(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.483

Causos de Polícia Comentários 28 de agosto de 2014

Notas Gerais


Folgadões
Eliseu e Allyson foram tirar um documento no Fórum. Como iria demorar um pouco, os dois resolveram dar uma volta pela Praça Abílio Wolney (do Ancião), pouco depois de onze da manhã. Sentaram na calçada e acendera um cigarro. Só que daqueles feitos com a erva conhecida por Marijuana, popularmente apelidada de maconha. Os soldados César e Saulo sentiram o cheiro da coisa e abordaram a dupla. Elizeu disse que, apenas, consumia e não comercializava. Mas, mesmo assim, foi levado ao plantão.

Boca de fumo
O menor de inicial H, 16 anos, é viciado em drogas. Qualquer tipo. Esta semana ele foi abordado pelo Sargento Alessandro e pelo Soldado Raihon, dez da noite, no Residencial Gibran. “Vai aonde, chefia?”, indagaram os PM’s. “Vou buscar um bagulho ali”, respondeu o menor. “É pedra?”, retrucou um dos policiais. “Mais ou menos, doutor... vou troca meu celular por drogas”, disse calmamente. “Então a gente vai dar uma carona pra você”, respondeu o PM. “Precisa não, é pertinho”, disse H. “Mas, a gente faz questão. Está tarde e aqui é muito perigoso”, tornou a falar o policial. Então, H entrou na viatura e levou os policiais à casa de Tiago e Gustavo. Era uma boca de fumo. Com autorização dos pais de Tiago, os policiais fizeram uma revista no imóvel e encontraram lá duas porções de cocaína e mais uma de maconha.

Queria matar o primo
Eurico e Josaildo são primos. Mas, nem parece. Esta semana os dois, que residem no Polocentro se estranharam e a chapa esquentou. Eurico, sem passagens pela polícia, foi atacado por Josaildo que estava com um revólver que mais parecia um canhão, de tão grande que era. E, com ele, passou a atirar no primo. Josaildo se escondeu em uma mata próxima, mas o Sargento Amaro, e o Soldado Soares, não tiveram muitas dificuldades em encontrá-lo e prendê-lo, mesmo já sendo quase meia noite.

Roubaram do Oswaldo
Oswaldo tinha cinco mil reais em dinheiro vivo. Tinha, porque esta semana ele ficou sem a grana que estava dentro de sua residência, na Rua Primeiro de Maio, centro da Cidade. Ele disse ao Sargento Wilson e ao Cabo Antunes que saiu de casa para resolver alguns problemas pessoais. Isto, pouco depois do almoço. Quando retornou, percebeu que uma das janelas do imóvel estava arrombada. Entrou e sentiu a falta do dinheiro e de um cartão de crédito.

Sem a máquina
Ana Carla saiu de casa no Vivian Park e voltou antes das oito da noite. De longe, viu que o protão estava aberto e ela tinha certeza de que o trancara. Ao entrar na residência sentiu a falta de sua máquina de lavar roupas. Foi à cozinha e viu que o botijão de gás, também, havia desaparecido. Ela chamou a polícia e foi socorrida pelo Cabo Clodoaldo e pelo Soldado Cardoso. Os vizinhos disseram ter visto um elemento de cor branca, em uma caminhonete Ford Courrier mexendo no portão, mas não imaginavam ser ladrão. Ana Carla foi orientada a registrar a queixa no DP.

Corrida frustrada
“Bora lá tirar um racha?”, perguntou o motoqueiro Jonathan a um amigo que estava em uma moto Honda, de cor prata. O outro topou na hora. O relógio marcava nove e quinze da noite, na Avenida Brasil Sul. Quando os motores roncaram, os dois saíram a mil por hora. Só não esperavam encontrar com a viatura onde estavam o Sargento Santos e o Soldado Hygor. Jonathan ainda quis despistar, mas os policiais, experientes, o abordaram. O desafiante sumiu no mapa. Jonathan foi levado para o teste de alcoolemia. Estava tonto igual a um gambá. Não tinha habilitação e por isso, foi levado ao Plantão para uma conversa mais de perto com o delegado.

Tarado preso
Dez da noite o os soldados Caio e Barroso foram chamados para atenderem a uma ocorrência no Residencial Pedro Ludovico. Lá chegando, encontraram a Bruna, que denunciou haver sido agredida por Diego. Este, ainda, a ameaçara de estupro, inclusive acariciando suas partes íntimas. Diego, pressionado por alguns moradores, refugiou-se em um terreno baldio. Quando viu os policiais quase morreu de alegria e saiu com as mãos para cima. Estava com medo de ser linchado pelos amigos da Bruna que o cercaram.

Coisa de cinema
Eduardo assaltou uma pizzaria na Avenida JK, às onze da noite. A PM foi chamada pelo comerciante Janderson que estava monitorando o assaltante e passando as informações para os policiais. Eduardo é valentão e começou a atirar contra Janderson. Quando foi cercado, isto já próximo à Vila Sant Maria de Nazareth, ele deixou a moto na calçada e correu para o Córrego “Água Fria”. Deu azar. Além se molhar na água fria do Córrego “Água Fria”, ele ainda se esfolou todo ao cair em cima de um monte de pedras. Ele foi cercado e preso pelo Cabo Roni e pelo Tenente Lago. Eduardo estava com dois revólveres calibre 38, Um de marca Taurus e outro de marca Rossi. Confessou o crime e foi indiciado por assalto e tentativa de homicídio.

Começando mal
O menor de inicial W vai completar 18 anos em maio do ano que vem. Mas, já fez sua estreia no mundo da violência. Esta semana ele discutiu com o irmão, de inicial E, de 14 anos, por causa de um celular. A briga esquentou e W não teve o menor receio de dar uma facada no braço do mano. Isto aconteceu quase à uma da manhã, no Industrial Munir Calixto. Chamaram a polícia e lá compareceram o Sargento Prado e o Cabo Vivaldo.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

19/07/2018

Sujeito peralta Poucas horas depois de haver fugido da cadeia pública de Trindade, durante a explosão das paredes daquela ...

Causos de Polícia

12/07/2018

Trio enrolado Madrugada de terça para quarta-feira, integrantes da Segunda Companhia do Quarto BPM patrulhavam as ruas do B...

Causos de Polícia

05/07/2018

Saiu, perdeu O Senhor Almir, que mora na Vila Norte, foi ao Plantão Policial queixar-se de furto em sua casa. Ele disse qu...

Causos de Polícia

28/06/2018

Mãe valente Um rapaz de nome Alan foi abordado por policiais militares em uma das ruas do setor Arco Íris. Como não porta...