(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 471

Causos de Polícia Comentários 29 de maio de 2014

Notas Gerais


Antigo conto
Anelita saía de um banco na Avenida Pedro Ludovico, quando viu que uma senhora de meia idade deixou cair um envelope. Anelita, querendo ser gentil, chamou a mulher e esta, ‘muito agradecida’, começou um papo sem pé nem cabeça com ela, dizendo que iria recompensá-la pelo gesto solidário. Nisto, chegou um homem que foi logo entrando no papo. Quando Anelita deu por si, o casal já estava de posse de sua bolsa, com R$ 600 em grana viva; telefone celular, documentos e tudo o mais. E, saiu na maior disparada. Ela contou esse caso aos soldados Borba e Cavalcante. Uma e meia da tarde. Era o antigo “golpe do achadinho”.

A sanduicheira
Iago entrou em um supermercado do centro da Cidade e ia saindo com uma sanduicheira por dentro da camisa. O Edson, que é segurança do local, percebeu e deu o alarme. Iago disse que não sabia o que aquela sanduicheira estava fazendo dentro de suas vestes e quis desconversar. Mas, era tarde. O Sargento Da Silva já estava presente e o levou para a delegacia. Iago já é velho conhecido dos policiais.

Surpresa no portão
Vasquez ia chegando em casa, na Vila Nossa Senhora D’Abadia, a bordo de sua reluzente caminhonete S-10, quando foi abordado por um casal bem simpático. “Boa noite, seu moço”, disse a mulher. “Boa noite, dona”, respondeu o Vasquez. Foi então que o companheiro da mulher entrou no papo. “A gente está procurando uma caminhonete igualzinha à sua. E, chegou o momento. Vamos ficar com ela. De graça”, falou o camarada, já com uma pistola apontada em direção ao Vasquez. Este, sem poder fazer nada, entregou tudo e saiu da caminhonete. O casal entrou no carro e saiu em disparada. Mas, a aventura durou pouco. A polícia foi chamada e, de madrugada, deparou com o veículo. Na fuga, os assaltantes, sem experiência, acabaram caindo em um buraco nas proximidades do DAIA. Ato contínuo, correram para uma mata nas proximidades e desapareceram. A caminhonete foi devolvida ao Vasquez com alguns estragos. O Cabo César e o Soldado Tallys atenderam a esta ocorrência.

Rei da confusão
Tarzan, que não é o "Rei das Selvas” , mas mora em Anápolis, gosta de uma encrenca. Esta semana ele e a companheira Valdete se desentenderam e o pau comeu. Foi tapa pra todo lado. O Sargento Dos Santos foi chamado para dar um jeito na situação. Tarzan, na presença do policial disse que não tinha feito nada, mas a Valdete estava com alguns arranhões pelo corpo. Então, o militar, de forma bem educada, fez um convite ao Tarzan para que comparecesse à Praça do Expedicionário, onde um bacharel em Direto, sentado na cadeira de delegado queria falar com ele. E, assim se cumpriu...

Visita indesejada
Evelyn ia chegando em casa na Vila Goiás, quando deparou com um elemento que estava deixando a residência com uma bolsa na mão. “Essa bolsa é minha. Pode devolver!”, gritou ela, atracando-se com o ladrão. Este, entretanto, mais forte e mais experiente, não teve muito trabalho para dominar a Evelyn causando-lhe algumas lesões. E, foi embora com a bolsa contendo telefone celular; dinheiro, cartões bancários e outros objetos. Foi o que ela relatou ao Sargento Félix.

Na calçada
Oito e pouco da noite, calorão danado. Jéssica e Gabriel resolveram tomar um ar fresco, sentando-se na calçada em frente à casa deles, na Vila Formosa. E, o papo estava tão animado que eles nem perceberam a chegada de dois elementos em uma moto. Sem muita conversa, a dupla disse o que estava fazendo: assaltando pessoas. E os bandidos foram logo exigindo a entrega dos celulares do casal. Jéssica e Gabriel telefonaram para a PM e foram socorridos pelo Cabo Fábio. Mas, os ladrões sumiram.

Assaltada na rua
Na Vila Jaiara, pouco mais de nove da noite, Luciene foi abordada por dois indivíduos dos mais esquisitos que ela já viu. E, além de esquisitos, eram bandidos. “Vai passando bolsa, celular, dinheiro, anel, tudo o que a senhora tem. E, depressa”, disse um dos assaltantes, em tom ameaçador, com um baita revólver na mão. Ela, coitada, sozinha, indefesa, não teve outra saída se não entregar a bolsa, com cartões de crédito; celular, documentos e outros objetos de valor. Foi socorrida pelo Soldado Pereira.

Vacilou, dançou
O Sargento Inácio ia passando pela Avenida Presidente Kennedy, quando deparou com um Corsa branco. Dentro desse Corsa estava o Adriano. O militar, com faro policial, resolveu abordar o suspeito. E, não deu outra. Adriano tinha em seu desfavor, um mandado de prisão expedido pela Comarca de Petrolina. Assim sendo, foi levado ao plantão policial para as devidas providências.

As câmeras
Marcelo tem um disk cervejas no Recanto do Sol. E, para garantir a segurança, mandou instalar cinco câmeras de videomonitoramento. Mas, não adiantou muita coisa. Esta semana ele relatou ao Sargento Vilarins que alguns vândalos danificaram todo o equipamento durante a madrugada. Ele disse que não suspeita de ninguém.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...