(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.550

Causos de Polícia Comentários 18 de dezembro de 2015

Notas Gerais


Tecnologia contra o crime
Roubaram o Hyundai HB 20 do Pedro Henrique, na Rua Barão do Rio Branco. Dentro do carro estravam documentos, dinheiro e objetos pessoais. Dentre os objetos, um aparelho de telefone celular. O azar dos bandidos é que o dito aparelho tem chip de rastreamento e a polícia não demorou muito a localizá-lo. O carro estava no Bairro Bom Clima. A polícia chegou na hora, cercou a casa e foi o maior corre-corre. Dois elementos pularam muros e telhados como se fossem gatos. Mas, um casal que estava com duas crianças, não teve como fugir. Eram o Isaac e a Giovana. Ambos foram levados à delegacia para explicarem a participação de cada um no fato. Na casa foram encontrados vários jogos de placas de outros veículos com registro de furto e uma moto. Isaac e Giovana disseram que os dois que fugiram eram o Bruno e o Marcos. Os policiais disseram que vão pegá-los.

A estreia
A empresa Urban nem bem começou a atuar e já teve um assalto registrado. Foi na linha Fibra/Brasil. O relógio marcava 10 e 40 da noite, quando dois elementos entraram no ônibus no Bairro São João. Um deles tirou uma peixeira da cintura, encostou-a na garganta do Eduardo, o cobrador. Aí, não teve jeito. Ele entregou o dinheiro, cerca de 80 reais e agradeceu a Deus porque os bandidos só queriam a grana. Depois do roubo, os assaltantes desceram do “buzu” e sumiram na escuridão.

Roubo covarde
A Neusa é diarista e mora no Copacabana. Esta semana ela, que é deficiente auditiva do lado direito, estava no ponto de ônibus por volta de cinco e 40 da manhã, esperando a condução, quando apareceu um embaixador das trevas e deu-lhe voz de assalto. O bandido levou sua bolsa, as chaves da casa, 200 reais em dinheiro e, até, seu aparelho para surdez. Segundo ela, o bandido chegou e foi logo gritando: “É um assalto, não reaja, não grite, se não você vai para o outro mundo agora mesmo”. Ela não reagiu, nem gritou e permaneceu viva, aqui neste mundo mesmo.

O valentão
A senhora de inicial D, dias atrás, levou um corretivo de ex-companheiro, que atende pelo nome de Régis. Ela foi à polícia e registou uma ocorrência contra ele. Mas, o Régis apareceu de novo e disse que estava mudado, que era outro homem. E, era mesmo. Tornou-se mais violento ainda. Esta semana ele chegou na casa dela, no Jardim Santana, e gritou logo na entrada: “Vou te mostrar que sou homem!”. Ato contínuo, trancou a porta e deu mais uma sova na mulher. Esta, com muito custo, conseguiu escapar, sob o olhar atônito de uma vizinha. A vítima foi correndo para o Plantão e registrou nova queixa. O Régis nem se tocou e disse que “isto não vai dar em nada”. A delegada, Dra. Aline Soares, disse que vai dar sim ...”.

Bateu, foi preso
O Juraci chegou na casa da Marinalva com cara de poucos amigos. E foi logo dizendo: “Vou desmontar sua cara que nem o SAMU vai querer te atender!”. A Marinalva, que não é boba nem nada, saiu na maior carreira ligou para o número 190. Em um minuto apareceu uma FIAT Weekend novinha, de propriedade da Polícia Militar do Estado de Goiás. O Juraci mudou o rumo da prosa e disse que não era nada. Mas, foi levado ao Plantão, onde pagou fiança de 500 reais para responder em liberdade pelo crime de ameaça.

Banho frustrado
O Alex mora no Santos Dumont. Esta semana ele chegou em casa doido para tomar um refrescante banho. Ligou o chuveiro e, nada de sair água. “A conta da SANEAGO está em dia”, gritou ele. Mas, resolveu ir lá fora. Foi a sua grande surpresa. O hidrômetro havia sido arrancado. Ele disse aos vizinhos que não entende porque uma pessoa rouba um hidrômetro, pois ele só serve para a casa onde foi instalado. “É maldade pura” disse o Alex.

No mercadinho
O Ikaro tem um pequeno mercado no Setor Arcoverde. Esta semana, por volta de seis e meia da tarde, ele estava na boa, atendendo à clientela, quando chegam dois elementos. Ele imaginou que fossem fregueses, embora não os conhecesse. Estava enganado. Eram dois assaltantes que, de arma em punho, renderam o Ikaro. Os bandidos abordaram, também, alguns fregueses que estavam no local e levaram dinheiro, documentos, celulares outro objetos de valor. Depois, sumiram em cima de uma moto vermelha. O Ikaro comentou: “A gente dá um duro danado, trabalha dia e noite e vêm uns mequetrefes desses e levam tudo. É muita injustiça”. E, é mesmo!

No pit-dog
Claudio tem um pit-dog na Avenida Universitária. Esta semana, ele trabalhou a noite toda e, por volta de três da manhã, quando ia fechar o estabelecimento, foi abordado por dois sujeitos mal-encarados, armados de revólveres. Eram assaltantes e levaram tudo o que o Cláudio tinha de valor. A começar por 350 reais em dinheiro. O comerciante lamentou que não se pode trabalhar honestamente pois a toda hora aparece um bandido para roubar.

Quadrilha desmontada
Pedro Henrique, Weverton e alguns amigos, resolveram fazer um arrastão no setor Recanto do Sol. Saíram assaltando a quem atravessasse na frente. Mas, a polícia resolveu fazer um arrastão contra eles e não demorou a localizá-los em uma casa no Residencial das Flores. Vários dos integrantes da quadrilha, que estavam na casa, fugiram pulando muros. Mas, o Pedro e o Weverton foram presos e convidados a falar quem eram os comparsas.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...