sanar dúvidas e/ou efetuar reclamações. O consumidor pode entrar em contato com o PROCON Goiás por meio do disque denúncia 151 ou pelo telefone (62) 3201-7124 e, ainda na sede do órgão de defesa do consumidor, que fica na Rua 8, nº 242, no Centro de Goiânia. Outro canal de atendimento é o ProconWeb (https://proconweb.ssp.go.gov.br).


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

Baixe o PDF de Edições Anteriores

Arte em Propaganda Arte em Propaganda

+ de Notícias Segurança

Ministério Público cobra investimento no sistema prisional

07/12/2018

O coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público de Goiás, Luciano Miranda Meireles, juntamente...

Parceria prevê mais 350 câmeras

07/12/2018

A Prefeitura de Anápolis, representada pelo Observatório Municipal de Segurança, e a empresa Enel devem bater o martelo, n...

Milhões de brasileiros são vítimas de fraudes

23/11/2018

Um levantamento da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil...

Promotor exige lanche noturno para presos

16/11/2018

O Promotor de Justiça Marcelo Celestino instaurou incidente de desvio de execução contra a Diretoria-Geral de Administraç...