(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Celg D: Governo e Enel discutem transição da gestão da companhia

Geral Comentários 09 de dezembro de 2016

Foi o primeiro encontro após o leilão de venda da empresa de energia, que terá agora ao comando de um grupo investidor da Itália


O governador Marconi Perillo recebeu nesta quinta-feira,08, no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, a diretoria da Enel, empresa italiana vencedora do leilão de privatização da Celg. Acompanhado pela secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, pelo presidente da Celg D, Sinval Gama, e o presidente da Celg Par e GT, Fernando Navarrete, Marconi discutiu com o presidente da Enel, Carlo Zorzoli, e com a diretoria da empresa, o cronograma de transição da gestão da Celg D e os investimentos que serão feitos na companhia.
É a primeira reunião entre o governador, o presidente e diretores da Enel após o leilão da Celg. “O presidente Carlo Zorzoli falou dos propósitos da empresa, dos investimentos que serão feitos, da transição que está sendo encaminhada, dos próximos passos. Eu e meus secretários falamos da importância da aquisição da Celg pela Enel, que é uma das maiores empresas de energia do mundo. É um gigante no mundo e agregará muito valor à nossa economia. Reitero a alegria e a satisfação em ter a Enel consolidada em Goiás na geração de energia, em Cachoeira Dourada, e agora na distribuição, com a aquisição da Celg”, ressaltou o governador. Ele afirmou que as reuniões serão recorrentes para definição do cronograma e o portfólio dos investimentos que serão feitos no Estado para melhorar a eficiência energética e o atendimento às demandas reprimidas. “Eu posso dizer que foi uma conversa muito boa, essa conversa preliminar, e daqui para frente vamos ter outras conversas. Eles já começaram também a conversar com o setor produtivo, e haverá, de nossa parte, total interesse em colaborar para que a Enel se consolide aqui em Goiás e no Brasil”, afirmou.
Antes, o presidente da Enel e diretores estiveram reunidos com o presidente da Fieg, Pedro Alves, com quem iniciaram o diálogo com o setor produtivo. Zorzoli disse que o intuito da empresa é se tornar parceira definitiva do Estado. “A reunião foi ótima. Confirma a nossa impressão de Goiás como um Estado importante de desenvolvimento, e nossa ideia de nos posicionarmos como parceiro do Estado. Uma companhia energética só pode se dar em uma economia que se desenvolve. E, sem energia, a economia não se desenvolve. Então nós queremos fazer parte desse círculo virtuoso de apoio ao crescimento do Estado para crescermos também”, declarou.
Zoezoli ressaltou que Enel fará investimentos anuais e trará também sua tecnologia para a Celg. “Vamos trazer investimentos anuais e tecnologia. E com esse cardápio, junto com a sociedade e as autoridades, estamos seguros de que conseguiremos fazer um bom trabalho para o benefício da economia e dos cidadãos goianos; assim como da própria companhia”, disse.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Capitão Waldyr pode ser nome da Plataforma

13/07/2017

Decano da indústria, com uma folha de mais de 60 anos prestados aos classismo e, em especial, à Federação das Indústrias...

Prevista redução de construtores com novas exigências do MC

13/07/2017

A exigência do Ministério das Cidades para que todos os pequenos e médios construtores tenham o Cadastro Nacional da Pesso...

Anápolis presente no Conselho Nacional de Juventude

06/07/2017

A assessora de juventude da Secretaria Municipal de Cultura, Larissa Pereira, foi eleita para ocupar uma das três cadeiras d...

Ubiratan Lopes é empossado na presidência da FACIEG

29/06/2017

O empresário anapolino Ubiratan da Silva Lopes foi empossado na presidência da Federação das Associações Comerciais, In...