(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.571

Causos de Polícia Comentários 20 de maio de 2016

Notas Gerais


Assaltada na rua
Cinco da tarde e lá ia a Ivani, despreocupada da vida. Andava pelas ruas do Santo André, quando, de repente, uma moto parou ao seu lado. Ela olhou e viu dois camaradas com cara de poucos amigos. “Dona, a gente está querendo sua bolsa. E, acho melhor a senhora entregar!”, disse um deles ameaçadoramente. A Ivani, coitada, sozinha, desarmada, quase morta de medo, entregou sem maiores dificuldades. Os bandidos foram embora levando a bolsa. Dentro dela, documentos, dinheiro e outros pertences. Ivani ligou para o 190 e foi orientada a registrar um boletim de ocorrência no Plantão Policial.

O incendiário
O Rodrigo tem 23 anos e nem um pingo de juízo. Ele teve seu carro, um Chevette apreendido em Araçu, que faz parte da Terceira Regional de Polícia Civil com sede em Anápolis. Ficou contrariado e resolveu ir lá no pátio e por fogo no veículo. Só que, além do Chevette do Rodrigo outros dois carros, também, pegaram fogo. Rodrigo está mais enrolado do que nunca. Vai responder pelo crime de incêndio.

Assalto inaceitável
Nayane vinha com sua filhinha de um ano e seis meses no colo, caminhando pelas ruas do Residencial Jibran. Isto, por volta de seis e pouco da tarde, com o sol, ainda, por se esconder. Ouviu o barulho de uma moto e não deu importância. Afinal estava claro ainda. Mas, antes tivesse dado. Na moto estavam dois assaltantes malvados e covardes, que apontaram uma arma para a mulher indefesa. Queriam assaltá-la. Acabaram levando 20 reais e o seu celular. Ela disse que não vai mais sair de casa nem para passear com a neném.

Casal roubado
Leandro e Natali estavam chegando em casa, na Vila Nossa Senhora D’Abadia, isto por volta de dez e pouco da noite. Não estavam preocupados com nada, pois iriam descansar para a labuta do dia seguinte. Mas, do nada, surgiu um Gol branco. Dentro dele, dois elementos, Um dos elementos saltou e, de arma em punho, anunciou o assalto. O casal tremeu todo. Fazer o quê? O jeito foi entregar o celular do Leandro e a bolsa da Natali. No dia seguinte, ele recebeu um telefonema da operadora dizendo que seu aparelho havia sido localizado na região do Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Ele registrou a ocorrência.

Sequestro e roubo
Maurício estava com seu carro em frente ao Parque Ipiranga, por volta de onze e pouco da noite. Nisto, chegou um Gol com a frente batida. Dentro do Gol com a frente batida, estavam dois elementos. Um deles desceu e deu voz de assalto ao Maurício e mandou que ele seguisse o outro carro. Foram para a região da Base Aérea. No caminho, o bandido que estava com o Maurício fez um monte de perguntas sobre sua situação financeira, sobre o carro, sobre tudo. Depois, em uma estrada vicinal, roubaram o que puderam da vítima, como celular, cartão de banco, pastas de CD e 230 reais em dinheiro. O Maurício saiu de lá direto para o Plantão, onde registrou queixa.

Ameaça pelo MSN
O Wanderson, de 21 anos, foi cercado por um homem com uma faca na mão. O assaltante tomou-lhe o celular e foi embora. Horas depois, a pastora da igreja onde ele frequenta recebeu uma mensagem via MSN. A pessoa que mandou a mensagem acusava o Wanderson de estar “mexendo com mulher alheia” e disse que iria matá-lo. O Wanderson registrou a queixa, mas falou que não tem suspeita de quem seja a pessoa que o ameaça de morte. Caso mais estranho!

Ficou sem o salário
Luciano vinha pela Avenida Minas Gerais, quase uma da manhã. Em dado momento, surgiram dois sujeitos em sua frente. E, foram logo falando o que queriam: dinheiro. Para tanto, começaram a espancar o Luciano, jogando-o ao chão, dando-lhe pisões e coronhadas na cabeça. O Luciano estava com 800 e poucos reais no bolso, fruto de seu pagamento do mês. Foi obrigado a entregar o dinheiro, mais o celular e os documentos para os bandidos que, tão misteriosamente como chegaram, desapareceram na escuridão.

Foragido I
Policiais civis do Grupo de Capturas e Apoio Operacional de Anápolis prenderam o foragido Gilmar Cordeiro da Cunha, 53 anos, em desfavor de quem havia dois mandados de prisão definitiva em aberto. O primeiro mandado foi expedido em junho de 2013, referente à condenação de seis anos pela prática do crime de roubo qualificado com o emprego de arma de fogo em Goiânia. O segundo, expedido pelo Poder Judiciário de Anápolis em abril de 2014, no qual Gilmar foi condenado a mais de nove anos de reclusão por furto qualificado. Gilmar tem, ainda, registradas em seu desfavor, passagens pelo cometimento dos crimes de ameaça, Lei Maria da Penha, furto de veículo e roubo.

Foragido II
Foragido da Polícia, José Carlos da Silva, 51 anos de idade, foi preso em Anápolis. Em seu desfavor havia em aberto um Mandado de Prisão Preventiva, datado de 21 de março. Ele é acusado por um crime de homicídio praticado em 1993. Após a prisão, ele foi conduzido para a Unidade Prisional de Anápolis onde permanece à disposição do Judiciário. Segundo ele, o crime teria sido motivado pela própria vítima, que lhe agredira com uma faca. Para se defender, ele teria tomado a arma e atingido o agressor.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...