(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 410

Causos de Polícia Comentários 22 de maro de 2013

Notas Gerais


Dupla assaltada
Renato e Renedy, que não formam uma dupla sertaneja e, sim, de colegas de trabalho, estavam no escritório da firma, pouco mais de cinco da tarde. De repente, não mais que de repente, um elemento afrodescendente, usando um boné amarelo, chegou ao local e com um reluzente 38 na mão direita, anunciou o assalto. Levou R$ 300 de Renedy e R$ 50 de Renato. De quebra, os telefones celulares dos dois amigos, que foram socorridos pelo Cabo Costa e pelo Soldado Thallys. Mas, o ladrão escafedeu-se.

Roubaram de Maria
Depois de um dia de trabalho estafante, Maria retornava para casa. Era por volta de onze e meia da noite, no Residencial Copacabana. Nisto, dela se aproximou um bandidão, daqueles bem covardes, que assaltam mulheres e tomou sua bolsa. Um vizinho, de nome Raul, se aproximou e disse que o assaltante era um tal Michel, com várias passagens pela polícia e que teria pedido a ele que devolvesse os pertences de Maria. Ele não devolveu. Os soldados Sérgio e Daniel foram a sua casa, no mesmo conjunto residencial, mas não o encontraram. Mas, disseram que ele não perde por esperar. É bom o Michel ficar bem esperto.

Fator surpresa
Quatro e dez da madrugada, Thiago estava passando pela Avenida Pedro Ludovico, quando foi abordado por dois elementos. Estes, sem a menor cerimônia, disseram que estavam precisando de dinheiro para pagarem algumas contas e queriam que Thiago resolvesse o problema. O jeito foi o cidadão entregar R$ 150 em dinheiro vivo, mais um telefone celular e um par de chinelos. Os malas despareceram e a vítima foi atendida pelo Cabo Rodrigues e pelo Soldado Jefferson que a aconselharam a não circular na madrugada.

Dez anos depois
Policiais civis de Goianésia prenderam o operador de máquinas Edinaldo Henrique Pereira e seu filho, o tratorista José Carlos Henrique Pereira, acusados por um homicídio em março de 2003, numa fazenda situada em Barreiros, Pernambuco. O crime ocorreu depois de uma discussão entre Edinaldo e a vítima que, de posse de um facão, teria tentado agredir o autor. Este, portava um revólver e atirou no rival que, ainda, sofreu golpes de facão na cabeça, desferidos pelo filho do autor. Em seguida, pai e filhos fugiram e vieram para Goiás. Há sete anos, residem e trabalham em Goianésia.

Os frangos
Esperto como um gato, Leandro, 28 anos, escalou o muro da Escola “Betesda”, no Jardim Primavera para roubar. E, já estava saindo com 30 quilos de frango, alimento para a merenda escolar das crianças. Ao pular o muro de volta, ele se desequilibrou e caiu, ferindo uma das mãos. Foi a conta para que Maicon, vigia do estabelecimento educacional, o detivesse e chamasse o Sargento Fortaleza e o Soldado Elismar. Isto ocorreu à uma hora da manhã. Leandro, velho conhecido da polícia naquela região, foi levado, primeiramente, para o Hospital Municipal, onde recebeu atendimento médico. Depois, foi convidado a conversar com o delegado de plantão. Um seu comparsa conseguiu fugir, levando também, outros 30 quilos de frango prontos para cozinhar.

Na mercearia
Itamar tem uma sortida mercearia no Jardim Progresso e vive tranquilamente atendendo à clientela do bairro. Mas, esta semana, ele recebeu uma visita das mais indesejáveis: um assaltante. O marginal apareceu armado de revólver, às sete horas da noite e, sem muito papo, levou quatro aparelhos celulares, R$ 200 em dinheiro vivo e sumiu na escuridão, tomando o rumo da BR 153. Refeito do susto Itamar chamou o Cabo Holanda e o Soldado Alberto que ainda procuraram pelo bandido, mas ele foi mais esperto.

Erva maldita
Cássio é vidrado em maconha. Gosta de fumar; plantar, vender e fotografar. Esta semana, durante uma abordagem feita pelo Cabo Washington e pelo Soldado Harley seu celular tinha, como papel de parede, um vistoso pé de maconha. Os policiais foram com ele à sua residência e viram que o referido arbusto ainda estava lá no quintal, já com quase dois metros de altura. No celular de Cássio várias mensagens. Eram de “clientes” pedindo a ‘erva’. Na casa, foram encontradas, também, mais uma porção de maconha e uma balança de precisão, justamente, para pesar as drogas que ele vendia na região.

Cara de pau
Tatiane tem uma loja de roupas no Residencial Munir Calixto. Esta semana ela estava ocupada, atendendo aos clientes, e nem percebeu que um marmanjão estava roubando o dinheiro de seu caixa. Advertida por pessoa que ali se achavam, ela, foi verificar no equipamento de filmagem e viu que se tratava de um elemento de camiseta verde e usando um boné. Mas, quando o Sargento Santiago e o Cabo Alessandro chegaram, o salafrário já havia sumido no mundo.

Quatro contra um
Sujeito pacato, Marcos vinha tranquilo, assobiando uma música de Michel Teló pelas ruas do Bairro São Carlos. Isto, pouco antes de oito da noite. Viu que um FIAT Pálio estacionou logo à frente. E viu, também, que desceram quatro elementos, um deles com uma baita espingarda nas mãos. E deram voz de assalto, levando a mochila, documentos e tudo o mais que Carlos portava. Entraram no carro e desapareceram na escuridão. Ele chamou a polícia e foi atendido pelos soldados Alessandro e Denner.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...