(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.479

Causos de Polícia Comentários 28 de julho de 2014

Notas Gerais


Golpe da milha
Paulo César foi denunciado por Naynara e Dayane por estar negociando milhas de passagens aéreas de forma fraudulenta. Segundo as denunciantes, depois de receber os valores respectivos, ele cancelava os bilhetes e estornava as milhas para o seu nome, deixando as pessoas no prejuízo. Diante disso, o Sargento Mundim, e os cabos Hélio e Sandro combinaram com as vítimas que o chamassem para fazer outra transação. Paulo César apareceu e foi autuado em flagrante por estelionato. Ele não negou as acusações e, na companhia das vítimas, foi levado para dar explicações ao delegado de plantão.

Assalto covarde
Ciro e Maria de Fátima iam saindo de casa, por volta de seis e pouco da manhã. Iriam trabalhar. O casal mora na Vila Jaiara. Quando o portão foi aberto, apareceram dois elementos com uma barra de ferro e, em tom ameaçador, exigiram que lhes fossem entregues todos os objetos de valor. Maria de Fátima achou aquilo um desaforo, pois é mulher trabalhadora e honesta. Tentou resistir. Mas, um dos bandidos acertou-lhe um golpe no braço. Diante disso, o casal entregou uma bolsa com celulares e R$ 270 em dinheiro. Os assaltantes fugiram e o Sargento D. Carlos, com o apoio do Soldado Nogueira, cuidou da ocorrência.

Cano na empresa
Eder chegou ao estabelecimento comercial de Fátima, no Jundiaí-Nova Capital, dirigindo um caminhão baú e ofereceu-lhe algumas mercadorias, dizendo que eram sobras de uma encomenda. Ela fechou negócio com Eder. Não demorou muito e a polícia, representada pelos soldados Filho e Andrade, chegou ao estabelecimento. Na verdade, a mercadoria pertencia a uma empresa da Cidade e fora desviada por Eder, motorista da firma. Ele só não contava que o caminhão fosse rastreado e, como saiu da rota, o alarme acusou. Depois, aconteceu o que aconteceu... Eder foi em cana. Fátima foi ouvida e liberada, pois convenceu o delegado de que era inocente.

Casal brigão
Já ia dando meia noite quando o Sargento Do Vale e o Cabo Sidney foram chamados para uma ocorrência no Jardim Progresso. Lá chegando, viram que Érica e Robemar estavam amarrotados. Acabavam de sair de uma briga. Bateram e apanharam à meia. Ela disse que Robemar foi quem começou. Este disse, justamente, o contrário. Pelo sim, pelo não, os policiais levaram o casal brigão para se entender diante do delegado.

Briga no mercado
Na Avenida José Sarney, perto do Mercado do Produtor, Willian e Pedro bateram os carros. Depois, resolveram bater um no outro. E entraram em luta corporal. O pau comeu. Foi soco e pontapé pra todo lado. Escoriações, arranhões e muita confusão. Os dois rolaram no chão por alguns minutos. Foi quando chegaram o Sargento Wellington e o Cabo Oziel e acabaram com a briga. Depois, levaram os brigões para a delegacia do plantão.

Encarou a polícia
“Tenho medo de macho não...”, disse Marcos ao Sargento Da Silva. O militar fora chamado para atender a uma ocorrência de suspeita de tráfico, isto na Avenida Brasil, pouco mais de meio dia. “Então, você achou o que estava procurando cidadão. Eu também não tenho medo e ainda por cima sou policial e estou em serviço”, respondeu o militar. Marcos não se intimidou e partiu para cima do Sargento. Depois tentou correr, mas, prevaleceu a lei...

Roubada em casa
Vera Lúcia mora no Jardim Calixto. Esta semana ela chegou em casa e viu que uma das janelas estava arrombada. Deu um calafrio em Vera Lúcia, pois a mesma se lembrou de R$ 700 que estavam guardados lá dentro. Entrou e confirmou a suspeita. O dinheiro havia sumido e, com ele, vários objetos de valor, dentre os quais um, som automotivo. Vera Lúcia disse desconfiar de um sobrinho.

Violão da discórdia
Lissandro é músico e toca violão. Dizem que é um exímio violonista. Mas, na semana passada alguém passou a mão no instrumento musical de Lissandro. Ele ficou chateado e, mesmo assim, resolveu comprar outro. A surpresa maior foi quando chegou a uma loja do centro da Cidade e viu um violão igualzinho ao dele. Igualzinho nada...
era o dele mesmo. Então, chamou a polícia e foi atendido pelo Sargento Claudiones. Conversaram com Marcos, dono da loja e este disse que o violão fora deixado ali por um ex-funcionário, de nome Adahyl. Foram atrás do Adahyl e o localizaram. Daí, foi todo mundo para o plantão policial onde se tomaram as providências de praxe.

Ameaçou, foi preso
Evaldo é separado de Cleonice e tem determinação da Justiça para não se aproximar dela num raio mínimo de 500 metros. Mas, esta semana, não se sabe por que cargas d’água, ele se aproximou. E foi direto para dentro da casa da mesma, onde a ameaçou com xingamentos e disse que iria dar-lhe uma sova. Mas, ela chamou a polícia. Era pouco mais de seis e meia da tarde e o Soldado Mesquita chegou bem na hora. Levou o Evaldo para o plantão, onde ele foi autuado em flagrante por desobediência e ameaça.

Mais ameaça
Erissandro foi outro que acabou se enrolando por conta de ameaça a uma mulher. Ele foi denunciado pela amásia Lidiane. Ela contou aos soldados Fernando Silva e Elismar, que o companheiro a ameaça psicologicamente e que, naquela data, disse que iria matá-la. Diante da gravidade do assunto, os policiais levaram o casal para se explicar diante do delegado de plantão.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...