(62) 3317 5500 • comercial@jornalcontexto.net

Casa do ex-prefeito Anapolino de Faria está sendo restaurada

Economia Comentários 18 de agosto de 2017

Com a participação de um bisneto de Oscar Niemeyer, restauração é uma iniciativa do Grupo Kasulo, de Goiânia


Projetada por um dos mais importantes e conhecidos arquitetos do Brasil, Oscar Niemeyer, a casa do ex-prefeito Anapolino de Faria, situada na Rua Dona Sandita, no centro, passa por uma completa restauração para receber a 1ª Mostra de Arquitetura, Designer de Interiores e Paisagismo de Anápolis, prevista para ocorrer em meados de novembro e parte do mês de dezembro. Ainda sem data definida, o evento será aberto ao público por um período de mais de 30 dias.
A Mostra e a restauração do imóvel são uma iniciativa do Grupo Kasulo, de Goiânia, que reúne 47 profissionais entre arquitetos, engenheiros civis, designers e publicitários “com sonhos em comum”, como explica o produtor da mostra, o publicitário Rafael Miranda, que promete novas edições nos próximos anos, em outras casas históricas da Cidade que, também, serão restauradas pelo Grupo.
Considerado um imóvel histórico, a casa do ex-prefeito Anapolino de Faria foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1957, mas a obra foi finalizada em 1960, conforme conta a arquiteta Marisa Felix de Araújo, amiga da família, hoje responsável técnica pela obra de restauração e pelo acompanhamento de detalhes do imóvel que a família do ex-prefeito faz questão de manter e preservar. O projeto inclui a troca de todo o sistema elétrico e hidráulico, recuperação de pisos e revestimentos, além da reforma do telhado.
Edificada em um terreno de 2.200 metros quadrados e com uma área construída de 772 metros, o projeto de sua restauração é de alto custo, cujo valor os profissionais do Grupo Kasulo não revelam. De acordo com o produtor da mostra, o gasto com a restauração está sendo bancado com o patrocínio de empresas de arquitetura e marcas anapolinas não reveladas. “O custo da obra vai depender dos gastos de cada profissional que vai assinar os 29 ambientes que fazem parte do projeto de restauração”, disse Rafael Miranda, revelando que o arquiteto Paulo Sérgio Niemeyer, bisneto de Oscar Niemeyer, assina um dos ambientes da Mostra.
Projeto inovador
Ele informou que os herdeiros do ex-prefeito não terão gastos com a obra, e que depois de encerrada a Mostra, o imóvel será entregue a eles para que seja transformado em uma casa de eventos corporativos, um centro cultural “ou o que a família decidir”. Rafael Miranda considera muito inovador o projeto de restauração ao explicar que ele foi elaborado para beneficiar a população anapolina e aquecer o mercado da arquitetura e da construção civil na Cidade. “Anápolis é um cidade com grande potencial nestas duas áreas”, acrescentou o coordenador da Mostra lembrando que o Município já se aproxima dos 400 mil habitantes e com uma significativa parcela de alto padrão de vida e de consumo.
Ele revelou que a Mostra vai contar a história do casal Anapolino e Dulce de Faria, através dos ambientes da casa. “Vamos valorizar estes 29 ambientes e levar conhecimento à população de Anápolis”, disse lembrado que a casa do ex-prefeito, na década de 60, serviu para inúmeras reuniões políticas, inclusive presidenciais, ministeriais e políticas à época em que Anapolino de Faria era deputado federal. “Aqui, ele recebia Juscelino Kubistchek; Tancredo Neves, Ulisses Guimarães e muitos outros políticos de projeção nacional, conta a empresária Sheila Marçal, revelando que à época da ditadura militar, o ex-presidente JK se refugiou na casa de Anapolino de Faria para não ser preso.
Ela lembra que, além do estilo modernista, a casa tem em sua sala um grande painel da renomada artista plástica Gilda Reis Netto, um croqui em carvão de alto valor agregado, feito em 1960, outro do artista plástico e um dos mais importantes designers do País, Paulo Werneck, um acervo de móveis de Sérgio Rodrigues, considerado o maior designer de móveis do Brasil e também de fotos e documentos. “Em sua casa, na condição de amigo de JK, foram feitas várias reuniões de governo e assinados documentos importantes para a construção de Brasília”, acrescentou Sheila Marçal lembrando que o ex-presidente é padrinho de batismo de um dos filhos do casal Anapolino e Dulce de Faria.
O arquiteto Paulo Sérgio Niemeyer falou de sua satisfação de integrar a equipe de profissionais responsável pelo trabalho de restauração do imóvel. “É uma alegria imensa representar o meu bisavô nesse projeto”, disse o arquiteto para quem o projeto elaborado por seu bisavô para a construção da casa é um exemplo do que ele fazia na área da arquitetura naquela época. Ele acha que a casa do ex-prefeito, de estilo modernista, transmite a importância da arquitetura brasileira “quando ela era valorizada”. Segundo ele, hoje a arquitetura se internacionalizou sem, contudo, ser tão rica quanto era a arquitetura brasileira à época em que seu bisavô ainda atuava profissionalmente.


Quem foi Anapolino de Faria

Filho de Francisco Silvério de Faria e Benedita Fontes de Faria, Anapolino de Faria nasceu no dia 14 de outubro de 1921. Formou-se em medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1947. Foi um dos fundadores do Hospital Dom Bosco e da Associação Médica de Anápolis.
Na carreira política, foi Vereador (1955/59); Deputado Estadual (1963/67 e 1987/89); Deputado Federal (1967/75) e Prefeito Municipal por dois mandatos (1983/86 e 1989/93). Ingressou na carreira no PSD, mas sua militância foi quase toda dentro do MDB/PMDB.
Anapolino de Faria era casado com Dulce de Faria. Na Prefeitura, dizia que o seu lema era: “Educação, educação e educação”. Em sua gestão, sob o comando da primeira-dama, foi criada Sociedade Dom Bosco, abrigando um dos maiores projetos sociais que o Município já teve voltado para crianças e adolescentes.

Autor(a): Ferreira Cunha

Clique aqui para ler a página em formato PDF


Comentários


Deixe seu comentário Dê sua opinião a respeito desta notícia. Seu e-mail não será publicado.


Código Anti Span Incorreto!
Obrigado! Seu comentário foi postado com sucesso!
Falhou! Preencha todos os campos obrigatórios (*)

+ de Notícias Economia

Município cai no ranking goiano de exportações

16/11/2017

Mais de US$ 1,4 bilhão. Este é o valor da corrente de comércio, representada pela soma das exportações e importações f...

Produto Interno Bruto de Goiás registra queda de 4,3% em 2015

16/11/2017

A economia goiana movimentou R$ 173,63 bilhões em 2015, valor R$ 8,62 bilhões acima do registrado no ano anterior (R$ 165,0...

Secretário se compromete a intermediar causas de empresários com a Companhia

09/11/2017

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que vai intermediar um encontro para solucion...

Luta nacional transforma-se em uma “briga” caseira em Goiás

09/11/2017

O Governo de Goiás e o setor produtivo travam uma verdadeira batalha em torno do Decreto 9.075, de 23 de outubro de 2017, as...