(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.554

Causos de Polícia Comentários 22 de janeiro de 2016

Notas Gerais


Assalto no ônibus
De emprego novo, Amarildo dirigia o ônibus da Urban pelas ruas do Jardim Alvorada. Em determinado ponto, dois elementos deram com a mão, pedindo para que ele parasse. Ele parou. Um dos homens entrou e o outro ficou na porta. O que ficou na porta simulou estar armado e ameaçou matar o motorista. O outro foi direto ao caixa e apanhou 50 reais que estavam em poder da cobradora. Ato seguinte, desapareceram. Mas, a façanha durou pouco. Policiais do 38º Batalhão faziam a rota e souberam do roubo. Não demorou muito e encontraram o Richard e o Diego, ainda comemorando o feito, já no Residencial Leblon. Levados à presença das vítimas, estas os reconheceram na hora. De lá para o Presídio, foi um pulo.

Na porta do serviço
A Aline ia saindo do trabalho e ao se aproximar de seu carro, foi interceptada por um homem que desceu de um Fox de cor prata. Era um assaltante que, sem maiores delongas, foi logo falando o que queria. Ele queria o carro da Aline: um Hyundai HB 20. Dentro do carro estavam documentos, bolsas com material cosmético, no valor aproximado de 20 mil reais. O bandido levou tudo. Nove e meia da noite.

Vive apanhando
A dona de casa de inicial E tem duas filhas com o Irani. E este Irani é useiro e vezeiro em espancá-la. Esta semana aconteceu de novo e a polícia foi chamada a intervir. Todo mundo levado para a delegacia de plantão. Só que, ao chegar lá, ela decidiu não representar contra o agressor e disse que assim o fazia porque ela e as filhas dependem financeiramente dele. Assim, o delegado mandou todos para casa. Até a próxima surra...

Susto danado
O José, em companhia da namorada, parou sua caminhonete em frente à sua propriedade rural, próxima Jaranápolis e foi abrir a porteira. Não deu tempo. Do nada, surgiram dois homens armado e ordenaram que ele ficasse quieto. Em seguida, saíram com a Ford F-250, levando o casal. Nas proximidades de Miranápolis, os bandidos mandaram que José e a namorada descessem e corressem sem olhar para trás. Eles obedeceram. Os bandidos foram embora levando, além da caminhonete, os celulares e 300 reais das vítimas. José disse, no Plantão, que os marginais não os molestaram e que afirmaram precisar da caminhonete para praticarem um roubo, sem, contudo, detalhar que roubo seria esse.

Pelos cabelos
Sherom desceu do ônibus na Avenida Fayad Hanna e se dirigia para um shopping que fica nas proximidades. Mas, no trajeto, foi alcançada por um elemento que a agarrou pelos cabelos e pediu-lhe o celular. Ela disse que não tinha. Ele disse que ela tinha e sacou uma faca. E, não é que o celular apareceu na hora? O bandidão pegou o aparelho e sumiu. Que hora era? Meio dia e meia.

No ponto de ônibus
Rallif estava esperando o ônibus no Jardim Progresso, faltando dez minutos para as cinco da tarde. Logo chegou um elemento que ele pensou se tratar de passageiro também. Mas, não era. O estranho, na verdade, era assaltante. E não demorou um segundo para apontar um tremendo 38 em direção à cabeça do Rallif. Este, sem ter nada que fazer, entregou o aparelho. O bandido foi embora na maior calma do mundo.

Roubados no bar
José Umbelino estava na companhia de alguns amigos em um bar no setor Nova Capital. E, eis que, senão quando, surgiram três elementos fortemente armados e deram voz de assalto. E passaram a saquear todo mundo. Do José, levaram 137 reais em dinheiro vivo, mais a sua moto, uma Yamaha cinza. Mas, como José é bafejado pela sorte, ficou sabendo que policiais do 38º Batalhão haviam recuperado o veículo no Anápolis City. José ficou todo alegre e não se cansava de elogiar o trabalho dos militares.

Maldade em dose dupla
Raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Certo? Errado! Na semana passada foi noticiado nesta coluna o assalto frustrado a uma farmácia na Avenida Benvindo Machado, quando dois elementos (Marcos e Humberto) foram surpreendidos por policiais militares após roubarem tal estabelecimento. E não é que a dose se repetiu? Claro que, por intermédio de outros atores. A Aline, que trabalha na referida farmácia, disse aos policiais que foi surpreendida por um elemento armado que lhe exigiu a entrega do dinheiro que estava no caixa. Ela entregou cerca de 500 reais e o bandido foi embora. Meio dia e meia.

Muito folgado
Sem medo de ser feliz, o Saulo resolveu aprontar mais uma. Ia passando em frente à Delegacia de Plantão e viu alguns carros parados. Então, pensou: por que roubar, por que não roubar? Resolveu arrombar um dos veículos, mas, deu tanto azar que foi visto pelo agente Alexandre Caixeta, isto, às duas e meia da manhã. Preso em flagrante, o Saulo disse que havia tentado abrir outros carros nas proximidades, mas não conseguira. Ele queria retirar o aparelho de som para vender. Foi preso em flagrante.

Adeus, moto
Pouco mais de dez da noite e a Bruna vinha com sua Honda Biz pelas ruas do Bairro Jundiaí. Perto da Praça Dom Emanuel um sujeito pulou na frente, com um revólver na mão e mandou que ela parasse. Ela parou, o assaltante tomou-lhe a moto e foi embora, desaparecendo na escuridão. A Bruna disse que ficou em estado de choque s só viu sua moto sumindo na primeira curva. Foram juntos os documentos e o celular da Bruna.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...