(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casos de Polícia - Ed. 560

Causos de Polícia Comentários 16 de maro de 2016

Notas Gerais


Ladrão cara de pau
O Lázaro, morador na Vila Mariana, estava nasala da casa, em companhia da esposa. Resolveram, então, ir à cozinha e esqueceram o portão da frente aberto. Minutos depois, a esposa do Lázaro voltou para a sala e deu de cara com um rapaz que, ao ser surpreendido, saiu com esta: “É aqui que mora o Mike?”. A esposa do Lázaro, mais assustada ainda, disse que não. O rapaz saiu correndo. Quando foram ao quarto viram que a carteira do Lázaro sumira da penteadeira. Dentro dela estavam 70 reais.

Até no colégio
Sete e pouco da noite e um grupo de pessoas, dentre elas o jornalista Antônio Carlos, estava em uma escola que fica na Rua Engenheiro Portella, centro da Cidade. Nisto, entrou um elemento armado, gritando para todo mundo ficar quieto. “É um assalto. Quem se mexer morre agora!”, disse o bandido. Ato seguinte, o bandido mandou que o cofre fosse aberto, dando a entender que sabia o que havia em seu interior. E, o que havia no interior do cofre era dinheiro e documentos. O bandido chamou três comparsas e a quadrilha fez um limpa no ambiente roubando, inclusive, pertences de alguns clientes que estavam ali. Em seguida, os marginais sumiram na escuridão da noite.

Quadrilha desativada
A Polícia Militar foi chamada para atender a uma ocorrência de roubo no JK Industrial. Ao chegarem, os policiais foram informados que se tratava de uma dupla utilizando um carro de cor prata, placas 9020. Aí, ficou fácil. Outra guarnição da PM em patrulhamento no Residencial Leblon deparou com um FIAT Uno com estas características. Feito o cerco, encontraram o Paulo Henrique, reconhecido pelas vítimas. Ele estava em companhia da Tatiane. “Cadê o bagulho?”, perguntou o policial na maior calma do mundo. “O Lucas levou”, respondeu a Tatiane. “Cadê o Lucas?”, insistiu o PM. “Sei não doutor!”, disse a Tatiane, novamente. “Então, se não for muito incômodo, gostaríamos que o gentil casal nos acompanhasse até à delegacia de plantão para um colóquio com o senhor delegado”, disse o policial. Sem escolha, Tatiane e Paulo Henrique embarcaram na viatura. Os policiais disseram que vão achar o tal Lucas.

Roubaram do morto
O Sérgio faleceu e a mãe dele pediu ao Daniel para tomar conta da casa, até que a situação se resolvesse. Isto, no Residencial Morumbi. Esta semana, depois de se ausentar por algum tempo da casa, o Daniel ia retornando, quando deparou com três elementos carregando um punhado de utensílios domésticos que lhe pareceram familiares. Correu até à casa e viu que o portão estava arrombado. “Foram eles”, disse. E, imediatamente, ligou para o 190. A viatura chegou em cima da hora e já perto da Avenida Pedro Ludovico, viu os elementos suspeitos. Estes, ao vislumbrarem a FIAT Weekend prateada, se ligaram e dispensaram os objetos, mas, já era tarde. Foram cercados. Eram o Henrique, o Elismar e o Claudinei. Estavam com dois botijões de gás; um forno microondas; um ferro de passar roupas, uma mala de viagem e outros objetos. Além de devolverem o que furtaram, ainda foram detidos.

Roubo na avenida
A Vitória, que trabalha como secretária, foi derrotada por dois bandidos covardes que a abordaram em plena Avenida Comercial, no Bairro de Lourdes. Isto, às dez e vinte da noite. Ela estava em companhia do irmão, quando os marginais apareceram. Armados, ordenaram que as vítimas entregassem os telefones celulares. Assim foi feito e os ladrões foram embora.
Assalto covarde
Lucélia, que é diarista, deu um duro danado e estava voltando para casa, no Parque Brasília, com 150 reais que ganhou honestamente. Mas, dois desonestos, em cima de uma moto, surgiram em sua frente e foram logo dando voz de assalto. Ela, coitada, sem poder de reação, assustada, ainda foi jogada ao chão pelos bandidos que fugiram, levando sua bolsa; o celular; o dinheiro; documentos, chaves e outros objetos pessoais. Resignada, deu queixa no Plantão, na esperança de reaver, pelo menos, os documentos.

Dupla ameaça
A mulher de inicial R. trabalha como açougueira em um mercado de Anápolis. Ela se desentendeu com o companheiro Weder e se separou dele. Esta semana ele foi ao local de trabalho da ex-esposa e passou a ameaçá-la, dizendo, dentre outras coisas, que iria matá-la. Isto porque, segundo a R., ela estava cobrando a pensão alimentícia atrasada há três meses. “Se eu for preso de novo, quando sair, você vai para dentro de um caixão”, teria dito o ex-marido de R. Ela, muito assustada, foi até à casa da ex-sogra, a mãe de Weder e contou tudinho pra ela. Sabem o que a ex-sogra disse à R.? “Tomara que ele te mate mesmo...”. A mulher saiu de lá e foi direto ao Plantão Policial registrar estes acontecimentos.

Confusão no ônibus
Pedro Paulo entrou no ônibus que faz a linha Alexandrina/Matinha. Isto, às oito e meia da noite. Sem quê, nem porquê, ele se aproximou da cobradora Sirlene e começou a insultá-la. A princípio, ela não deu bola. Mas, como ele insistisse nos desaforos, ela colocou o dedo indicador nos lábios e disse para ele se silenciar. Pra quê??? O Pedro Paulo virou uma fera, se levantou, foi até aonde ela estava e desferiu-lhe um bofetão no rosto. A Polícia foi chamada e levou todo mundo para a delegacia. Chegando ao Plantão, o Pedro Paulo disse que não iria se pronunciar. Feito o Termo Circunstanciado de Ocorrência, ele vai ter de comparecer a uma audiência de conciliação marcada para o dia primeiro de abril no Fórum Municipal. Lá ele vai falar, com certeza. Parece mentira, mas é a pura verdade.

Autor(a): Nilton Pereira

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Causos de Polícia

Causos de Polícia

16/11/2017

Moto complicada O Gabriel estava todo prosa, circulando em uma moto novinha pelas ruas do Jardim dos Ipês. Mas, foi inter...

Causos de Polícia

09/11/2017

Bateu na mãe O Roberto, morador da Vila Jaiara, tem 45 anos, mas é muito esquentado. Qualquer coisinha ele quer bater. E,...

Causos de Polícia

03/11/2017

Maldade pura I O Eurípedes tinha uma perua FIAT Elba que era o seu maior xodó. Era, porque, esta semana, um embaixador do ...

Causos de Polícia

26/10/2017

Ladrão folgado Um homem (identidade preservada) foi assaltado por dois elementos que estavam em um Celta preto. Ele chamou ...