(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 452

Causos de Polícia Comentários 17 de janeiro de 2014

Notas Gerais


Na madrugada
Faltando dez minutos para as três da manhã e Lucas seguia pelas ruas do Anápolis City pilotando uma motocicleta. De repente, viu um clarão avermelhado e olhou para trás. Era uma viatura da PM. Lucas acelerou. A viatura, também, aumentou a velocidade. Lucas correu mais e a viatura em cima. Os policiais estavam com a razão. Lucas conduzia uma grande porção de pedras de crack. A droga estava escondida nas partes íntimas do motoqueiro, mas os policiais, experientes, deram o baculejo e descobriram. Depois, foram à casa de Lucas e encontraram uma pedra maior, pronta para ser quebrada. Não teve jeito: Lucas foi levado para o Plantão para uma conversa mais íntima com o delegado.

Roubaram, dançaram
Onze da noite em ponto. Três jovens circulavam pelas ruas do Jardim Primavera em uma caminhonete FIAT Strada. Eram Roger e os menores de iniciais W e J. Os policiais desconfiaram daquilo e resolveram conversar com o trio. Eles tentaram fugir, mas acabaram batendo a caminhonete em um muro. Não tiveram como escapar. E não é que a dita caminhonete havia sido furtada? Ela pertence a Dalila, que quase morreu de alegria ao saber que seu veículo havia sido recuperado pela Polícia Militar. Mesmo com o prejuízo da batida, Dalila ficou toda feliz. Os envolvidos foram levados para o Plantão Policial. Lá, ficou constatado que o menor de inicial J. é foragido do sistema, pois já tinha outras contas a ajustar com a lei.

Salvo do sequestro
Os rádios de todas as viaturas de PM foram acionados, dando conta do roubo de um caminhão, nas proximidades do Mercado do Produtor. As viaturas saíram em patrulhamento e a que estava sob o comando do Tenente Nunes localizou o veículo roubado. O motorista, cuja identidade não foi revelada, estava como refém dos bandidos. Wilson, um deles, foi preso em flagrante. O outro desapareceu como que por encanto. O autor detido tinha acabado de sair da cadeia. Não aguentou a vida de liberdade e resolveu aprontar. Voltou para o velho ninho, no Jardim das Américas Terceira Etapa.

Dormiu na praça
Giovane, que também responde pelo apelido de “Dentim” estava muito eufórico nas proximidades do estacionamento da Estação Rodoviária. Tão eufórico, que chamou a atenção dos operadores do sistema de videomonitoramento do GGIM. Eles acionaram uma viatura que abordou “Dentim” e seu companheiro de nome Leandro. Quando a RP chegou mais perto, “Dentim” jogou uma caixa de fósforos no chão. Os policiais recolheram a referida caixa e viram que, dentro dela, havia uma pedra de crack. A dupla foi levada para o Plantão Policial.

Golpe sujo
Acioli; Adriano, Renato e Alisson saíram de Goiânia para curtirem a natureza no Salto de Corumbá. Levaram uma grande quantia em dinheiro, tudo em notas de R$ 100. Só que era dinheiro falso. E, não demorou muito para o quarteto, acompanhado de duas donzelas, começar a gastar sem limites. Um comerciante do local desconfiou da cor e da espessura da nota e resolveu chamar a Polícia. A casa caiu... Os quatro foram levados direto para a delegacia daquela cidade. As meninas provaram que não tinham nada a ver com a história e foram liberadas. Os espertinhos pensaram que, no interior, iriam se dar bem com a malandragem, mas a farra durou pouco tempo.

Trágico passeio
Weder, morador do Jandaia, saiu de casa para visitar amigos e parentes, aproveitando o final de semana prolongado. Mas, quando voltou, se arrependeu do passeio. Chegando à sua residência viu que a porta da cozinha havia sido arrombada. Entrou na casa e sentiu, logo, a falta de alguns objetos, dentre eles um aparelho de TV dos mais modernos; um telefone sem fio, um receptor de antena parabólica e outros pertences. Perguntou na vizinhança e ninguém disse ter visto, ou ouvido, qualquer anormalidade. Weder ficou no prejuízo e registou o fato no Plantão Policial.

Visita inesperada
Ademir foi outro que teve sua casa visitada por amigos do alheio. Ele contou no Plantão que seu domicílio fora arrombado e, dele, subtraídos vários objetos, como alguns vidros de perfume, uma máquina fotográfica digital, vários filmes em DVD e um note book. O curioso é que ele disse que não havia sinal de arrombamento nem nas portas, nem nas janelas. Fato muito estranho.

Tapas e beijos
Casal que não se entende. M. P. de 40 anos e L.S., de 37, vivem às turras. Ela acusa o companheiro de ter um ciúme doentio que não a permite, sequer, conversar com as pessoas da família. Esta semana a coisa saiu dos limites. M.P. apossou-se de uma faca e disse que ia matar todo mundo. Foi aquela correria e a polícia compareceu imediatamente, evitando uma tragédia. O agressor foi levado para o Plantão Policial para as devidas providências. Ninguém sabe se L.S. ainda vai querer continuar vivendo com ele.

Chocólatra
Sílvio entrou em um supermercado da Vila Formosa e furtou várias barras de chocolate, escondendo-as na cueca. Mas, o segurança do estabelecimento viu tudo e chamou a policia. Sílvio acabou em cana e os chocolates devolvidos. Impróprios para o consumo, é claro.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...