(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 411

Causos de Polícia Comentários 28 de maro de 2013

Notas Gerais


Acabou?
Paulo Henrique casou-se com Maria de Fátima, sob os olhares de muitas testemunhas, igreja lotada de convidados e várias juras de amor. Mas, isso, de nada valeu. Os dois passaram a andar às turras. Esta semana, o Sargento D. Carlos e o Soldado Fabrício foram chamados à residência do casal, na Rua Jornalista Arlindo Cardoso, onde o pau estava quebrando. Ela estava apanhando dele. Resultado: todos foram conversar com a delegada Aline Vilela que não gosta, nem um pouco, de homem que bate em mulher.

Briga de casal
Outra que entrou na taca e quase morreu, foi Sirlene. O agressor é Deivid, seu amásio. A pancadaria aconteceu no setor Las Palmas. Lá compareceram os soldados Palmério e Robson, evitando uma tragédia maior. Pouco adiante, os militares encontraram o agressor, que já estava fazendo outra vítima. Era Alcimar, também golpeado com a mesma barra de ferro com que Sirlene fora agredida. O motivo: ciúmes e bebedeira.

Ficou doidão
Jonathan, que consta como usuário de drogas, na ocorrência policial, ficou ‘doidão’ e subiu no telhado fazendo a maior algazarra. Isto aconteceu no Jardim Santana. Cleusa e Cleiton, seus vizinhos chamaram a polícia e disseram que, além de tudo, o autor é acusado de infringir os artigos 155 (furto) e 157 (roubo) do Código Penal. O Sargento J. Divino e o Soldado Eugênio levaram todos para a delegacia.

Assaltante caiu
Precisando levantar algum, Wellington, conhecido nas rodas do Recanto do Sol como “Pitico”, passou a mão numa faca e decidiu sair assaltando. No caminho encontrou duas garotas, menores de idade, mas não fez a menor cerimônia. Tomou os dois aparelhos celulares que elas portavam. As moças aprontaram o maior berreiro e a polícia chegou a tempo de socorrê-las. Eram os soldados Sales e Filho. “Pitico” sumiu no mundo.

Surpresa em casa
Ana Paula mora no Residencial Copacabana e leva uma vida das mais tranquilas. Mas, esta semana ele chegou em casa, por volta de nove e meia da manhã e notou que a porta havia sido arrombada. Chamou a polícia e foi atendida pelo Sargento Xavier e pelo Soldado César. Entraram na casa e ela deu falta de um DVD player, um forno microondas e uma cafeteira elétrica. Mesmo com o empenho dos policiais, não foi possível descobrir o paradeiro dos objetos, muito menos dos autores do furto.

Sem o celular
Oito e meia da noite, Ione transitava pelas ruas do Bairro Jundiaí, toda despreocupada. Do nada, surgiu em sua frente um sujeito mal encarado, com um baita revólver na mão e foi logo dizendo que não estava para brincadeira e que queria tudo o que ela, Ione, estava levando. E, esse tudo eram sua bolsa, com documentos pessoais e um aparelho celular. “Tá bom... é melhor do que nada”, disse o cara de pau. E, sumiu na escuridão. Ione chamou a polícia e foi socorrida pelo Sargento Carvalho.

Roubou, dançou
O Cabo Romes e o Soldado Alves foram chamados para uma ocorrência no Setor Arco Íris. É que Wesley, 19 anos, que tem por hábito roubar das pessoas, havia tomado a bolsa de Francisca, isto às onze e meia do dia. Ele correu e ela gritou. Populares que estavam nas imediações correram atrás do malandro, detendo-o. Wesley ainda tentou desvencilhar-se da bolsa, dispensando-a em um lote baldio. Mas, não colou. Foi levado para conversar com o delegado de plantão.

Achadinho
Valdirene, que já estava com R$ 2 mil na bolsa, foi a uma agência bancária no centro da Cidade e retirou mais R$ 4 mil. Seguia calmamente pela Rua Barão do Rio Branco, quando viu que uma senhora deixou cair um papel, parecendo um documento. Atenciosa e cortês, ela apanhou o dito papel e foi entregar para a dona. Era o manjado golpe do “achadinho”. A suposta dona do papel estava mancomunada com outra e levaram Valdirene na conversa. Tomaram-lhe a bolsa e desapareceram. Isto ocorreu à uma e meia da tarde, e, ninguém viu nada. Desconsolada, a vítima chamou a polícia e foi atendida pelo Sargento Almeida.

Muito rápido
Jubiele tem um salão de beleza na Avenida Cachoeira Dourada. Esta semana, ela estava atendendo a uma cliente quando viu que parou uma moto bem em frente ao seu estabelecimento. Dela, desceu um sujeito desconhecido, entrou apressado, passou a mão em um note book, correu, montou na moto e sumiu. Foi tudo muito rápido e ela contou ao Cabo Rosonei que só deu tempo de ver que era uma moto prateada e que a primeira letra da placa era K. Não soube informar mais nada.

Na imobiliária
Thiago e Juliane estavam na imobiliária em que trabalham, no Jundiaí quando chegaram três elementos. O casal pensou que se tratava de clientes querendo comprar, ou alugar algum imóvel. Nada disso... Eram assaltantes. O trio, armado de revólveres, levou um note book, R$ 300 em dinheiro, um telefone celular e documentos pessoais das vítimas. A ocorrência foi atendida pelo Sargento Carvalho e pelo Soldado Caetano.

Briga feia
Pouco mais de uma da tarde, no Parque Residencial das Flores. Maria Cristina e Poliana não se dão muito bem. E, se encontraram por acaso. A troca de insultos foi inevitável, como inevitável, também, foi as duas saírem no braço. Rolaram pelo chão até que chegaram o Sargento Rivaldo e o Soldado Alberto que levaram as brigonas para o plantão policial.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...