(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.486

Causos de Polícia Comentários 18 de setembro de 2014

Notas Gerais


Mulher X mulher
“Vou fazer picadinho de você!”, disse a Ana Lúcia para a Josenilda. Elas são vizinhas no Bairro Santo Antônio. “Então, vem!”, disse a Josenilda. E a Ana Lúcia foi. E, foi com uma baita pedra na mão. Josenilda, ao perceber que poderia ter a cabeça rachada igual a coco da Bahia, deu no pé e foi se esconder na casa de um vizinho. Isto, por volta de meio dia. De lá mesmo, ela chamou a polícia e foi socorrida pelo Sargento Fortaleza e pelo Soldado Félix. O que eles fizeram? Levaram as duas para se explicarem ao delegado.

O valentão
Mal havia raiado o dia e a Vanuce, moradora no Eldorado, já estava ligando para o 190. Ela disse que seu ex-esposo de nome Washington, a estava ameaçando, assim como à sua família. E, que, naquele momento ele havia invadido a sua residência e quebrado muitos móveis. “Mas venham com reforço, porque o homem é violento”, advertiu ela. O Cabo Martins, que não enjeita parada, foi lá conferir. Ao chegar, soube que o Washington havia fugido do local. “Cadê ele?”, perguntou. Recebeu uma pista e foi lá conferir se o cabra era, de fato, violento. Que nada! Washington, todo encolhido, se rendeu e disse que nem precisava de algema. Foi levado para o plantão e autuado com base na Lei “Maria da Penha”.

Vitória do amor
“Seu polícia, a Taiane me bateu!!!”, disse o Thiago ao Soldado Agnaldo. O fato aconteceu na Vila Formosa IV Etapa. Ainda não havia dado dez da noite. O policial estranhou esta ocorrência. “Nunca vi isso, sujeito apanhar da mulher e, ainda, chamar a polícia”, disse o militar. Mas, cumprindo o que determina a lei, ele levou o casal para o plantão. Lá, o Thiago disse que não revidou porque não gosta de bater em mulher e depois, não queria ser enquadrado na Lei “Maria da Penha”. E, lá mesmo, o amor falou mais alto e Thiago desistiu de representar contra a amada.

Confusão no motel
Saulo foi a um motel (a ocorrência não diz se estava acompanhado, ou não) no Bairro São João. Quando deu uma hora da manhã, ele procurou o Raimundo, que cuidava do estabelecimento e disse que não iria pagar a conta porque o ar condicionado não estava funcionando. Aí, o caldo engrossou. Engrossou tanto que foi preciso chamar a polícia. O Raimundo contestou e disse que o ar estava, sim, em perfeitas condições. O Saulo disse que não. Diante dessa polêmica, o Cabo Martins e o Soldado Patrick intercederam e evitaram uma complicação maior.

A dor da traição
Sujeito trabalhador, A., de 54 anos, saiu para o serviço bem cedo. Ele mora no Summerville. Mas, precisou voltar em casa para buscar alguma coisa de que se esquecera. Ao entrar, teve uma surpresa. Sua esposa, de inicial D., 45 anos, estava nos braços de outro homem. E, na cama do casal. Isto, nove e pouco da manhã. A. ficou louco de raiva e pegou um facão para abrir o J. no meio. Mas, este, como um gato, pulou o muro e sumiu. A. voltou para o interior da casa e deu umas capacetadas (golpes com um capacete) na companheira. Ela ficou toda machucada e o Cabo Romes, na companhia do Soldado Costa, foi quem atendeu a esta ocorrência.

Confusão doméstica I
No Vivian Park, sete e pouco da noite, Maycon, Cristiano e Alexandre, todos da mesma família, resolveram tirar algumas diferenças no braço. O pau comeu solto. Parecia filme do Jet Lee. Pancada pra todo lado. A confusão só acabou com a chegada do Cabo Francione, que colocou ordem na bagunça. E, de quebra, convidou os brigões a darem um pulinho até o plantão policial, pois o delegado estava interessado em conversar com eles. E, assim se cumpriu.

Confusão doméstica II
Quatro e quinze da tarde e o Sargento Fábio foi atender a uma ocorrência no Arcoverde. Chegando lá, deparou com uma cena das mais esquisitas. Pedro, 63 anos; Rosângela, 45 anos e Jéssica, 22 anos estavam todos arranhados, sujos e nervosos. Acabavam de sair de uma briga. Os três brigaram entre si. Ninguém sabe quem começou. Aí, o militar achou por bem levar o trio brigão para a delegacia.

O bafômetro entregou
O Allan vinha em um FIAT Tempra pelas ruas do Parque São João, isto pouco mais de sete da noite. O Cabo Carlos e o Soldado Silva viram que o carro andava em ziguezague e resolveram abordá-lo. O Allan estava falando com uma voz pastosa e enrolada, motivo pelo qual, os policiais o convidaram a dar uma chegadinha ao Posto da Polícia Rodoviária Federal para assoprar um equipamento apelidado de “bafômetro”. O tal aparelhinho quase se arrebenta com o ar que saiu dos pulmões de Allan. O ponteiro acusou 1,33 miligramas de álcool por litro de ar, ou seja, ele estava mais do que bêbado. Assim sendo, para cumprir a lei, Allan foi autuado em flagrante e o seu veículo conduzido ao Pátio Central.

Casos de família
R. tem 17 anos e vive na companhia do pai, o Gabriel. Esta semana a jovem saiu para se divertir e se esqueceu do horário. Ao chegar em casa, no Residencial Ander, pouco mais de uma da madrugada, seu pai disse que não iria abrir a porta e que aquela hora não era hora de moça estar na rua. A confusão foi armada e a polícia chamada. O Cabo Claudivino e o Soldado Pereira, diante da situação, levaram pai e filha para o Conselho Tutelar, onde foram orientados a procurarem a justiça.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...