(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed.545

Causos de Polícia Comentários 13 de novembro de 2015

Notas Gerais


Na porta de casa


Pouco mais de onze e meia da noite, o Thiago e a Sirlândia chegavam em casa, no Parque Industrial Nova Capital, quando foram surpreendidos por três homens armados. O trio, sem muita cerimônia, disse que não era para o casal fazer escândalo, nem olhar para a frente. Thiago e Sirlândia obedeceram. Começou o saque: carteira; dinheiro; note book; celulares; documentos, alianças e tudo o mais que valia alguma coisa. Para completar, os bandidos, ainda, levaram o carro do casal, um FIAT Siena.


Nome internacional


Maykon Douglas, quase xará do famoso astro do cinema norteamericano, é ator, mas de outro tipo de arte. Ele estava numa praça da Vila Esperança, quando apareceu lá longe uma viatura da PM. O Maykon pegou a bicicleta e virou um risco. Os policiais desconfiaram e foram atrás dele. Pega daqui, pega dali e o suspeito foi alcançado. Com ele, um telefone celular e seis porções de maconha. Foi levado para bater um papo com o delegado de plantão.


Fator surpresa


Dez da noite o João Paulo estava em frente à casa de sua amiga Isadora, no Jardim Suíço, batendo o maior papo. Falavam de tudo um pouco, esperando o sono chegar. De repente, não mais que de repente, o que chegou foi uma dupla mal encarada e que fez o tradicional comunicado: “É um assalto. Não gritem; não chorem, não reajam. Caso contrário não vão sobreviver para assistir ao jogo da Seleção contra a Argentina na quinta-feira”, disse um dos bandidos. Na operação assalto, foram levados os telefones celulares, dinheiro e outros objetos. O João deu sorte porque os bandidos não quiseram levar o seu carro, pois, outro veículo os aguardava poucos metros adiante.


Assalto maldoso


O Arthur foi visitar a namorada que mora no Jardim das Américas e parou seu Polo Sedan em frente à casa dela. Era por volta de dez e meia da noite, quando ele foi surpreendido por dois homens e uma mulher. Um dos homens tem o cabelo estilo black-power. O trio, demonstrando experiência na arte de assaltar, não teve muitas dificuldades em tomar as chaves do carro e sumir na escuridão.


Parada fatídica


A caminho de casa, Osair resolveu passar no banco e sacar um pouco de dinheiro. Parou em uma agência na Rua Barão do Rio Branco, pegou o cartão, retirou 700 reais e ia saindo para entrar no carro. Mas, não deu tempo. Uma moto parou bem ao seu lado e o sujeito que estava na garupa tinha em uma das mãos um revólver que mais parecia um canhão da Segunda Guerra. Foi logo gritando que o Osair não reagisse e que entregasse o dinheiro. E, foi, justamente, isto o que ele fez. Hora do assalto: oito e vinte da noite.


Casal brigão


O Jangmar e a Cindy, segundo os vizinhos, têm uma relação de amor e ódio. Eles moram no Jardim Eldorado. Esta semana o policial militar Alessandro Martins foi designado para atender a uma ocorrência envolvendo este casal. Chegando lá, deparou com a Cindy sentada na calçada em aparente estado de embriaguez. Chamaram pelo Jangmar e ele saiu ao portão com um profundo corte no braço. “Foi ela que me cortou, seu policial!” disse ele. “Mentira... ele mesmo se feriu com a faca lá na cozinha”, respondeu a Cindy. Como não havia definição sobre a autoria do ferimento, levaram o Jangmar para o Hospital de Urgências onde ele recebeu atendimento. A Cindy foi autuada por lesão corporal de natureza grave.


Jogada de mestre


O Telefone celular do Roberto tocou. Do outro lado da linha era o Maurílio, que foi logo perguntando: “E, aê, chefia. A parada deu certo?”.  A parada, no caso, era um assalto que o Roberto, em companhia do menor de inicial K, utilizando-se de uma moto preta, iria praticar. No começo até que deu certo. Mas, quando o telefone tocou, o Roberto e o menor já estavam nas mãos do Sargento João Batista e sua equipe. E, já haviam confessado, pelo menos, dois assaltos: um deles em um estabelecimento comercial, cujo dono os reconhecera sem qualquer sombra de dúvida e, o outro, a um transeunte na Avenida Pedro Ludovico.  O Maurílio queria saber por que a dupla estava demorando. Aí ficou fácil. Toda a comitiva foi para a casa dele, inclusive os policiais. Chegando lá, “a casa caiu”. Havia drogas, celulares, um simulacro de arma de fogo e outros objetos de procedência duvidosa. Da casa de Maurílio, a turma foi para a delegacia de plantão.


Bolsa importada


Seis e dez da tarde, a Maria Luiza voltava para casa e seguia pela Avenida Senador Ramos Caiado, no Bairro Maracanã. Levava, toda orgulhosa, uma bolsa que, segundo ela é da marca “Louis Vuitton”. Dentro da bolsa, mil reais em dinheiro vivo, documentos, telefone celular e outros objetos de uso pessoal. Ela estava tão distraída que nem ouviu o barulho de uma moto encostando. Na moto, de cor preta, estavam dois elementos. Um deles armado com uma pistola que apontou na direção da Maria Luíza. Ela tremeu dos pés à cabeça e entendeu, logo, que estava sendo assaltada. Entregou tudo e ficou paralisada de medo. Os bandidos não demoraram nem um minuto para praticarem o roubo. Ato contínuo, foram embora levando os pertences da vítima.


Outro assalto


O Lázaro e a Loren vinham no carro dele, um Pálio de cor prata, quando surgiram dois elementos armados e deram voz de assalto. Levaram as vítimas para a região de Interlândia, onde ordenaram que elas descessem às margens da BR 153. Horas depois, o veículo foi localizado na Avenida Xavantina, no Parque Iracema. (Colaborou Richardson de Bastos).

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...