(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 496

Causos de Polícia Comentários 28 de novembro de 2014

Notas Gerais


Roubo na chácara
Ainda não tinha nem escurecido, quando o Divino estava em sua chácara, na região do loteamento Flor de Liz. De repente, surgiram quatro elementos armados e foram logo dando voz de assalto. O Divino não teve como reagir. Os marginais levaram vários objetos de valor e, para transportá-los, ainda se apossaram da caminhonete da vítima, uma C10, além dos documentos de um Corsa. Duas horas depois a caminhonete foi localizada na Vila Operária, mas sem os objetos furtados. Dentro dela os policiais encontraram um documento em nome de Ronan da Silva, mas, não tinham certeza de que este Ronan seria um dos bandidos.

Deu azar
Dely Ennem ia passando pela Rua Floriano Peixoto, quando viu um carro parado. E, dentro do carro, um aparelho de som dos mais modernos. Ele pensou: Por que levar, por que não levar? E, levou. Só não contava com a astúcia dos policiais da viatura 5444 que o flagraram “com a mão na massa”. Dely não teve como negar o crime e foi levado para o Plantão Policial.

Deu sorte
Um bandido armado com faca abordou o Willian, quando este chegava em sua casa, no Bairro Maracanã, pouco depois de onze da noite e levou seu carro, um Fiat Pálio de cor branca. Dois dias depois, um amigo do Willian viu o carro em uma garagem no centro da Cidade e contou a ele. Willian chamou a polícia o veículo foi apreendido.

Menor atrevido
João Paulo estava perto da Pecuária, na Avenida Pedro Ludovico, quando chegou um rapaz em uma moto. Era o menor de inicial D., de 15 anos que estava a fim de arranjar confusão. O D. Foi logo dizendo que eram um assalto e que queria o dinheiro do João. Este, achou que fosse brincadeira e disse ao garoto que fosse embora. Mas, o tal motoqueiro ficou mais bravo ainda e disse que iria dar um tiro na cara do João. Foi quando a vítima reagiu e entrou em lutar corporal com o D, desarmando-o e, com o auxílio de populares, o deteve até que a polícia chegasse. Foi o que aconteceu.

Dupla do barulho
Rafael e Paulo formam uma dupla de assaltantes muito ousada. Esta semana os dois abordaram o vigilante Eduardo e tomaram-lhe a moto na marra. Eduardo, ainda, tentou reagir, utilizando, para isso, o próprio capacete. Mas, como eram dois os bandidos, ele caiu, depois de levar um soco na cabeça. Os assaltantes saíram com a moto. Mais tarde, entretanto, a polícia localizou o Paulo no Conjunto Morada Nova, Com ele, a motocicleta. Cadeia nos dois.

Mulheres em crise
Lorena e Flávia não se dão bem. Ambas moram no Residencial Dom
Felipe. Volta e meia, uma provoca a outra. Os motivos, só elas duas sabem. Esta semana, entretanto, a desavença passou dos limites e a Flávia chamou a polícia: “Ela disse que vai me furar com uma faca, seu guarda!”, disse ela aos policiais da viatura 7447. Os militares, com muita paciência, deram uma busca, mas não encontraram a tal faca com a Lorena. Então, levaram as duas brigonas para se explicarem melhor ao delegado de plantão.

Fim de um amor
Naiara era o grande amor de Jean. E, vice-versa. Os dois viveram momentos de muita ternura e encanto. Mas, um dia, tudo acabou. Naiara disse que não queria mais o Jean. Este, desconsolado, disse que não era lixo e que não aceitava se descartado assim. E, passou a assediar a ex-amada. Esta semana, o caldo entornou. Jean, louco de ciúmes, abordou a Naiara e disse que iria dar um jeito nela. Foi mais ou menos, assim, a conversa: “Eu vou te matar... Você fica saindo e aproveitando por aí. Eu não vou aceitar isso. É melhor você se mudar de Anápolis...”. A Jéssica, irmã de Naiara quis apaziguar a coisa, mas o Jean mandou que ela calasse a boca, se, não, sobraria para ela também. Foi o jeito registar um Boletim de Ocorrência no Plantão.

Bateu na esposa
Onze da noite, quase todo mundo dormindo no Parque Calixtópolis, quando estourou uma briga na casa da Marcilene e do Valdemir. A polícia foi chamada e quando a viatura chegou, a mulher estava em prantos, com escoriações pelo corpo. “Foi nada não, seu polícia, a gente só estava discutindo, ela é muito ciumenta...”, disse o Valdemir, tentando se esquivar da responsabilidade. “Óia aqui, doutor... meus braços arranhados e meu pescoço vermelho. Ele me bateu na frente do nosso filho, de quatro anos”, disse a mulher. Então, o casal foi levado para o Plantão Policial.

Assalto ousado
Onze e pouco da noite e o Raul foi deixar sua namorada em casa, na Vila Alexandrina. Ao se despedir da amada, viu que dois elementos estavam bem próximos. E, eram dois assaltantes que, além da caminhonete Fiat Strada, levaram documentos, dinheiro e os telefones celulares do casal.

Sem o carro
Depois de uma aula cansativa na faculdade, Fábio estava chegando em casa, no Bairro Maracanãzinho. Isto, por volta de onze da noite. Mas, não deu tempo nem de abrir o portão, pois ele foi abordado por um assaltante, com revólver em punho, que exigiu as chaves do Fiat Pálio e mandou que o Fábio descesse do veículo. A vítima não teve reação e entregou o carro. O bandido entrou e sumiu com ele no meio da noite.
(Colaborou Richardson de Bastos)

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...