(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 464

Causos de Polícia Comentários 11 de abril de 2014

Notas Gerais


Deram sorte
Meia noite e meia e o Soldado Adriano foi chamado na Vila Santa Isabel. Lá encontrou a Glauciane e o Reinan. Este disse que o carro da moça havia sido arrombado e que foram levados a bolsa; documentos, talão de cheques e outros objetos. “Eu sei quem foi... foi o Jhonatas...” disse o rapaz. E, foi todo mundo atrás do tal Jhonatas. Estavam certos. Era ele mesmo. Assim sendo, o militar levou todo mundo para o plantão policial, onde o acusado foi autuado em flagrante no Artigo 155 (Furto) do Código Penal Brasileiro.

O celular da confusão
“Benhê... vô lencasa pegar seu celular que eu quero faz uma ligação...”, disse a Nayara para seu esposo Alessandro. Eles estavam na casa da mãe dela, no Residencial Reny Cury. “Nada disso, dexêle lá...” respondeu o dito cujo. “Vou sim, você não manda ni mim...”, respondeu ela. E, foi. Só que, Alessandro não gostou da forma com que fora tratado e resolveu dar um corretivo na Nayara. E tome tapa; empurrão, pontapé e outros “carinhos”. Os vizinhos chamaram a polícia e o Cabo Mota, com o auxílio do Soldado Branco, chegou bem na hora da confusão. Resultado? Todo mundo seguiu rumo ao Plantão para uma conversa com o delegado. Isto em pleno meio dia.

Não sabe, não viu
Divino chegou ao Hospital Municipal todo furado com faca. Levou cortes no braço, no tórax, na nuca e em outras partes do corpo. Indagado pelo Subtenente Valdeci, que estava de serviço naquele local, ele falou que não sabe, não viu quem foi e nem por que foi. Só disse que eram dois desconhecidos e que não teve tempo de observar mais nada. Hora do acontecido: dez e cinquenta da noite.

Mulher corajosa
Raquel desceu do ônibus no Terminal Urbano. E, foi abordada por David, que lhe tomou o celular. Em seguida o ‘mala’ correu e entrou em outro ônibus que estava saindo para a Vila Esperança. Raquel não contou história... Entrou no ônibus também. E, deu o famoso grito de “pega ladrão”. Mas, como ninguém a ajudou, ela mesma resolveu encarar o David. Os dois rolaram no assoalho do coletivo, até que a polícia foi chamada. Nisto, o ônibus já estava perto da BR 060. David é velho conhecido dos policiais e foi conduzido, sem reagir, para o Plantão. Não eram nem oito da manhã.

Brigas por amor
Flaviane estaria namorando um homem casado. Segundo se apurou na polícia, este homem seria o marido de Kelly. Esta, com a ajuda da sogra Antônia, mais a amiga Vânia, resolveu dar “um susto” na Flaviane. E, utilizando o Ford Eco Sport, o trio abordou a Flaviane, obrigando-a a entrar no carro. Só que, por sorte dela, o Sargento Xavier e o Soldado Marcelino viram a movimentação estranha e resolveram seguir o carro. Ao abordarem o veículo, a Flaviane respirou aliviada e disse que as três mulheres estavam levando-a para fora da Cidade onde iriam cortar seus cabelos e dar-lhe uma surra. Foi todo mundo se explicar no Plantão Policial.

O monitor
Nove e meia da noite, ameaçando chover e Tiago descia a Avenida Goiás com um objeto envolto em um pano. Os soldados voluntários Monteiro e Douglas resolveram chamá-lo para um bate-papo. “Quequeissaí, gente fina?”, perguntaram. “Né nada não doutor...”, disse Tiago. “Então abre o pano que eu quero ver...” respondeu o policial. Sem outra saída, Tiago mostrou que era um monitor de marca Samsung. “Vai fazer o quê com essa máquina a estas horas da noite, chefia?”. Tiago respondeu na bucha: “Vou vender... tem uns caras aí que me mandaram vender...”, disse. “E, cadê os caras, amigão?”, retrucou o policial. “Sei não doutor, a gente ficou de se encontrar mais tarde...”, justificou Tiago. Claro que não convenceu e, por isso, foi levado para o plantão.

Até no salão
Vanderléa ganha a vida honestamente em seu salão de beleza, no Jundiaí. Ela corta cabelos; faz chapinha; prancha, alisamentos, etc. Tem uma boa freguesia. Mas, esta semana aportaram por lá dois indivíduos que ela nunca viu nem na feira vendendo bananas. Porém, inocente como é, pensou serem pessoas interessadas em cortarem os cabelos. Qual nada... Os dois covardões eram assaltantes e, com um revólver, renderam a prestadora de serviços. Levaram um telefone celular, um capacete e uma moto Honda CB 300. Quando o Soldado Guilherme chegou, os dois haviam acabado de sair. Ele ainda tentou localizá-los na região, mas nada de encontrar. Vanderléa ficou no prejuízo.

No sacolão também
Santilha e Rita estavam em seu sacolão que fica no Setor Sul. Isto às quatro e meia da tarde. De repente, surgiram dois sujeitos mal encarados e anunciaram que atuavam como apropriadores de coisas alheias e queriam saber se não havia nada que lhes interessasse por ali. Como estavam armados de revólveres, não tiveram muita dificuldade em convencer as duas comerciantes a entregarem todo o dinheiro do caixa. O Soldado Alcântara chegou em seguida e pelas câmeras de videomonitoramento, descobriu que os assaltantes estavam em uma moto preta. Mas, eles não foram localizados. Pelo menos por enquanto. O PM disse que vai achá-los.

No futebol
Samuel e Arenildo estavam assistindo a um jogo de futebol na Vila Santa Maria de Nazareth, isto pelas sete da noite. De repente, Samuel sentiu falta de seu celular. Olha daqui, olha dali e viram que Anderson estava todo sem jeito. Deram uma prensa nele e o rapaz entregou o serviço. Havia passado a mão no aparelho. Os dois seguraram o Anderson até que o Sargento André, o Cabo Sandro e o Soldado Jair chegaram. O celular voltou para o dono e o Anderson foi para a cadeia. Simples assim...

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...