(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.556

Geral Comentários 05 de fevereiro de 2016

Notas Gerais


Azar do Maycon
O Maycon Douglas, quase xará daquele ator famoso de Hollywood, seguia pela Avenida Pedro Ludovico, isto por volta de onze e pouco da noite. De repente, surgiram dois elementos em uma moto. “Boa noite”, disse o Maycon, todo sorridente. “Não sei se a noite está boa não, chefia, você é o primeiro que nós vamos assaltar hoje. E, sem conversa passa logo a mochila”, disse o garupa. Na mão direita, uma faca que mais parecia uma espada do Shao Lin. Maycon, sem alternativa, entregou a dita mochila. Dentro dela, uma farda militar, cartões de banco, 60 reais em dinheiro e seu aparelho celular novinho. Os bandidos subiram na moto e sumiram no mundo.

Churrasco frustrado
Nem tinha dado quatro e meia da tarde direito e um Gol branco estacionou em frente a uma casa de carnes na Avenida Contorno, Setor Arco Íris. Os ocupantes pediram 20 quilos de carne de primeira. A mercadoria foi pesada e embalada. Aí, veio a surpresa. Era um assalto. Os bandidos, de arma em punho, pegaram as carnes e sumiram. Mas, no caminho, cruzaram com uma viatura da 31ª CIPM e foram perseguidos. Então, abandonaram o carro e desapareceram em um matagal. Dentro do automóvel foi encontrada uma carteira de identidade em nome de Marcelo Cunha, reconhecido pelo dono do açougue como um dos assaltantes. A PM disse que está no encalço da quadrilha.

O brabão
Operários da SANEAGO foram ameaçados pelo Wesley. Motivo? Eles foram fazer o corte do fornecimento, pois a conta estava em atraso. O Wesley ficou bravo e disse que ia soltar os cachorros Pit Bull para morderem os trabalhadores. Foi preciso chamar a Polícia. Quando o pessoal do Quarto BPM chegou ao local, o Wesley, mais do que depressa, tirou uma pistola 45 da cintura e jogou na grama. Mas, os PMs viram e deram-lhe voz de prisão. Ao adentrarem à casa, encontraram drogas, armas e muita munição. O Wesley, então, foi convidado a dar uma chegadinha à Delegacia de Plantão para explicar o caso ao delegado.

Sem celular
A Márcia vinha pela Rua dos Astros, no Jardim Tesouro, toda despreocupada. Nisto chegou perto dela um carro Chevette com três elementos em seu interior. Ela nem ligou. Mas, antes tivesse ligado. Um dos passageiros do carro desceu e foi logo dando voz de assalto. Trêmula e sem voz, ela não teve qualquer chance de gritar, ou correr. Entregou o telefone celular aos bandidos e pediu a todos os santos que a protegessem. Foi atendida, mas ficou sem o celular. Duas testemunhas viram e seguiram o carro, anotando o número da placa que foi passado para a Polícia.

Gato flagrado
Os funcionários de um auto-service que fica na BR 060 acharam estranho que toda hora o Weder despistava, saía do estabelecimento e ia em direção ao seu veículo parado no estacionamento da empresa. Resolveram vigiar mais de perto. E não é que ele estava retirando desodorantes da prateleira e levando escondido na roupa até o carro, onde deixava o produto do furto? Pego em flagrante, ele não teve como negar. Dentro do carro foram encontradas outras mercadorias, principalmente produtos de higiene pessoal. Dançou...

No Terminal
Yahallel (é este mesmo o nome) estava no Terminal Urbano na maior despreocupação, esperando o buzú. Olhava as mensagens que recebera no celular e nem viu quando apareceu um elemento e arrancou-lhe o aparelho das mãos, correndo para fora daquela estação. Yahallel gritou alto e chamou a atenção dos presentes. Foram atrás do assaltante e o detiveram, já na Avenida Xavier de Almeida. Quando os policiais do 28º Batalhão chegaram, a metade do serviço já estava feita. Faltava identificar o bandido. Era o Jonathas, velho conhecido dos homens de farda. Foi, mais uma vez, conduzido ao Plantão.

Furto rural
O Willian foi abordado por policiais do 28º BPM em uma estrada vicinal, na região de Interlândia. Ele estava conduzindo uma bicicleta; uma TV, um Play Station e um telefone celular. “É tudo meu, seu guarda. Sou gente boa”, disse ele. Desconfiado, um dos policiais respondeu: “Então, chefia, desbloqueia este celular aí que a gente quer ver”. A casa caiu, pois ele não sabia a senha. Então, depois de uma curta conversa, resolveu falar a verdade. Havia furtado os objetos de uma fazenda nas proximidades. Levado à propriedade rural, logo o dono chegou e reconheceu seus pertences. O Willian aceitou uma carona dos PMs e foi até à Praça do Expedicionário, onde funciona a central de flagrantes. Lá foi entregue aos cuidados do pessoal competente.

João dançou
João Batista entrou em um hipermercado da Avenida Universitária e foi direto ao setor de padaria. Comprou alguns pães e ia saindo. Antes, porém, resolveu apanhar nove latas de cera automotiva e escondeu bem escondidinho em suas roupas. Passou pelo caixa, pagou os pães e já ia pelo meio do estacionamento, quando foi abordado pelos seguranças que já o monitoravam. “Gente fina, a moça do caixa disse que é para senhor voltar lá e pagar o restante da mercadoria”, disse um dos funcionários. “Me respeita, rapaz! Sou gente honesta e vou processar vocês”, disse o João. Mas, o rapaz insistiu e o João foi levado para dentro do mercado. Não deu outra. Estava, mesmo, com as latas de cera. No Plantão Policial, o delegado arbitrou a fiança: 400 reais. João não tinha nem cinco. Resultado: ficou preso. Disse que iria comer os pães na cadeia.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Geral

Programa ID Jovem completa primeiro ano de vigência

08/12/2017

A Secretaria Nacional de Juventude comemora os bons resultados do Programa Identidade Jovem. Em 1 ano de vigência da iniciat...

Aumenta para oito anos prisão de bêbado que dirige e mata

08/12/2017

Após cinco anos de espera, o projeto 5568/2013 foi aprovado pela Câmara dos Deputados. A análise ocorreu na sessão desta ...

Pesquisa aponta intenção de compras dos anapolinos

08/12/2017

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Anápolis acaba de divulgar a pesquisa de intenções de compras do consumidor anap...

Residencial Copacabana recebe plantio de mudas de árvores

08/12/2017

Preservar o meio ambiente e cuidar do planeta. Foi com esta disposição que estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio do ...