(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 601

Causos de Polícia Comentários 16 de dezembro de 2016

Notas Gerais


Bobeou, dançou
O Tenente Ribeiro, em companhia dos sargentos Wanderson e Thales, mais o Cabo Gleydson, vinha pela Avenida Brasil Norte, quando viu um ciclista. O ciclista, também, viu a viatura e ficou todo desconsertado. Os militares resolveram bater um papo com ele. Era o João. O João estava com 100 gramas de maconha. “Comprou aonde, amigão?”, perguntou o oficial. “Lembro não, autoridade”, respondeu o João. “Rapaz, fala logo, é melhor pra você”, disse o sargento. O João falou. Aliás, foi com os policiais à casa Jefferson, no Parque dos Pirineus. Perguntado se vendia drogas, o Jeferson respondeu afirmativamente. Assim sendo, foi colocado na viatura para uma visitinha ao Plantão Policial.

Quarteto infeliz
A Equipe 4503, com o apoio da CPE 20, flagrou quatro rapazes em atitude suspeitas. Um deles, o Ivoney, estava com uma TV, duas porções de maconha e oito pedras de crack. O Allan estava com uma TV um celular, quatro porções de maconha e mais de três mil reais em dinheiro vivo. Com eles, o Thiago e o Wesley, clientes da dupla. Todo mundo levado para o Plantão Policial. Aconteceu na Rua A, Vila Jaiara.

Homem gato
O Lucimar ia saindo de uma loja na Rua Sete de Setembro todo distraído, com o celular na mão, quando só sentiu um vulto passando perto dele. Era o menor de iniciais D.I.S., 16 anos. O ‘dimenor’ estava em uma bicicleta e tomou o telefone do Lucimar. Mas, caiu da bike e se machucou um pouco. Mesmo assim, saiu correndo e entrou em uma casa. Do quintal subiu no telhado e ficou igual a um gato andando de um lado para o outro. Até que uma guarnição da PM chegou. O pessoal que assistia a tudo em vota cantou: “Desce gatinho, de cima do telhado...”. O menor desceu e foi levado de viatura para o Plantão. O Lucimar recuperou seu telefone.

Profanação
Três da manhã e o Helimar subiu no teto de uma igreja evangélica, dirigida pelo pastor Frank Ney, no Jardim Primavera. Mas, o telhado era fraco e o Helimar despencou de lá como uma jaca madura. Ficou preso dentro do templo. Os vizinhos ouviram o barulho e chamaram a polícia e uma viatura da PM chegou na hora. O Helimar já havia escalado a parede e se preparava para fugir. Não deu tempo... Ele disse que subira no telhado para observar uma residência vizinha e que não iria roubar nada da “casa do Senhor”. Mas, foi preso assim mesmo.

Confusão em família
Já estava quase amanhecendo o dia e o Marcos, na companhia de alguns amigos e familiares, estava tomando todas e ouvindo um CD de Bruno e Marrone na maior altura. De repente, iniciou uma discussão com sua irmã. O caldo entornou e o João, padrasto do Marcos, levantou todo irado, com uma baita pistola na mão e pregou fogo. O Marcos deu no pé. O João, bravo como uma cascavel, deu dois tiros no carro do Marcos, fato confirmado por um amigo dele, que mais tarde foi à sua casa. A confusão aconteceu no Bairro de Lourdes. O assunto vai ser resolvido na delegacia distrital do setor.

Muita pinga
O João, o Gabriel e o Silvan estavam em uma caminhonete 3X4 numa estrada vicinal no distrito de Interlândia, quando deram de cara com uma viatura da PM. Os policiais acharam estranho aquele quadro, justo num domingo. Resolveram abordar o trio. “Vão pra onde?”, perguntou o PM. “Vamos ali pegar uma carguinha...” disse o João. “Trabalhando domingo?”, indagou o outro PM. “É, a gente não para”, disse o Gabriel. “Que carga é?”, perguntou o PM. “É pinga, seu major...” disse o Silvan. E, era mesmo. Em uma chácara das proximidades os policiais encontraram mais de 800 caixas de aguardente. Foram atrás dos contratantes do frete. Eram o Adauto e o Wendel. A pinga era produto de furto. Sendo assim, o caso foi parar no Distrito Policial.

No cair da tarde
Seis da tarde em ponto e a Marise vinha pelas ruas do Setor Jamil Miguel na maior tranquilidade. Foi quando apareceu uma moto. Em cima da moto, dois marmanjos. Os dois marmanjos eram assaltantes e estavam furiosos. “Passa a bolsa, dona. E, não grita!” disse um deles. Ato seguinte, arrancaram a bolsa do ombro da Marise e saíram em disparada. Ela, sem ter como reagir, apenas se limitou a ligar para o 190. A bolsa continha documentos, cartões bancários e uma pequena soma em dinheiro.

Outro dimenor
A Géssica foi assaltada há cerca de dez dias. Esta semana ela abordou policiais do 28º Batalhão e disse que o bandido estava rondando o local, perto da Unievangélica. Não deu outra. Os policiais cercaram o menor de iniciais A.V.F. Ele estava com uma faca na cintura. “Pra quê essa faca?”, perguntou o PM. “Pra descascar laranja e cortar melancia, seu policial...”, disse o menor. Claro que os agentes da lei não acreditaram e aumentaram o tom da voz. Ele caiu em si e confessou ser assaltante. Foi encaminhado para as devidas providências.

Assalto motorizado
O Júlio, pilotando uma moto azul roubada, estava assaltando pessoas na região do Conjunto Village. O 190 foi acionado e policiais do 28º Batalhão saíram em seu encalço. Não demorou muito e ele foi avistado. Tentou se esconder; tentou correr, tentou disfarçar. Nada disso adiantou. Os policiais, gentilmente, convidaram-no para um passeio até à central de flagrantes. Júlio aceitou e, lá, foi reconhecido pela vítima, uma senhora moradora do local onde ele assaltava. Agora, não assalta mais.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...