(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.563

Causos de Polícia Comentários 24 de maro de 2016

Notas Gerais


Irmãos problema
Pode ser mal de família. Dois irmãos escolheram o caminho do crime para seguirem. Em Goianésia, o Delegado Regional, Marco Antônio Maia, prendeu os irmãos Mayson (21 anos) e Cleferton (20 anos), tidos como os terrores da região. Mayson é envolvido na morte de um cisterneiro, além de outros delitos. Cleferton é acusado de participar de um grupo que toca o terror em Goianésia, com vários casos de roubos, assaltos e tentativas de homicídio. A população daquela cidade está respirando aliviada.

Encontro fatal
Rhayre Abel (23 anos); Romerito Alves (23 anos) e Raphael Cândido, (26 anos), mais um elemento não identificado, morreram em troca de tiros com policiais militares na GO 222, que liga Anápolis a Nerópolis e outras cidades da região. O quarteto estava no interior de uma caminhonete, no município de Damolândia, em atitude suspeita. A Polícia foi chamada. Houve fuga e perseguição. Tanto a caminhonete, quanto a viatura da PM capotaram.

Prisão por atacado
Em Pirenópolis, o delegado Bruno Costa e Silva comandou uma operação que resultou na prisão de um grupo de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. Wesley Lopes (Wesley Snipes), Alisson Nicolas (Banana), e Thales Lopes, foram os primeiros detidos. Através deles, os policiais chegaram ao restante do bando. Foram detidos Márcia Cristina; Inácio de Freitas; Talhys Nicolas; Wanderson Costa; Paulo César, Jaime Cândido; Wesley Lima e Adael Antunes. Todos foram levados para Goiânia, onde ocorreram os procedimentos legais.

Covardia pura
Edineide estava indo para a igreja, no bairro Santo André, quando foi cercada por dois embaixadores do inferno que lhe fizeram graves ameaças, apontando-lhe uma arma de fogo. Exigiram que ela entregasse a bolsa com documentos, celular e demais objetos de valor. Os bandidos estavam em uma moto Honda. Não era nem oito da noite. Ela, coitada, sem ter como se defender, entregou o que os marginais queriam.

Ficou sem o Hyundai
O Lucas trafegava com seu Hyundai branco pelas ruas do Vivian Park. Estava na maior paz e nem percebeu quando dois elementos fortemente armados o abordaram e mandaram que ele parasse. Temendo pela própria vida, o Lucas parou numa boa. Os bandidos mandaram que ele descesse e passasse as chaves do carro, sem antes, entregar carteira, celular e dinheiro. O Lucas ficou sem nada, Ele disse que notou a presença de um Fox de cor prata que estaria dando cobertura aos assaltantes.

Saiu-se mal
A Lílian estava no ponto de ônibus no Bairro Jundiaí Industrial. Do nada, apareceu um elemento e avançou sobre ela, querendo tomar seu telefone celular. Mas, o aparelho estava pregado na bolsa. Puxa daqui, puxa dali e o bandido deu um soco na cabeça da Lílian. Ela caiu quase que desacordada. Mas, alguns populares que viram a cena, gritaram com o bandido que, com medo, tentou fugir. Era tarde... Foi cercado e detido até que chegou a viatura da PM. Tratava-se do Bruno Eduardo. Ele foi convidado a dar uma chegadinha ao gabinete do delegado de plantão, que fica na Praça do Expedicionário. A princípio, não queria ir. Mas, depois, mudou de ideia.

Assalto ousado
O Crispim, dono de um bar no Jardim América, estava em seu estabelecimento pouco antes das nove da noite. Nisto, encostou uma moto preta e em cima dela estavam dois elementos. O da garupa desceu já com uma faca igual àquela do Tarzan e apontou para o comerciante. “Dinheiro, celular, correntinha de ouro, tudo o que valer alguma coisa. Se não, sua esposa vai ficar viúva agorinha mesmo!”, gritou o bandido. O Crispim, então, entregou 60 reais, documentos e o celular. O bandido, ainda soltou uma enorme gaitada e subiu na moto que ficou funcionando. Os marginais viraram um risco na escuridão da noite.

Um roubo, uma fuga, duas prisões
Policiais do Primeiro BPM de Silvânia fizeram a abordagem de uma moto com dois elementos, na GO 010 e notaram que o condutor estava calçando chinelos o que é proibido pelo Código Nacional de Trânsito. Os dois não tinham documentos mas disseram se chamar Murilo e Jonathan. Como ambos estavam muito nervosos, o Jonathan foi chamado para uma conversinha de pé de orelha, longe do colega. Foi quando deu todo o serviço. A moto havia sido roubada de um casal em Anápolis, na noite anterior. A moça teve, também, o celular levado pela dupla. O dono da moto é o Felipe, que foi assaltado quando estava em companhia de uma amiga. Isto, no Jardim Arco Verde. Aí, não deu outra. Uma conversa mais aprofundada revelou todo o delito. Os assaltantes foram presos e a moto entregue ao Felipe que deu cinco saltos de alegria e não se cansava de elogiar a PM ao dizer que ela “é a melhor polícia do mundo”. Falou que, a partir de agora, vai tomar mais cuidado por onde andar.

Carpinteiro roubado
José é carpinteiro, como seu homônimo, o santo da Igreja Católica. Ele mora no Bairro São Lourenço. E, o José de Anápolis foi vítima de um anjo do mal que o cercou e deu-lhe voz de assalto. O bandido aproveitou-se que uma irmã do José, com transtornos mentais, abriu o portão inadvertidamente. O bandidão tomou 150 reais do José. Ele soube que o marginal vive na região do Bairro São Jorge. (Colaborou Richardson de Bastos)

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...