(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.484

Causos de Polícia Comentários 05 de setembro de 2014

Notas Gerais


Facada na Vila
Jorge deu duas facadas em Alex, durante confusão na Vila Feliz. Alex, claro, não ficou nada feliz. Chamaram a polícia e Jorge caiu fora, pilotando uma moto vermelha. Populares levaram a vítima para o Hospital de Urgências, enquanto o Sargento Silva chegava ao local do entrevero. E, de posse de alguns dados, localizou o agressor em um bar nas proximidades. Jorge foi em cana e vai responder por tentativa de homicídio.

Assaltada na rua
Faltando um minuto para as quatro da tarde, Flávia vinha toda tranquila pela Rua Dona Doca, no centro da Cidade. Foi quando uma moto preta parou bem ao seu lado. Ela pensou que o camarada quisesse alguma informação. Nada disso. Ele queria era o celular que ela carregava. O bandido trajava calça jeans, camiseta azul, botinas e capacete nas cores preta e branca e, em uma das mãos, ostentava um revólver que não crescia mais “Me dá esse telefone logo e não grita, se não eu te mato”, disse. Flávia que não queria morrer, pois telefone ela pode comprar outro e, vida não. Assim, entregou o aparelho e ficou desconsolada. Foi socorrida pelo Soldado Cunha.

Brigas de amor
Clenon e Elisângela não se entendem mais. Esta semana o fim desse amor foi escrito nas páginas do livro do plantão policial. Clenon disse que iria matar a Elisângela. Silma e Alberto, da mesma forma, ao que parece, chegaram ao fim de um sonho de amor. Agora, é só briga. Esta semana foi preciso chamar a polícia para separar uma briga entre ambos. Alberto estava com uma faca. O que tem de comum nessas duas histórias? É que ambos os casais moram no Residencial Munir Calixto e as brigas aconteceram no mesmo dia e, no espaço de meia hora entre uma e outra. No primeiro caso, o Cabo Osvair e o Soldado F. Santos cuidaram. No segundo a PM estava representada pelo Sargento Prado e pelo Soldado Vivaldo.

TV com arroz
Cleomar chegou em casa, no setor Flor de Liz, por volta de três e meia da tarde e notou algo estranho. Ao se aproximar, viu que a residência fora arrobada. Olhou na estante e, cadê a TV 32 polegadas? Sumiu... Foi à cozinha e sentiu a falta dos 15 quilos de arroz que havia comprado para passar o mês. Sem alternativa, ligou para a polícia e foi atendido pelo Sargento Silva. Do arroz, nem notícia. Imagine da TV.

Mulher valente
Fernando foi tirar farinha com Daiane e deu-se mal. Ela, que afirma não ter medo de nada, nem de ninguém, pegou uma faca e deu algumas estocadas nele. E, não correu. Ficou esperando a polícia. Quando o Soldado Jairo chegou ao local, no Residencial Santo Expedito, Daiane ainda estava arrotando valentia. Foi colocada na viatura e começou a chutar os vidros. Foi preciso muita psicologia para acalmá-la. Fernando, apesar dos ferimentos, não corre risco de morrer.

Briga feminina
Na Vila Mariana, pouco antes de quatro da tarde, foi o maior bafão esta semana. Carolina e Juliana não se bicam e vivem trocando insultos. Da última vez, aconteceu. Não sobrou um só nome do dicionário brasileiro de palavrões. Elas sabiam todos e, assim, trocaram os insultos verbais. Depois, não satisfeitas, partiram para os finalmentes. Foi tapa, arranhão, puxão de cabelos e unhadas de ambas as partes. Até que, chegaram os soldados Gleydson e Monteiro, colocando ordem na confusão. E, de quebra, levaram as duas brigonas para o plantão de polícia.

Assaltada no posto
Eliza contou ao Sargento Santos, e ao Soldado Hygor, que estava na área de um posto de combustível na Avenida Brasil, no centro, quando foi abordada por um bandidão, daqueles covardes que gostam de assaltar mulheres. “Passa a grana”, gritou o assaltante. Ela, toda trêmula, acabou entregando R$ 119,00. Dois minutos depois, os policiais chegaram ao posto e foram informados das características do bandido. Saíram em campo e, logo, localizaram o Maurício, velho conhecido das rodas da malandragem. Ele estava com uma faca e R$ 19. Os restantes R$ 100 ele disse não saber para onde foram. Preso em flagrante.

No despenhadeiro
Onze e meia do dia e Matias foi visto pelas ruas do Parque São João, com um revólver na mão. Chamaram a Polícia e, imediatamente, o Sargento Jeremias e o Soldado Jayme compareceram. Foi aí que Matias correu mais ainda. A polícia em cima e, ele, tentando se esquivar, jogou a arma no despenhadeiro. Só que se desequilibrou e foi junto. Esfolou-se todo. O Soldado Jayme, que estava em sua perseguição, também caiu no buraco sofrendo alguns ferimentos leves.

Tudo acabado
Disley e Maria viveram um grande caso de amor. Viveram, pois, hoje, é só briga entre os dois. Esta semana, por exemplo, ele resolveu dar um novo corretivo na amada e ela não gostou nem um pouco. Por isso, chamou a polícia e foi atendida pelo Cabo Rosivan. O casal mora no Setor Sul e a briga aconteceu pouco mais de seis da tarde.

Entrega ilegal
Éric trabalha com entrega em uma moto. Só que entrega de droga, atividade ilícita e combatida pela Polícia. Esta semana ele foi flagrado na Vila Santa Maria de Nazareth, entregando uns bagulhos para a Vanessa. O Sargento Márcio e o Soldado Parreira flagraram o crime. Foram até à casa de Samuel e Mateus e descobriram que a droga vinha de lá. Resultado: todo mundo conduzido para o plantão.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...