(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 599

Causos de Polícia Comentários 02 de dezembro de 2016

Notas Gerais


Confusão de madrugada
Duas horas da manhã e o Subtenente Adriano, em companhia do Soldado Eliel, foi acionado para atender a uma ocorrência no Jardim Esperança. Era o Nilton que queria matar a Aparecida. O Nilton, segundo os próprios familiares, passara o dia todo bebendo e resolveu tirar satisfações com a companheira. Quando viu a guarnição disse que não era nada e que os policiais poderiam ir embora. Eles, realmente, foram. Mas, levaram o Nilton para dar uma entrevista ao delegado de plantão.

Valentão com a mulher
O José Carlos foi outro que deu trabalho para a Polícia esta semana. Ele viveu por cinco anos com a Magda, mas, o amor acabou há três meses. E a Magda já tem outro namorado. O José Carlos acha que ainda manda nela e foi à sua residência, no Setor Jandaia, cantar de galo. “Vou quebrar sua cara, a cara de seu namorado e de sua filha”, gritava ele a plenos pulmões. A Magda, que não é boba nem nada, pulou o muro e se escondeu na casa do vizinho. Foi quando chegaram o Cabo Josimar e o Soldado Leone. “Tá nervoso, amigão?” perguntou o policial. “Só um pouquinho, doutor”, respondeu o José Carlos. “Entra aqui, vamos dar um passeio pra refrescar a cuca”, disse o PM. O José Carlos aceitou a carona na viatura e foi para o Plantão.

Assaltado logo cedo
Oito da manhã e o Wilson acabara de abrir sua mercearia. E, logo chegaram dois jovens. O comerciante, na maior boa fé, pensou que havia acordado com o pé direito e que iria fazer uma boa venda. Qual nada... A dupla era assaltante e, na maior brutalidade foi gritando que queria o dinheiro. O Wilson, desarmado, sem chance de se defender, entregou cerca de seis mil reais. Os bandidos foram embora. Só que, um vizinho viu a cena e entregou o ouro. Disse que um dos assaltantes morava ali pertinho e que entrara em um carro marrom. Em pouco tempo a PM já estava com o Rubens na mão.

Os brigões
O Manoel (54 anos) e o Francisco (62 anos) que já não se bicavam, acabaram estremecendo, mais ainda, as relações. Ambos moram no Jardim Alvorada. Esta semana não foi diferente e, dos insultos, passaram às vias de fato. Só que o Manoel tinha uma faca na cintura e não avisou ao Francisco. Este só ficou sabendo quando viu a camisa pintada de vermelho com seu sangue. Havia levado uma facada nas costas. Gritou por socorro e alguns vizinhos vieram ajudar. Seguraram o Manoel até que o Sargento Weder e o Cabo Silas chegarem. Aí, acabou a brabeza do Manoel. Ele foi levado para a Delegacia de Plantão.

Motoqueiros fujões
O Sargento Paulo César e o Cabo Gileade patrulhavam as ruas do Jardim Alvorada, quando viram dois motoqueiros em atitudes suspeitas. Resolveram acompanhá-los. Quando perceberam a perseguição, os dois aceleraram as motos. Os policiais aceleraram a viatura. Cerca daqui, cerca dali e perto de uma mata, os perseguidos deixaram as motos e correram. Os policiais correram atrás e conseguiram deter um dos fujões. Era o Clayton que estava completamente bêbado e não soube responder às perguntas básicas. Resultado: foi levado para o Plantão e a moto recolhida. Seu companheiro sumiu no Goiás.

Bandido folgado
O Waldir estava chegando em casa, na Avenida Contorno, bem no centro da Cidade, com uma caixa na cabeça. Foi quando dele se aproximou um rapaz trajando bermudas vermelhas e de boné branco. “Perdeu, perdeu!!!”, gritava o estranho. “Perdi o quê, moço?” perguntou o Waldir. “Passa o celular e não reaja. Se, não, eu te mato”, respondeu o assaltante. Isto, quatro horas da tarde. Surpreendido e sem poder de reação, ele entregou o celular e começou a gritar: “Ladrão, pega o ladrão!”. O assaltante se irritou, apanhou uma pedra e acertou a cabeça do Waldir. O sangue desceu na hora. Logo a polícia chegou. Eram o Cabo Marinho e a Soldado Rafaella. Cinco minutos depois o autor já estava preso. Era o John Christie, que foi localizado na Praça do Ancião. Foi reconhecido na hora e ainda estava com o celular. Cadeia nele.

Agressor contido
O Delegado Cleiton Lobo recepcionou, em seu gabinete, às onze da noite, o Raimond. Ele estava acompanhado dos soldados Alessandro e Lemes. Por que ele foi parar no Plantão? Porque estava batendo na Cynthia, sua ex-mulher. Os policiais contaram que foram atender à ocorrência na Vila Calixto Abrão e encontraram a mulher queixando-se de haver sido agredida. O Raimond não estava, mas logo apareceu com outra versão. Segundo ele, não houve nada daquilo e que havia ido lá só para ver a filha. Pelo sim, pelo não, os militares decidiram cumprir com o dever. “Gente fina, viemos aqui para atender à ocorrência e a formalidade manda que o senhor precisa ir à autoridade competente, no caso, o delegado, para se explicar melhor. Falar pra nós aqui, não adianta nada. Viemos para levar o senhor e vamos levar”. E, levaram...

Carro barato
O George, apelidado de “Brad”, foi flagrado por manter em seu poder um carro Azera (Hyundai). Esse carro era clonado, pois outro semelhante, com a mesma placa, havia sido localizado em uma oficina no Bairro JK. Ao ser indagado pelos policiais da CPE (Companhia Especial de Policiamento) ele disse que havia adquirido o carro. “Pagou quanto, chefia?”, indagou o PM. “Paguei mil reais”, respondeu ele. “Mil reais???” espantou-se o policial. “Isso mesmo, mil reais”, disse o “Brad”. Claro que os policiais não acreditaram. Depois, soube-se que o veículo fora furtado em Aparecida de Goiânia. George “Brad” foi autuado, inicialmente, por receptação.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

24/11/2017

Castelo fraco Valdeci montou um comércio no Residencial Copacabana e ia de vento em popa. Não faltavam clientes. Só que,...

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...