(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Caso Periquito: Polícia fará reconstituição do crime

Violência Comentários 14 de novembro de 2014

Delegado responsável pelo caso sustenta que Jefferson Renato Ferreira seja o autor do assassinato. Testemunhas relatam que viram o acusado “correndo com a arma na mão”, durante a festa que acabou na morte de Júlio Cesar Ferreira Honorato, vulgo “Periquito”, em crime ocorrido no mês de setembro e que chocou a opinião pública


A Polícia Civil, por meio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), fará, nesta segunda-feira, 17, às 10 horas, a reprodução simulada, chamada também reconstituição do crime, do assassinato de Júlio Cesar Ferreira Honorato, apelidado de “Periquito”. O rapaz, conforme noticiou o Jornal Contexto em sua edição de 19 a 25 de setembro de 2014, foi morto na madrugada do dia 16 daquele mês, enquanto saía de uma festa em uma chácara nas proximidades da Estância Vale das Brisas. O crime chocou a opinião pública e teve alta repercussão nas mídias sociais.
Com a presença de testemunhas, o principal suspeito de ter cometido o crime, Jefferson Renato Ferreira, mostrará sua versão dos fatos. Em sua própria defesa, Jefferson afirma que o tiro que atingiu “Periquito” teria partido da própria vítima. O delegado da GIH responsável pelas investigações, Henrique Otto, indicou estar certo de que a autoria do crime seja de Jefferson. “A gente não tem dúvidas de que foi ele”, declarou. Otto garante que “não tem outra hipótese”.
Na reprodução simulada será averiguado se a versão do suspeito é correta. “A gente vai ter a certeza (da versão dos fatos)”, explicitou o delegado Henrique Otto. O delegado indicou, ainda, que a distância entre a arma e a vítima era longa, no momento do disparo, o que eliminaria a possibilidade do tiro ter sido efetuado pelo próprio Júlio César. Outro fato levado em consideração nas investigações são as falas das testemunhas, algumas informando que viram Jefferson correndo “com a arma na mão”. De acordo com Henrique Otto, “testemunhas viram ele atirando”.

Autor(a): Felipe Homsi

Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Violência

Operação conjunta prende suspeitos de homicídios

10/08/2017

Operações realizadas pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil, de Anápolis e Luziânia, cumprir...

O que mudou 11 anos depois de aprovada a Lei “Maria da Penha

03/08/2017

Embora se admita que o sexo feminino tenha experimentado mais poderes na última década, a Lei Maria da Penha, que completar...

Índice de mortes violentas ainda assusta a população anapolina

28/07/2017

A aparente tranquilidade que vinha sendo registrada no que diz respeito aos crimes contra a vida, em Anápolis, foi interromp...

Vereador do PSDB alerta sobre onda de assaltos em farmácias

06/07/2017

Os proprietários e funcionários de farmácias de Anápolis vivem com medo com a frequência de assaltos nos estabelecimento...