(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 421

Causos de Polícia Comentários 07 de junho de 2013

Notas Gerais


Sem juízo
Izamar, já cinquentão, é um cara pra lá de esquisito. Dia desses, ele estava na Vila Santa Maria de Nazareth, quando uma menor de idade passou pelas proximidades. Ele, na maior cara de pau, abaixou as calças e exibiu suas partes íntimas. A menina correu e discou para o 190. Os soldados Dias e Adriano compareceram a tempo de levar o Izamar para a delegacia.

A casa caiu
Luziânia “trabalha” na venda de drogas. Isto, na região do Parque Residencial das Flores. Esta semana ela foi flagrada pelo Cabo Reis e pelo Soldado Neto, atendendo a dois “clientes”. Eram João Batista e outro de nome Júnior. Ambos haviam acabado de adquirir algumas pedras de crack. Ela foi autuada em flagrante por tráfico.

Precoce
Dênis completou 20 anos em abril último e já tem casos para contar. Esta semana ele foi abordado por um assaltante que, com uma faca na mão, queria tudo o que ele, Dênis tivesse de valor. E, o que ele tinha eram, somente, uns trocados. Cerca de R$ 6. Isto, às dez da note, na Avenida Goiás, centro. Ele narrou esta história ao Soldado Marcos Pereira.

Duas brigonas
No Residencial Leblon, Rosimar e Luciene, ambas com a cara cheia de drogas, segundo a ocorrência policial de número 56920109, se atracaram, rolando no chão. A agravante é que junto estava uma criança de, apenas, um ano de idade. A Polícia Militar, representada pelo Cabo Holanda e pelo Soldado Marcos levou as brigonas para a delegacia.

Confusão geral
Aparentando estar embriagadas, Marília Gabriela (não é a famosa jornalista) e Luciana chegaram ao Hotel Itamaraty, no centro da Cidade e aprontaram a maior confusão. Queriam agredir um cidadão de nome Marcelo. O dono do hotel, Jones Moura, chamou a polícia na hora. Quando o Cabo Rodrigues e o Soldado Jefferson chegaram, as duas barraqueiras trataram de se acalmar e pagaram a conta que estavam devendo. Ato contínuo, deram no pé.

Sem a TV
Doida para ver a novela das nove, Brunna chegou em casa, na Vila Góis e teve uma grande surpresa. A TV não estava na estante, onde sempre esteve. Pensou que alguém a havia tomado emprestado. Qual nada... O aparelho foi roubado, isto cinco e meia da tarde. Ela, inconformada, chamou a polícia e foi socorrida pelo Sargento Edvaldo e pelo Soldado Lusimar.

Confusão no Paraíso
Regymaria, atendente do SAMU estava socorrendo a um cidadão de nome Júlio, no Bairro Paraíso, apoiada por Nelson Antônio. De repente, apareceu um sujeito de nome José Mário, com uma baita faca na mão, dizendo que iria matar o Nelson Antônio. Este, que não é bobo, nem nada, saiu na maior carreira e mandou a Regymaria chamar a polícia. O Sargento Prado e o Soldado Marcos Pereira chegaram bem na hora. Mas, José Mário não se intimidou e avançou para cima dos policiais com a dita faca. Foi preciso sangue frio e prudência para desarmá-lo. Mesmo assim, ele feriu o sargento no pescoço. Ao chegar na delegacia, descobriu-se que havia um mandado de prisão contra Nelson, por infração dos artigos 14 (tentativa ou, consumação de morte) e 16 (arrependimento posterior) do Código Penal Brasileiro. Ficou detido.

Até cartório
Eram três e cinco da manhã, quando o Sargento De Sá foi acionado para atender a uma ocorrência na Rua Barão de Cotegipe. É que, um cartório ali existente fora arrombado. O dono do cartório, Amaury Amorim, não deu falta de nada, pelo menos naquela hora, mas, mesmo assim, foi orientado a registrar a ocorrência na Polícia Civil.

Amor complicado
Josiane tem um caso com Jonathan. Ou, tinha. Esta semana ele decidiu passar-lhe um corretivo, aplicando-lhe uma surra daquelas. Josiane chamou a polícia e foi socorrida pelo Sargento Edvaldo e pelo Cabo Lusimar. Quando os policiais chegaram, o valentão do Jonathan havia desaparecido. Isto, duas e meia da tarde.

Pancadaria
Confusão no Bar do “Cabeça Seca”, Jardim Esperança. Os irmãos Cláudio e Aleandro resolveram tirar suas diferenças e saíram no tapa. Quando o Sargento Carvalho e o Cabo Hercílio chegaram, encontraram o Cláudio com um buraco na cabeça. Ele disse que fora agredido por Honório, dono do bar. Os policiais resolveram levar todo mundo para a delegacia. Só que, no trajeto, Cláudio perdeu o juízo e começou a quebrar a viatura, além de ameaçar os policiais. Foi preso por desacato e danos ao patrimônio público.

Nervosinho
Luiz Henrique mora no Jardim América e é um cara dos mais esquentados. Por qualquer coisa ele quer briga. Esta semana, não encontrando ninguém para sair no tapa, resolveu descontar sua ira em Nayara, que é sua irmã. E encheu a cara dela de tapas. Mas, quando o Sargento Walter e o Soldado Porto estavam se aproximando da confusão, ele deu no pé. Acabou a valentia.

Bateu na esposa
Cleonan, que mora no Residencial Munir Calixto, chegou em casa todo bêbado e deu uma de valente pra cima da esposa, Elisângela. A coitada tomou vários socos no rosto e resolveu chamar a polícia. Para lá se dirigiram os soldados Dimitri e Patrick. Eles acabaram por levar todo mundo para a delegacia, onde foram tomadas as devidas providências.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...