(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.530

Causos de Polícia Comentários 30 de julho de 2015

Notas Gerais


Deu sorte


A Daiane parou o seu Corsa branco no estacionamento da Cadeia Pública (Centro de Inserção Social “Monsenhor Luiz Ilc”) e pensou: “aqui tá seguro, tem polícia pra todo lado!”. Mas, estava redondamente enganada. Quando voltou, não viu mais o carro. Entrou em desespero e pediu socorro. Isto era por volta de seis e meia da tarde. E, quando eram nove e pouco da noite, felizmente, o veículo foi localizado na Vila Santa Maria de Nazareth, perto do Ribeirão Antas. Próximos ao carro estavam dois homens que, quando viram a viatura, sacaram armas e dispararam. Os policiais revidaram e os elementos sumiram no meio de uma mata nas proximidades.


 


Galos e polícia


O Evaldo improvisou uma rinha de galos em uma chácara perto de Anápolis. E, o local vinha sendo bem frequentado. Mas, esta semana a polícia bateu lá, devido a uma denúncia anônima. Na ocasião, estavam presentes alguns apostadores, vários deles com equipamentos próprios para esta prática ilegal, como esporões de aço; tesouras, porta-bicos e outros. Levado ao Plantão, o Evaldo disse que não via crime algum. “Galo briga mesmo, é da natureza deles, é o instinto deles”. Mas, os policiais não concordaram, pois esta prática é tipificada como crueldade contra animais.


 


Confusão por moto


Quando a polícia chegou à Rua Lucivanda, no Adriana Parque, um grupo de pessoas estava segurando o Danilo. Ele gritava: “Gente, me solta, eu não fiz nada. Só estava ajudando um carinha a empurrar esta moto...”. A moto em questão era uma Honda Biz que, segundo o Djalma, era de seu sobrinho e havia sido furtada. E, o Djalma prosseguiu: “Fiquei sabendo que dois camaradas estavam empurrando uma moto e vim correndo pra cá. A moto é essa mesma. O outro elemento fugiu”. Então, os policiais decidiram levar todo mundo para o DP, onde as coisas seriam esclarecidas.


 


Mulher assaltada


Maria José, cidadã trabalhadora, cumpridora de seus deveres, vinha toda tranquila pelas ruas do Jardim Santana. Escutou o barulho de uma moto e, quando voltou para prestar mais atenção, viu um revólver apontado bem no rumo de sua cabeça. Era o sujeito que estava na garupa e que falava assim: “Olhaí, tia... se não quiser morrer, passa logo a bolsa e não fala nada...”. A Maria, coitada, sem ter qualquer chance de correr, ou, reagir, entregou a bolsa, com 50 reais, cartões de bancos e documentos. Os bandidos sumiram na primeira esquina. O relógio marcava onze e meia do dia.


 


Ciúmes da ex


O Cléber vive com a Vanessa. Mas, já viveu com outra mulher. E, é essa outra mulher que incomoda a Vanessa. Cléber disse que ela tem muito ciúme dele com a ex. Esta semana o caldo entornou. Da discussão para a troca de tapas, foi um pulo. Bateram e apanharam reciprocamente. Mas, a Vanessa, esperta como é, pegou uma faca de cortar pão e acertou o braço do Cléber. O “melado” escorreu na hora. “A próxima vai ser na sua garganta...” vaticinou a mulher, muito enfurecida. O Cléber não quis pagar para ver, correu e foi parar na delegacia. Cinco da tarde, em Terezópolis de Goiás.


 


Assaltados na rua


Caroline vinha com seu namorado pelas ruas do Itamaraty 4ª Etapa, quando se aproximou uma moto azul, com dois elementos. Eles não deram bola. Mas, a moto parou bem rente ao casal. Aí, caiu a ficha: “É assalto, vamos correr”, disse o namorado da Caroline. Mas, não deu tempo. O garupa disse: "Corre que eu corro atrás e enfio essa faca na sua barriga”. O casal parou e foi rendido, tendo de entregar duas bolsas com produtos cosméticos no valor de 1.500 reais.


 


Briga de casal


Já passava de onze da noite quando o Sargento Rosonei foi chamado para atender a um caso de violência doméstica. Isto, na Avenida Anderson Clayton. Ao chegar, o policial encontrou a senhora Cleonice ferida na cabeça. “Ele pegou um cabo de vassoura e me bateu, autoridade!”, disse a mulher. Ele, no caso, era o Evaldo, que foi encontrado e conduzido ao Plantão Policial. O Evaldo disse que, mesmo estando separado da Cleonice, esta vive a importuná-lo. Mas, o Sargento, por dever de ofício, encaminhou a mulher para o Hospital Municipal, via Corpo de Bombeiros. E, o Evaldo, para o Plantão Policia, via RP.


 


Adeus caminhonete


O Wender foi para a academia e malhou até ficar ensopado de suor. Tomou banho, vestiu a roupa, pegou seus equipamentos e entrou na caminhonete S-10. Iria para casa tomar um lanche e dormir. Pouco adiante, resolveu trocar o CD para ouvir outra música. Parou a caminhonete e quando menos esperava, foi abordado por dois homens. “Desce e corre. Se não descer, e correr, vai morrer”, sentenciou um dos assaltantes. O Wender nem discutiu. Desceu depressa e ficou caladinho. Os dois bandidos funcionaram a caminhonete e desapareceram pelas ruas da Vila Nossa Senhora D’Abadia.  Nove da noite, em ponto.


 


Hora errada, local errado


O Júnio estava sentado próximo ao Parque da Matinha, isto às três e dez da tarde. Policiais do 28º Batalhão acharam estranho e o abordaram. “Fazendo o quê aí, chefia?” perguntou o PM. “Nada não, autoridade. Só dando um tempo”, respondeu o Júnio. “Então, você não se importa se a gente verificar o que tem nos bolsos?” retrucou o PM. “Tem nada não, nem precisa”, disse o Júnio. “Mas, eu faço questão”, rebateu o policial. Aí, não teve jeito. O Júnio estava com algumas porções de maconha, uma balança e uma faca. Tem mais: seu celular não parava de tocar. Eram “clientes” encomendando drogas. Dançou...

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...