(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 446

Causos de Polícia Comentários 29 de novembro de 2013

Notas Gerais


Confusão no Paraíso
Vitor foi procurar seu filho, sob a informação de que ele estaria na casa de Sebastião. Isto, no Bairro Paraíso. Em lá chegando, Vítor ficou sabendo que o garoto não estava naquele local e ficou nervoso. Sacou um revólver e atirou duas vezes contra o portão da residência. A polícia foi chamada e o Cabo Luciano, acompanhado do Soldado Marcelo, chegou na hora. Vitor não estava mais lá. Então, os policiais foram até uma pequena chácara, residência de Vítor e, entraram, devido à situação de flagrante. Lá encontraram uma moto que, de acordo com os registros da PM, seria produto de furto. Vítor, mais uma vez, não estava e os policiais ficaram sabendo, pelos vizinhos, que ele gosta, mesmo, de dar tiros e que seria “comerciante”. O que ele vende? Drogas, disseram.

Assaltada na loja
Denise estava tranquila na loja de sua propriedade, na Avenida Goiás, centro. De repente, chegaram dois elementos que ela pensou serem clientes. Mas, não eram. Na verdade, a dupla queria era roubar e acabou levando várias peças de roupas, chinelos, bonés e outros artigos. A viatura comandada pelo Sargento Moraes chegou minutos depois, mas os bandidos já haviam desaparecido. Denise contou que foi ameaçada com uma arma de fogo de tamanho descomunal.

Folgado flagrado
José Oirando é vendedor e fazia entregas em domicílio, utilizando-se, para isto, de um veículo Peugeot. Só que ele vendia maconha, o que, segundo a lei, não pode. E, esta semana, ele foi flagrado entregando encomendas para o casal Eduardo e Maysa, no Bairro Miguel Jorge. O Cabo Washington e o Soldado Harley flagraram a operação e levaram todo mundo para a delegacia. Eram oito e vinte da noite.

Assaltada em casa
Patrícia ia para casa às dez e meia da noite. Olhou no retrovisor e notou que estava sendo seguida por um carro Gol, com apenas um farol funcionando. Não deu bola e foi em frente. Ao parar na porta de sua casa, no Anápolis City, viu que o carro que a seguia parou também. Dele desceram dois marmanjões que a renderam obrigando-a a entrar na casa. Lá dentro ainda estavam Letícia, Jéssica e Lorrane. Os covardões prenderam as mulheres e fizeram um limpa na casa. Levaram celulares; note book, cartões de banco, e o carro de Patrícia, um Ônix branco. Foi o que elas relataram ao Cabo Washington e ao Soldado Harley.

Sem a TV
Já pensando na Copa do Mundo de 2014, Gideoni comprou uma TV de 51 polegadas e instalou em sua casa, no Alphaville. Tudo transcorria normalmente, quando, esta semana, ele chegou em casa às três da tarde e levou o maior susto. Sua TV havia evaporado. Ninguém sabe, ninguém viu. Desconsolado, Gideoni chamou a polícia e foi socorrido pelo Cabo Ribeiro.

Deu mole
O Sargento Claudiones abordou Thiago nas ruas da Vila Sul. E, descobriu que ele conduzia uma porção de maconha. Indagado sobre a origem da droga, Thiago não teve dificuldade alguma em falar que a comprara de uma mulher chamada Ana, moradora na região. O policial levou Thiago à casa de Ana. E, em lá chegando, a encontraram, portando mais 25 porções da droga, já embaladas e prontas para a entrega. Mas, Ana foi levada, com droga e tudo, para o plantão policial.

Últimos clientes
Aconteceu no Bairro das Bandeiras... Ângela já estava fechando sua loja e restavam somente dois clientes. As portas começaram a ser abaixadas. Nisto, dois elementos que estavam do lado de fora, deram voz de assalto, utilizando-se, para tanto, de uma arma de fogo que ela não soube precisar o calibre nem o modelo. Também, coitada, ficou tonta de medo. Os bandidos, sem muitas dificuldades, levaram dinheiro, joias, mercadorias de valor e outros objetos. E, despareceram. Foi o que ela relatou ao Sargento José Francisco e ao Soldado Vandelício.

Outro assalto
Onze e pouco da noite e Lana ia com seu carro Prisma, de cor preta, pelas ruas do Bairro São Carlos. De repente, foi fechada por um veículo que ela não soube identificar. Dele, saltaram dois bandidos armados e a obrigaram a descer e entregar as chaves. Ela, para preservar a vida, não reagiu e entregou tudo. Os ladrões sumiram na escuridão. O Soldado Hugo foi quem atendeu a esta ocorrência.

Na clínica
Em mais um audacioso assalto, Simone, Flávio e Diego foram vítimas de um bandido que adentrou à clínica onde eles se encontravam, na Travessa Adélia de Faria, centro da Cidade. O marginal, portando um revólver, rendeu a todos, amarrou as vitimas e deixou-as em uma das salas do estabelecimento. Em seguida saiu levando um aparelho de TV, um tablet, três celulares, documentos pessoais e as chaves de uma moto. Testemunhas disseram que o assaltante fugiu em um carro Space Fox de cor branca.

Terror no Jardim
Há uma quadrilha espalhando o terror no Jardim Goiano. Os ladrões entram nas casas à luz do dia e roubam o que acham pela frente. À noite é pior ainda. Difícil encontrar uma casa que ainda não tenha sido “visitada” pelos marginais. Os moradores reclamam que já pediram todo tipo de socorro e que nada foi feito até agora. Dizem, mais, que o bando é bem conhecido na região.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...