(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.516

Causos de Polícia Comentários 23 de abril de 2015

Notas Gerais


Assalto covarde
Maikon Douglas, quase xará daquele artista famoso, estava em companha da namorada Cristiane, na cidade vizinha de Goianápolis, a ‘Capital do Tomate’ e terra de Leandro e Leonardo. Em dado instante, ela estacionou seu Fox G-II e iniciou um bate-papo dos mais animados com o namorado. E, tão animados estavam, que nem perceberam a chegada de dois elementos. Mesmo sem serem convidados, eles entraram na conversa e foram logo dizendo que eram bandidos. Mandaram o casal passar para o banco traseiro e saíram em grande velocidade. O casal ficou por mais de duas horas em poder dos bandidos fortemente armados. Depois, Maikon e Cristiane foram deixados em uma estrada vicinal na região do DAIA. Os assaltantes levaram o carro; os celulares; dinheiro, documentos e outros objetos.

Sem o celular
Faltavam dez minutos para as oito da noite e a Tayane caminhava apressadamente para chegar em casa, no Parque dos Pirineus. Foi quando ouviu o barulho estridente de uma moto. Olhou parra trás e viu dois elementos. O garupa lhe apontou um objeto. Era um revólver que não tinha mais tamanho. Rendida, Tayane teve de entregar o celular; a bolsa, documentos e objetos pessoais. Os bandidos saíram voando baixo. Depois, refeita do susto, ela chamou a polícia e ficou sabendo que uma dupla, semelhante à que lhe havia abordado, anda praticando assaltos naquela região.

Muita brabeza
Raimundo e Lidiane já foram bons amigos e bons amantes. Mas, isto é passado. Já não se amam mais. Esta semana, o caldo entornou e ele disse que iria mandá-la residir no Vivian Park, mais precisamente no cemitério que existe ali. Ela acha que ainda está muito nova para deixar este mundo e resolveu pedir ajuda. E foi pedir, justamente, à Polícia Militar. Os policiais foram atrás do autor da ameaça e encontraram-no no Bairro de Lourdes. Com ele uma mochila. Dentro da mochila, um facão que mais parecia uma espada de kung-fu. Preso em flagrante, Raimundo foi levado ao plantão policial. O delegado arbitrou uma fiança de três mil reais. Raimundo não tinha nem um tostão. Assim sendo, foi levado para o hotel do Governo, mais conhecido por Cadeia Pública, no Jardim das Américas III Etapa.

Adeus moto querida...
Diogo ia em sua moto pela Avenida Pedro Ludovico. De repente, outra moto emparelhou-se com ele. Na outra moto estavam dois elementos. Um deles, em tom ameaçador, disse: “Amigão, acho que você vai acabar de chegar em casa à pé... Nós somos dois e precisamos de duas motos. Além disso, é bom fazer uma caminhadinha...”. Tudo isto com um baita 38 apontado para a cabeça do Diogo. O que ele fez? Entregou a moto e abaixou a cabeça. Quando os bandidos iam saindo ele ainda disse: “O tanque está quase cheio. Abasteci hoje de manhã...”.

Bateu na esposa
Os policiais da Viatura 8411 foram cercados por um garoto desesperado que, aos prantos, gritava: “O pai tá batendo na mãe e disse que vai matar ela”. Isto quase cinco da tarde, no Bairro de Lourdes. O garoto apontou a casa e os PMs foram para lá correndo. Ao chegarem, ainda viram o Braz estrangulando a Patrícia. E, ele, ainda, tentou justificar dizendo: “Né nada não, gente... é briguinha de casal...”. Mas, a mulher mostrou os sinais de esganadura, lesões no pescoço e confirmou as agressões. Além disso, alguns vizinhos se prontificaram a testemunhar contra o Braz. Ele foi preso e o caso encaminhado para a delegacia competente.

Encarou a PM
No Bairro Bonsucesso, o Rodrigo iniciou uma briga com a companheira Neusa e com a avó desta. A chapa esquentou e ele perdeu o controle. Por isso, as duas chamaram a polícia e saíram da casa, indo para a Rua Leopoldo de Bulhões. Quando os policiais chegaram, o Rodrigo ficou mais furioso ainda e começou a xingar todo mundo. Pediram para que ele se aclamasse, mas, tudo em vão. Ele falou cada coisa para os policiais... Então, com muito jeito, Rodrigo foi acomodado no compartimento traseiro da viatura e levado para um colóquio com o delegado de plantão. E, ele continuou furioso, dando chutes nas laterais do veículo, provocando alguns estragos. Quando chegou ao plantão, foi autuado em flagrante por danos; desacato, desobediência e resistência.

Achadinho
Anielle saiu de um banco na Rua Barão do Rio Branco, onde sacara três mil reais. De repente, viu que um rapaz à sua frente deixou cair uma nota de 20 reais mais uma folha de cheque. Ela apanhou o dinheiro e o cheque e correu atrás do moço, entregando-lhe. Este, muito agradecido, disse que iria recompensá-la. Nisto, chegou uma senhora e disse que era testemunha e encorajou a Anielle a receber a gratificação. O rapaz falou que aquela senhora, também, iria ganhar uma recompensa. A senhora saiu na companhia do moço e, em instantes voltou com um relógio e duas notas de 50 reais. A Anielle foi convencida a, também, ir ao local e buscar sua recompensa, mas tinha de deixar a bolsa, com o dinheiro, aos cuidados da “gentil” senhora. Ela deixou. Foi ao local combinado e não encontrou ninguém. Voltou correndo para onde havia deixado a bolsa com a mulher e... cadê ela? Esta foi, apenas, mais uma edição do “conto do achadinho” que, embora antigo e manjado, continua fazendo vítimas em Anápolis.

Maldade
A menor de inicial M. caminhava pela Vila Esperança, quando foi cercada por uma moto com dois elementos, Um deles desceu e deu-lhe um tapa no rosto. Disse que queria o celular. A menor quis resistir e foi jogada ao chão, recebendo vários chutes. O bandido apanhou o telefone e sumiu com o comparsa. (Colaborou Richardson de Bastos).

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...