(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 436

Causos de Polícia Comentários 19 de setembro de 2013

Notas Gerais


Estranho homicídio
Lorran Miranda da Silva Santos, 23 anos, foi morto a tiros por dois elementos que ocupavam uma moto escura, durante abordagem na Vila Jaiara na noite de 12 de setembro. A moto parou do lado da vitima e o garupa efetuou os disparos. Lorran ainda chegou a correr, mas logo em seguida caiu. O socorro médico, através do SAMU foi acionado, mas, quando os agentes chegaram, ele já estava morto. O corpo foi removido pelo IML. Rosilene Miranda da Silva, tia da vitima, fez o reconhecimento. Lorran havia saído naquele mesmo dia da Cadeia Pública e, ainda, estava com o alvará de soltura no bolso.

Maldade pura
Gabriela, que trabalha em um salão de beleza, chegou em casa, na Vila Santa Izabel, e notou algo estranho no ar. E, ela estava certa. Havia um buraco no teto, por onde os ladrões entraram e fizeram a maior festa. Além de consumirem tudo o que tinha na geladeira (leite, pão de forma, presunto, queijo e outros produtos) eles levaram um toca CD, 25 filmes diversos e uma prancha de cerâmica, por sinal, pertencente ao salão onde ela trabalha. Na hora ‘Gabi’ ficou decepcionada, mas resolveu ir prestar queixa no plantão. Foi quando seu irmão, Vítor, disse que a Polícia Civil estava em greve. Gabriela sentou-se no sofá e abriu a boca no mundo. Só restou a ela chorar pelas perdas.

Vacilou, dançou
Otávio, morador do São Carlos, gosta de sair com seu cãozinho “Messi” para passear nos finais de tarde. Esta semana ele cumpriu o ritual. Mas, se esqueceu de trancar o protão quando saiu. Foi fatal... A máquina de pressão que ele usava para lavar a calçada e o carro, estava bem à vista e alguém que passou, vendo a moleza, não teve dúvidas: carregou o equipamento. Otávio disse que não iria chamar a polícia, pois seria perda de tempo. Ficou acusando a si próprio de ser “muito lerdo” e disse que vai comprar outra máquina.

Crime bárbaro
A Polícia Civil prendeu, na semana passada, oito pessoas suspeitas de terem participação no assassinato da enfermeira Fabiana Nunes Ferreira Brasil, de 26 anos à época do crime, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia. O homicídio foi em setembro de 2011 e, segundo as investigações, teria sido cometido a mando da ex-mulher do namorado da vítima, por ciúmes. As prisões aconteceram no dia 12 deste mês. A suspeita de ser a mandante prestou depoimento na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, de Senador Canedo.

Traficantes
Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos - Genarc - de Anápolis prenderam os traficantes Rodrigo, 19 anos e, Pedro Henrique, 20 anos, no Setor Santa Clara. Com a dupla, os policiais do Genarc, comandados pelo Delegado Alex Nicolau do Nascimento Vasconcellos, apreenderam 20 kg de maconha, munições de uso restrito, balança de precisão e dinheiro.

Roubo na polícia
Trinta e seis celulares que estavam na sessão de Informática do Instituto de Criminalística do Estado de Goiás (IC), na Avenida Engenheiro Atílio Correia Lima, na Cidade Jardim, foram furtados na tarde do dia 13 de setembro, segundo ocorrência registrada na Delegacia Estadual de Investigações Criminais, que investiga o caso. Os celulares estavam apreendidos pela Polícia Civil e seriam periciados para a instrução dos inquéritos.

Roubos ousados
E, ainda esta semana, ladrões muito mais do que ousados, roubaram um cofre que estava na sede administrativa da Secretaria de Segurança Pública, em Goiânia. Pelo visto, os ladrões perderam o medo e o respeito às instituições e à própria policia. Isto porque o carro de representação do Prefeito Maguito Viela, de Aparecida de Goiânia foi, também, levado em assalto por dois bandidos que abordaram o motorista da prefeitura daquela cidade. E, para completar, em Anápolis, uma dupla abordou o delegado de polícia Fernando Sakuraba, um dos mais experientes do Estado e levou o carro que ele ocupava, no Bairro Jundiaí.

Fuga espetacular
Dez detentos fugiram da carceragem da Delegacia Estadual de Roubos e Furtos de Veículos Automotores em Goiânia. A fuga foi facilitada, segundo o titular da delegacia, Edson Carneiro, pela superlotação no local e pela queda de energia no Complexo de Delegacias, no Setor Cidade Jardim, onde fica a DERFVA. No momento, 40 detentos estavam na carceragem, com capacidade de abrigar 16 pessoas. A fuga ocorreu por volta das 3 horas da manhã e apenas um agente de polícia estava responsável pela segurança dos presos. Os detentos serraram o cadeado que trancava a porta da cela e tiveram acesso a um muro que divide o complexo com a Avenida Pio XII.

Passageiros suspeitos
Dois menores foram apreendidos com cerca de 50 quilos de maconha e quatro vidros de lança-perfumes, na Rodoviária de Goiânia. Os adolescentes de 12 e de 16 anos levariam a droga para o Maranhão. Segundo informações da Polícia Militar, os jovens ganhariam dois mil reais para transportarem a droga até o Estado do Maranhão. A polícia chegou até a dupla após uma denúncia anônima. A droga foi encontrada em duas malas que já estavam dentro do bagageiro do ônibus, no Box 26 da Rodoviária. Os jovens foram levados para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...