(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.567

Causos de Polícia Comentários 21 de abril de 2016

Notas Gerais


Quinteto complicado
Queones (23 anos); Lucas (21 anos); Alexandre (19 anos), Rosimar (24 anos) e Artiério (21 anos) não formam nenhum time de futsal. O negócio deles é (ou era) outro. Decidiram montar uma empresa distribuidora, na cidade de Goianésia. Só que, eles distribuíam maconha embalada, pronta para o consumo. A mercadoria pertencia a um sexto elemento, que por sinal, está preso na cadeia daquele município. A coisa ia bem, até que o delegado Marco Antônio Maia ficou sabendo e colocou fim ao empreendimento. Agora, o quinteto, mais o atacadista da erva, estão devidamente arquivados nas celas do presídio, esperando por um encontro com o juiz da vara criminal. (Fonte: Jornal Folha do Vale).

Desculpa esfarrapada
Alex e Sadraque foram detidos pela polícia. “Nóis é di menor doutor!” disse o Sadraque. Mas, não eram. Ambos são maiores de idade e velhos conhecidos das delegacias, na verdade, desde que eram, de fato, “di menor”. Eles foram reconhecidos pela Rosângela, pelo Jeffer e pelo Rony, como autores de roubo dos respectivos celulares. “São eles mesmos, sem tirar nem por”, disse a Rosângela, ao ficar frente a frente com a dupla. “A moto é essa mesma”, disse o Jeffer. Assim sendo, com tantas evidências, os policiais militares abriram a porta traseira da FIAT Pálio Weekend que pertence à Polícia Militar do Estado de Goiás e, delicadamente, solicitaram que eles se acomodassem, pois iriam dar uma chegada à Praça do Expedicionário, onde funciona o Plantão Policial. Lá, teriam um saudável bate-papo com o pessoal que já os aguardava na cela e, depois, com o delegado de plantão.

Caíram do cavalo
Os menores de iniciais G e M, apesar da pouca idade, já dão um trabalho danado para a polícia na região de Terezópolis de Goiás. Esta semana o fato se repetiu. Sem nada melhor para fazer, resolveram assaltar, aliás, uma atividade em que são exímios. E, o primeiro escolhido foi o empresário Rodrigo, dono de um supermercado naquela comunidade. Levaram celular, dinheiro e outros objetos de valor. Mas, como o comerciante já os conhecia de vista, não foi difícil narrar o ocorrido para a PM. Mais fácil, ainda, foi localizar e apreender a dupla. Eles confessaram o roubo e informaram que o produto estava na casa de outro menor, o A. Foi todo mundo pra lá e, de fato, encontram os pertences do empresário, mais um simulacro de arma de fogo. O destino seguinte foi o Plantão Policial, com a quase certeza de que, em poucos dias, estrariam na rua de novo.

Filha fujona
A Rosângela é mãe da menor de inicial R, que tem 17 anos. Esta garota vivia falando para a mãe que estava prestes a sair de casa para viver em liberdade. De tanto ameaçar, ela acabou cumprindo. Ao abrir seu e-mail, a Rosângela viu, no perfil da filha, que ela descreveu estar em um “relacionamento sério”. Mas, não disse com quem e nem que relacionamento era esse. Desesperada e preocupada com o que poderia acontecer à filha, a senhora Rosângela procurou a Polícia e registrou queixa. Ela disse que não tem nenhum problema de relacionamento com a moça.

Telefonema premiado
O telefone da Luizete tocou e ela atendeu prontamente. “Quem fala?”, perguntou uma voz masculina. “É a Luizete”, respondeu ela. “Parabéns Dona Luizete. Aqui é o Marcelo. Quero informar que a senhora acaba de ganhar um smartphone e mais 25 mil reais em dinheiro”. A Luizete quase morreu de alegria e perguntou quando é que receberia o belo prêmio. “É hoje mesmo, dona Luizete. Basta a senhora depositar 2.999 reais em uma conta que eu vou passar os dados e esperar em casa. Nossa equipe vai aí entregar hoje ainda”, disse o tal Marcelo. Mas, era tudo mentira. Tratava-se do velho golpe do telefonema premiado. Quando a Luizete acordou e foi tentar bloquear o depósito, já era tarde. O dinheiro já havia sido sacado. Ficou no prejuízo.

Trio da pesada
O Aspirante Arthur estava no comando de uma patrulha na região do Bairro São Lourenço, quando viu três motociclistas em atitudes suspeitas. Foi atrás do trio. Cerca daqui, cerca dali e os três decidiram deixarem as motos e fugiram à pé, embrenhando-se em um matagal. Mas, um deles, o menor de inicial L, 17 anos, não conseguiu ir muito longe. Foi alcançado pelos policiais e abriu o bico, entregando todo o serviço. Uma das motos, justamente a que ele ocupava, tinha restrição de roubo. Logo depois, apareceu o dono de um dos veículos. Era o Edson, que alegou ter sido roubado recentemente. Como a coisa estava muito confusa, o Aspirante Arthur decidiu mandar recolher as motos para o Pátio Municipal e levou o L para refrescar a memória e contar tudo o que sabia para o delegado de plantão. A princípio, ele disse que não iria. Mas, depois de um bate papo, na base da psicologia, decidiu acatar o conselho do policial e foi.

Mistério do cartão
Dona Isabel, moradora na Vila São José, disse no Plantão Policial que seu cartão da Caixa sumiu. Ela, a princípio, não ligou e pensou que o documento estivesse perdido dentro da casa mesmo. Mas, como não conseguiu encontrá-lo, resolveu dar uma chegada ao banco. Qual não foi a sua surpresa quando descobriu que alguém, que ela não sabe quem foi, pegou o cartão e fez vários saques em lotéricas e compras no comércio. Registrou a ocorrência para se resguardar de mais problemas. Ela quer saber como uma pessoa conseguiu a senha para fazer os saques e as compras. (Colaborou Daniel Braga).

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...