(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 450

Causos de Polícia Comentários 27 de dezembro de 2013

Notas Gerais


Deu azar
Final de expediente e Paulo Henrique fazia uma das últimas entregas. Isto, seis e dez da tarde, na Vila Jaiara. Quando ele já ia se dirigindo ao seu veículo, apareceu um motoqueiro com um baita revólver na mão e disse que queria o dinheiro e que estava com muita pressa. Com medo de tomar um teco na cara, Paulo Henrique entregou R$ 2.016,00 em grana viva. O motoqueiro agradeceu e deu partida na moto, sumindo na primeira esquina. Paulo telefonou para o 190 e foi socorrido pelo Sargento Laércio.

Ferida à faca
Quando o Sargento Santos e o Soldado Givanildo chegaram à Rua 36, no Recanto do Sol, ficaram com dó de Cíntia. Ela estava toda ferida à faca e disse que a autora fora uma tal Aline. Mas, não deu maiores explicações. Os militares, diligentes, a encaminharam para o Hospital de Urgências. Isto, antes de sete e meia da manhã.

Deu bobeira
Dez para meio dia, no Village Jardim. Matheus estava meio doidão e nem percebeu que a viatura com o Sargento Inácio e o Soldado Carvalho se aproximou. Os dois chamaram Matheus para uma conversa e ele foi logo entregando o ouro. Estava com duas porções de maconha, motivo de tanta euforia. Foi levado para o Quarto DP, na Vila Jaiara.

Valentão
Wemerson queria dar um corretivo em Alberto. Os dois têm uma diferença. Alberto chamou a polícia e lá estiveram o Sargento Inácio e o Soldado Carvalho tentando apaziguar os ânimos. Mas, Wemerson estava a fim de confusão e partiu para cima dos policiais. Aí, deu a lógica. Foi preso, algemado e levado para a delegacia.

Na padaria
Isidoro e o menor de inicial J estavam em uma panificadora do Jardim Alexandrina. Batiam o maior papo, quando chegou um elemento magro, moreno, baixinho. Mas, para compensar a altura, estava com um 38 na mão e, com cara de poucos amigos. Foi logo dizendo que queria o dinheiro do caixa. Queria e, levou. Depois saiu na maior cara de pau. Quando o Sargento Augusto e o Soldado Coelho chegaram, ele já havia sumido.

Briga de bar
Raulino estava em um bar do Residencial das Flores papeando com o pessoal. De repente, começou uma discussão com um tal Dadinho. Esse Dadinho estava armado e sacou o revólver, disparando um tiro contra Raulino. Por sorte acertou, apenas, um dos dedos da mão da vítima. Ato contínuo, sumiu. Também, já passava da meia noite. A ocorrência foi atendida pelo Cabo Portella e pelo Soldado Jardim.

Baleado na moto
Tiago andava pelas ruas do Bairro Paraíso em sua moto, conduzindo o amigo Mayke na garupa. Isto, já depois de uma da manhã. Quando passavam por uma esquina, só ouviram o pipoco. Um tiro foi disparado contra o Mayke, acertando-o na barriga. Tiago quase morreu de medo e chamou a polícia. Foram socorridos pelo Sargento Martins e pelo Soldado Marinho.

Seis contra um
Pedro Nelson vinha pela Avenida Goiás todo feliz. Pensava no Décimo Terceiro Salário e nos presentes que iria comprar. Isto seis e pouco da manhã. De repente, surgiram seis pessoas em sua frente: quatro homens e duas mulheres. “Para aí, seu moço. Não mexe não porque senão você morre!”, disse um dos integrantes do bando. Todo trêmulo, Pedro Nelson parou e ficou sabendo que era um assalto. Entregou o celular e saiu em disparada. No primeiro orelhão ele telefonou para o 190 e foi socorrido pelos soldados Tadeu e Freire. A quadrilha sumiu.

Duas TVs
Hideraldo mora no Jardim Europa. Esta semana ele chegou em casa e notou algo diferente. Estava com razão. Sua residência havia sido arrombada e os ladrões fizeram a festa. Levaram dois aparelhos de TV e outros objetos. Testemunhas disseram que os bandidos estavam em um carro Pálio, mas não anotaram a placa. Para piorar a situação, os ladrões ainda deixaram uma das TVs cair, quebrando-se toda. Ocorrência atendida pelo Sargento Teixeira.

Ladrão ousado
Vários bonés, vários relógios e alguns litros de bebida alcoólica, inclusive uísque. Foi o que dois elementos mal encarados levaram em um assalto contra o peg-pag de Ana Carolina, no Bairro São João. Os bandidos estavam em um Gol cinza, cuja placa foi anotada, mas soube-se, depois, que o mesmo era produto de furto e que fora abandonado em um bairro da Cidade. Os cabos Célio e Tomé registraram a ocorrência.

Ladrão valente
Mauro Felipe é dado a subtrair coisas de outras pessoas. E, tem mais: é metido a valente. Esta semana ele entrou na casa de Gilvan, no Jardim Alexandrina e levou alguns objetos. Gilvan chamou a polícia e, lá, estiveram o Cabo Agnaldo e o Soldado Rodrigues. Foram atrás de Mauro e o encontraram perto do Parque da Matinha. Ao ser abordado, ele ficou bravo e insurgiu contra os policias. Chegou a fraturar o cotovelo do Cabo Maciel, que ajudava na ocorrência. Foi preso por furto e por lesões corporais.

Pouca vergonha
Ana Carolina disse ao Sargento Weder e ao Soldado Robson que estava passando pela Rua Coronel Waltervan, no Jardim das Américas II Etapa, quando deparou com José Alves em “sem-vergonhices”. Segundo ela, o dito cujo estava mostrando-lhe os órgãos genitais. Isto nove e meia da manhã. Ambos foram levados para a delegacia de polícia para se explicarem melhor.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...