(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 455

Causos de Polícia Comentários 07 de fevereiro de 2014

Notas Gerais


O celular
“Que celular mais bonitinho esse da senhora, dona. Me dá ele?”. Foi assim que um marmanjão abordou a Luiza, em uma rua do Jardim Calixto, antes de oito da manhã. Ela respondeu educadamente: “Posso não... Preciso dele para me comunicar com meus familiares e com meu trabalho”. E, o rapaz, muito agressivo, partiu para cima dela dizendo: “Ou entrega, ou eu enfio este punhal na sua barriga...”. Ela, coitada, sozinha, contra um homem armado, acabou por entregar o aparelho. Depois, contou esta história ao Sargento Santos e ao Soldado George.

Sem consciência
Pela quarta vez este ano, o posto de saúde do Residencial Copacabana foi assaltado. Na última, os ladrões arrombaram a janela e levaram um botijão de gás e dez pacotes de açúcar. Nas outras ocasiões foram levados, também, gêneros alimentícios. A ocorrência foi anotada pelo Sargento Prado e pelo Soldado Cairom. Os funcionários do posto clamam por mais segurança no bairro.

Caso estranho
Antes das nove da manhã, no Residencial Copacabana, o cachorro de Luciana latia sem parar. Ela resolveu sair ao portão e ver o que era. Deu de cara com um bandidão, armado de revólver, que foi logo gritando: “Perdeu, Perdeu!!!”, Perto dele estava outro elemento em uma motocicleta de cor preta. Mas, ela correu para o interior da casa e ligou para a polícia. Segundo testemunhas, havia, ainda, um terceiro elemento. Mas, quando o Sargento Santos e o Soldado George chegaram, o trio havia sumido.

O guarda-roupas
O Soldado Tadeu foi acionado para atender a uma ocorrência que, segundo ele, nunca foi capaz de imaginar. Ivani, moradora na Vila São Joaquim, estava toda tranquila em casa, quando, de repente, não mais que de repente, sentiu algo estranho caindo sobre ela. Era o guarda-roupas de sua casa. Ela sofreu alguns ferimentos e foi levada para o Hospital Municipal, onde recebeu atendimento. Tudo isso, dez e meia da manhã.

Cabelos da discórdia
Ancelma, que trabalha em salão de beleza, reparou que os cabelos de Cláudia eram muito bonitos e que poderia ganhar um bom dinheiro com eles, fazendo apliques. Fez uma proposta de compra e Cláudia topou na hora. Só que, ao cortar as mechas, Cláudia não ficou satisfeita e disse que estava fora do combinado. Aí, o caldo engrossou. Nervosa, Cláudia quebrou alguns equipamentos do salão, além de falar “um monte” para Ancelma. Esta, chamou a polícia e foi socorrida pelo Sargento Santos e pelo Soldado George. Aconteceu na Vila São Joaquim.

No Terminal
Onze da noite. A Sargento Adriana e o Cabo Florisval faziam o patrulhamento no Terminal Urbano, já com pouca gente circulando. A dupla de policiais desconfiou das atitudes de Edson, que estava muito nervoso, andando pra lá e pra cá. Foi feita a abordagem e o elemento estava com quase 30 pedras de crack, prontas para o consumo. Então, a sargento e o cabo pediram reforço e foram auxiliados pelo Sargento Carlos e pelo Soldado Jurandir que ofereceram uma carona para Edson até a Praça do Expedicionário, onde ele ficou aos cuidados da equipe do plantão policial.

Adeus, cobertores
Aproveitando que faz muito calor ultimamente, Margareth, moradora no Residencial Leblon, decidiu lavar os cobertores e estendê-los no varal. E, assim o fez. Depois, quando se lembrou de recolhê-los, viu que eles não estavam mais aonde foram deixados. A mulher entrou em pânico e começou a gritar. Foi então que os vizinhos denunciaram o autor da façanha. É Fabrício, que mora, também, no conjunto. O Cabo Ribeiro foi acionado e percorreu várias ruas procurando por Fabrício. Este, entretanto, evaporou. Deve ser por conta do calor. Mas, o Cabo disse que ainda vai encontrá-lo.

Espera fatal
Natálio e Christian trabalham em um lanche na Avenida JK. Esta semana eles já estavam querendo fechar o estabelecimento, pois passava de onze da noite. Mas, chegaram dois elementos que eles pensaram ser clientes e resolveram atender à dupla. Foi o erro... Os dois eram, na verdade, assaltantes e com um baita revólver em mãos, exigiram a entrega do dinheiro e demais objetos de valor. Levaram R$ 200,00 em grana viva e dois celulares. O caso foi atendido pelo Sargento Paiva.

Carro cheio
Quase onze da noite e Núbia seguia apressada pelas ruas do Bairro São João, quando viu parar ao seu lado um carro modelo GM Corsa, com um senhor de meia idade dirigindo, acompanhado de uma mulher e mais dois elementos. Ela nem ligou. Mas os dois passageiros desceram bruscamente, com o rosto coberto, e anunciaram um assalto. Acabaram tomando o celular e um caderno que Núbia conduzia. Ato contínuo, entraram no carro e desapareceram. Ela ligou para o 190 e foi atendida pelo Sargento Vicente e pelo Soldado Alves.

Sonho impossível
Residencial Aldeia dos Sonhos, meia noite e dez. Helena e Beatriz, moradoras do local, não se toleram. E, da intolerância para o desforço físico foi um pulo. De repente, as duas estavam rolando no chão. Foi preciso chamar a polícia e os soldados Pereira e Souza chegaram bem na hora. Separaram as brigonas e levaram-nas para o plantão. Lá, uma registou queixa contra a outra. Resumindo: Beatriz e Helena, tiraram o sono dos moradores do Residencial Aldeia dos Sonhos que, naquela noite, não sonharam.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...