(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 427

Causos de Polícia Comentários 19 de julho de 2013

Notas Gerais


Trio dançou
Raí, Rafael e Ronie, bem que poderiam formar um trio atacante de futebol. Ou, quem sabe, um trio sertanejo. Mas, resolveram ir pelo caminho errado e entraram no negócio do pó. Ou seja: comercializar cocaína. Só que, a carreira durou pouco. Esta semana eles foram detidos por uma equipe do GENARC, no Bairro Batista, em Anápolis e, em poder do trio, os policiais encontraram um quilo e meio da referida droga. Uma mulher de nome Carla estava com o bando. Cadeia para eles. Além do prejuízo com a perda da ‘mercadoria’ eles vão ter de arranjar dinheiro para pagar bons advogados.

Casa arrombada I
Wilker mora no Dom Pedro II, bairro bem próximo ao centro de Anápolis. Esta semana, ele teve de sair para resolver alguns assuntos e, quando voltou, viu que a porta de sua casa estava aberta. Aberta, não, arrombada. E ao entrar, sentiu a falta de alguns objetos de valor, como um note book, uma câmera fotográfica e uma pistola Ponto 40, dessa utilizadas para operações especiais das forças armadas. Ele registou a ocorrência no Plantão Policial.

Casa arrombada II
E, o Bairro Dom Pedro II está, mesmo, visado pelos bandidos. Ordeleide, que mora naquele setor, teve sua casa arrombada por ladrões enquanto estava ausente. A vítima queixou-se do furto de uma TV Panasonic, pela qual assistia à novela das nove. Resignada, foi ao Plantão e prestou queixa, afirmando que vai tomar mais cuidado de agora em diante e que, quando for sair, vai pedir aos vizinhos para darem uma olhada na casa.

Moto suspeita
Gleisson trafegava pelas ruas do Parque das Nações em uma moto. O que chamou a atenção dos policiais foi o fato de os faróis do veículo estarem apagados e já era tarde da noite. A abordagem foi inevitável. E, mais uma vez, a polícia estava certa. A moto era produto de furto, segundo constava no arquivo da PM. Assim sendo, tanto a moto, quanto Gleisson, foram encaminhados para o plantão, onde se tomaram as devidas providências.

Excursão bandida
Michel e Raul, moradores em Aparecida de Goiânia, acompanhados de três amigos, menores de idade, decidiram dar uma esticadinha até Anápolis. O objetivo: assaltar pessoas e estabelecimentos comerciais. No começo até que deu certo. Roubaram uma mercearia e um posto de gasolina no povoado de Planalmira. Mas, ao retornarem pela BR 414, deram de cara com algumas viaturas da PM que já estavam em seu encalço. Todo mundo levado para a delegacia de plantão.

Na paquera
Caio estava em cima de uma moto, em atitude estranha, perto de uma agência bancária da Avenida Brasil Sul. A viatura da PM, ocupada pelo Sargento Valter e pelo Soldado Porto, passou e os policiais viram que aquilo não estava certo. Os PM’s resolveram abordar o Caio. Ele, sem muitas delongas, acabou confessando que estava “filmando” o movimento para um provável assalto. E, ainda, entregou o amigo Gutemberg, que estava a alguns metros adiante. A dupla foi conversar com o delegado de plantão.

Ousadia
Oswaldo, na companhia de mais oito irmãos da igreja, acabara de deixar o templo, onde assistiram a um culto de louvor. E, de repente, o grupo foi abordado pelo condutor de uma moto, que trazia na garupa uma mulher obesa. Ambos estavam armados e, mesmo em desvantagem numérica, partiram para cima dos fiéis, roubando todos os objetos de valor que eles conduziam. Isto aconteceu no Bairro JK, em uma área bem movimentada. Os assaltantes, na maior calma, recolheram celulares, dinheiro, bolsas, documentos e tudo mais, desaparecendo na escuridão. Oswaldo disse que vai orar para que Deus mude o coração desses bandidos

Briga de faca
Júlio César se desentendeu com Marcos Roberto. Os dois residem no Morada Nova, perto do Filostro. Ameaça de cá, ameaça de lá, e, Júlio César apoderou-se de uma faca. Com ela, fez um enorme furo na barriga de Marcos Roberto. A polícia chegou na hora de levar a vítima para o hospital. Júlio César já havia sumido, mas os PM’s disseram que sabem onde encontrá-lo. Os vizinhos dos dois dizem que vai ter troco.

Vacilou
O irmão de Adriano viajou e pediu para ele tomar conta da casa, no Anápolis City. Mas, pouco adiantou. Necessitando de dar uma rápida saída, ele não esperava que os ladrões se aproveitassem e roubassem muitos objetos de valor da referida casa. E, pior... Alguns vizinhos viram pessoas retirando aparelhos eletrônicos, roupas e outras peças da mobília, colocando em um carro preto e desaparecendo na escuridão. Adriano ficou chateado porque os vizinhos não chamaram a Polícia.

Muita maconha
Após dois meses de investigações, a Polícia Civil apreendeu, em Rio Verde, mais de quatro toneladas de maconha. A droga, perfazendo um total de 4.160 kg, estava sendo transportada em uma camioneta F-4000, com placas de Campo Grande-MS e seria, de acordo com as investigações, distribuída nos grandes centros como Goiânia, Distrito Federal e São Paulo. Foi a maior apreensão de maconha já realizada na história policial de Goiás.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...