(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 399

Causos de Polícia Comentários 04 de janeiro de 2013


Grande confusão
Josiane, de 25 anos, mora em Trindade. Ela namora Thiago, que está preso em Goiânia, por tráfico de drogas. Thiago é casado com Soleni, que assumiu o “negócio”, mas, também, foi presa. Soleni tem uma irmã, de nome Lorrayne que guardava, em casa, nada menos que 120 quilos de maconha pertencentes a Thiago. Foi presa, também. Esta semana, Josiane foi visitar o amado, levando um estranho presente. Barrada na portaria da Penitenciária “Odenir Guimarães”, ela entregou o serviço: era maconha para Thiago. Resultado? Também, foi presa. A polícia acredita ter desbaratado uma poderosa quadrilha de traficantes do eixo Goiânia/Trindade.

Não colou
Richard estava dando sopa nas proximidades do campo de futebol “Barro Preto”, na Vila Santa Maria de Nazareth. Quando olhou para o lado, viu que se aproximava uma viatura da PM, dessas novinhas enviadas pelo Governo na semana passada. Mais do que depressa, jogou ao chão um volume que conduzia e começou a assoviar. Indagado sobre sua presença naquela hora e naquele local, ele disse que estava “tomando um ar fresco”. Não colou... Os policias o abordaram e voltaram com ele alguns passos. O que Richard havia jogado no chão? Um baita 38, cheio de balas. Foi levado ao DP para explicar o que estava fazendo com o “berro” na cintura.

Onda de roubos
Moradores do JK/Jundiaí estão apavorados com o elevado índice de roubos praticados naquele setor. Na semana passada foram assaltadas cinco casas. Numa delas, os filhos do dono ainda flagraram os bandidos no interior da residência. E, mandaram fogo. Só que, não acertaram. Disseram que os bandidos estavam em um Honda Civic de cor preta. Estão pedindo mais vigilância e mais abordagens naquela região de Anápolis. É que por lá existem vários bares onde costumam aparecer pessoas de outras regiões, com a intenção de praticar crimes.

Encrenca
Charles Bronson (isso mesmo) não gosta de José Orlando. E, vice versa. Esta semana os dois se encontraram no Bairro Paraíso, onde moram e, não deu outra. Discussão, ameaças de ambos os lados. Ao contrário do xará famoso do cinema, o Charles Bronson de Anápolis tinha, apenas, uma garrucha calibre 32. E foi com ela que detonou dois tiros contra o rival. A arma falhou e, cada qual correu para um lado. Charles foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Quem conhece os dois afirma que isto não vai ficar assim. O bairro está apavorado com a possibilidade de um novo encontro entre ambos.

Deu sorte
Régis tem 34 anos e uma vida cheia de irregularidades. Esta semana, ele estava nas proximidades do Parque da Liberdade, recentemente inaugurado, quando surgiram dois elementos em uma moto. O garupa com uma baita pistola automática na mão, sem falar nada, foi logo disparando. Ao todo, oito tiros. Os vizinhos saíram assustados para verem o que estava ocorrendo. Dois tiros acertaram Régis no braço e na mão, mas ele não corre risco de morrer. E, disse, inicialmente, que não sabe quem foi o autor e nem os motivos do atentado. A polícia acredita que ele saiba.

Morte precoce
Sidney Nascimento, que tinha os apelidos de “Dinair” e “Didi”, estava com 18 anos e uma longa ficha de atos antissociais praticados quando ainda era menor de idade. Esta semana ele encontrou a morte. Foi em Pirenópolis, onde estava passando o Réveillon ao lado de amigos. Dois elementos o cercaram e, mesmo com a rua movimentada, não hesitaram em disparar várias vezes contra o jovem que morreu na hora. A Polícia fala em acerto de contas.

Adeus, Gol
Johnny, 18 anos, trabalha no Bairro Batista e já havia comprado seu carrinho, um Gol de cor branca. Esta semana ele chegou para trabalhar e deixou o veículo em uma praça daquele setor. Por volta de 15 horas ele ainda deu uma olhada e viu que o carro estava no mesmo lugar onde o deixara. Mas, às seis das tarde, quando terminou o expediente e ia para casa, chegou ao local e viu que o carro havia desaparecido. Ele, com a ajuda de amigos, ainda, deu algumas voltas na esperança de encontrar seu meio de transporte. Qual nada... Ficou no prejuízo.

Parada fatal
Renato vinha com sua motoca pela Avenida Brasil Sul, quando o celular tocou. Temendo sofrer um acidente, ele estacionou o veículo e foi atender. Quando estava no maior papo (não revelou com quem conversava, nem qual era o assunto) sentiu um objeto frio encostando-se a sua nuca, pouco abaixo da orelha. Virou-se e deu de cara com um enorme revólver, na mão de um assaltante. Ele queria a moto de Renato. E, levou... O amigo do bandido saiu na frente pilotando outra motocicleta. Isso, dez e pouco da noite, numa avenida toda iluminada.

Fim da linha
Elton Araújo, o “Eltinho”, 23 anos, era tido como o terror de Goianésia e região. Acusado de vários crimes, incluindo tráfico de drogas e homicídio, ele morreu esta semana em confronto com policiais que o procuravam cumprindo mandado de prisão. Elton levou um tiro no pescoço. Seu comparsa, de nome Carlos Afonso, se entregou e foi preso. A polícia de Goianésia acredita que “Carlinhos” saiba de muita coisa.

Autor(a): Da Redação

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...